DB Multiverse

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris & Arctika

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :4647484950
[Chapter Cover]
Parte 10, Capítulo 49.

PARTE 10: OS ÚLTIMOS RECURSOS DE VEGETTO

Capítulo 49

Traduzido por João Vitor


Foi uma corrida perigosa em um enorme campo de batalha. Numerosas explosões soaram ao redor deles. Quatro pontos brancos se moveram furtivamente, passando despercebidos. Eles estavam prestes a cumprir uma missão crucial.

Depois de muitos obstáculos, eles finalmente chegaram. Passaram pelo escudo de energia que Vegetto criou ao redor do corpo inconsciente de Broly, chegando no lado esquerdo de seu peito. Com um movimento rápido e um pequeno estalo, quase como se uma rolha tivesse sido retirada de uma garrafa de vinho, os pontos ficaram do tamanho de um polegar. Os mini-Buu's pareciam orgulhosos e felizes.

—Parabéns, meus amigos! Finalmente conseguimos!um deles exclamou.

—Finalmente entramos em território inimigo… disse outro.

— … Com nossas vidas em risco concluiu um terceiro Buu, acenando como um soldado.

—Sim, gritou um quarto, seguido por seus companheiros.

Realmente foi um grande sucesso. Enquanto as outras partes do corpo de Buu lutavam com Vegetto, Gohan e Bra, eles conseguiram atingir o objetivo principal. Só havia uma coisa a fazer para vencer!

— Vamos! Vamos absorvê-lo!—Sim!Yaaaaaay! os outros três responderam, começando a se transformar em uma espécie de goma de mascar, que poderia se esticar quase indefinidamente.

Quando eles começaram a se expandir em torno de Broly, todos explodiram. Eles não se desintegraram, como a técnica de Vegetto os teria feito, mas se transformaram em um estado de vapor rosa. E, sua vaporização permitiu que Gohan os afastasse. Era impossível para aquela parte do corpo de Buu se recompor no mesmo lugar para tentar absorver Broly novamente.

Para o Universo 16, havia um inimigo a menos. Para Buu, foi nojento que ele tenha sido parado quando alcançou 99% de sua meta!

—Insolente! Eu estava quase lágritou uma das cabeças de Buu ao lado de Gohan, que suava profusamente … como resultado da gravidade zero, o suor parecia subir ao invés de descer.

—Temos que aguentar até que Broly seja mandado de volta! Disse o filho de Vegetto, na tentativa de fortalecer sua própria atenção.

Ele não queria arriscar novamente. A absorção de Broly teria sido muito perigosa. Buu teria um poder ilimitado e sempre crescente …

Gohan não ousou imaginar o resultado …

No centro de comando dos Vargas, o técnico havia acabado de consertar o sistema, gravando o novo programa. Normalmente, funcionaria. Quanto ao Varga que o observou, entregou-lhe o controle remoto. Este último, um tanto estupidamente, o devolveu ao responsável Varga e ao Namekuseijin, ambos presentes.

— Aqui! Está tudo bem!

— Bem, vamos mandar Broly de volta mais tarde! O outro Varga simplesmente disse.

Que tipo de ideia ele tinha na cabeça quando o mais importante era simplesmente verificar o funcionamento do botão?

— Qual é o problema? Está muito longe agora, disse o Varga simplesmente, colocando o controle remoto no console. — Agora … Ele continuou … Nós e os outros participantes não somos mais diretamente ameaçados por ele …

Passaram-se longos minutos desde que Bra começou a lutar com Buu, sozinha. E também era bastante óbvio que ele era muito mais forte do que ela! E muito mais forte do que Gohan também! Ele era superior ao Super Saiyajin de Vegetto. Mas ela não se desesperou. No início, ela sentiu prazer em lutar contra a lenda que seu pai e seu irmão lhe contaram. O mais poderoso dos oponentes. Mas, aos poucos, começou a vacilar. Ela não conseguia mais recuperar o fôlego. Era limitada em força e eficiência. E, afinal, o Super Saiyajin não era seu único nível …

Depois de levar alguns socos no rosto, incapaz de revidar pelo menos uma vez, o pensamento de Bra foi ouvido por sua família.

— Pai! Ele é muito forte! Eu preciso respirar … Eu … Eu não agüento mais

De repente, ela percebeu que poderia morrer ali se continuasse assim. Com isso, seus olhos se iluminaram, se arregalando. Ela não podia deixar isso acontecer!

Eu não quero morrer aqui, eu vou para o próximo nível!

Ela não tinha permissão para fazer isso, como ela bem sabia…

—O nível … NÃO! Eu proibi você Vegetto gritou telepaticamente —Não faça isso, Bra!

—Este não é o momento para…

Gohan parou… Bra já estava fora de si de tanta força e raiva. Seus dois familiares conheciam bem esse tipo de poder … Eles sabiam que poderia se tornar perigoso!

"Por outro lado, ela não terá muito o que destruir aqui!" Gohan pensou, lembrando-se rapidamente da primeira vez em que sua irmã se tornou uma Super Saiyajin 2…

De repente, o corpo de Bra produziu uma luz cegante, fazendo com que todos parassem. As cabeças de Buu congelaram diante desse novo poder. Vegetto e Gohan se prepararam para o pior, permanecendo em guarda para um possível ataque de Buu.

— Aaah… disse ele, observando a nova transformação. Bra era mais poderosa do que Gohan agora. Mas ela não o assustou nem um pouco. Estava bem abaixo do potencial de Vegetto. Mas seu pai estava cansado, então ela era a mais forte no momento.

As marias-chiquinhas que prendiam seus cabelos nas costas e na frente quebraram, deixando os cabelos em pé, como sempre acontece no segundo nível do Super Saiyajin. Seus músculos se contraíram e seus olhos ficaram terríveis. Seu olhar a fez parecer louca, desprovida de qualquer pensamento racional. Ou ela estava apenas focada em seu oponente?

Quando terminou, ela estendeu a mão para Buu, lançando seu primeiro ataque. Toda a metade da parte inferior do corpo de Buu desapareceu imediatamente, para sua surpresa.

—A técnica de Vegetto! Uma das cabeças gritou para a Bra.

— Ela pode nos matar também! outro gritou, não muito longe.

Como se tivesse ouvido, Bra se virou, balançando para a direita, espalhando uma notável onda de energia, a mesma que havia varrido a metade inferior de Buu. Em menos de dois microssegundos, todas as 15 cabeças explodiram, sem deixar vestígios. Foi um ataque eficiente e focado.

…Focado em uma coisa: destruir tudo ao seu redor antes que ela ficasse sem energia e oxigênio. Com nada além desse objetivo em mente, ela se virou para ver outro grupo de cabeças de Buu, ao redor de Gohan e Vegetto. Mas ela não os viu. Sua visão estava obscurecida. Tudo o que ela via era uma ameaça, uma ameaça que ela atacou violentamente.

— Não! Bra! Gohan falou para ela. Mas era tarde demais. Além disso, ela nunca iria ouvir.

O ataque foi rápido.Eles não tiveram tempo para evitá-lo. Junto com cerca de vinte cabeças ao redor deles, Gohan e Vegetto foram baleados. Suas roupas estavam em farrapos e eles estavam cobertos de feridas, queimaduras e cortes. Vegetto, já cansado, foi atingido com mais força do que Gohan. Ele tossiu sangue, perdendo sua transformação em Super Saiyajin.

— Ha ha! Essa garota é incrível! Uma das cabeças exclamou, dividindo-se em duas.

— Mas você nunca vai nos pegar! Outro gritou, também se multiplicando.

— Gohan! Pai!

Bra percebeu o que ela havia feito. Suas pupilas voltaram ao normal. De repente, ele perdeu sua forma de Super Saiyajin e seu cabelo começou a flutuar livremente no ar, com lágrimas enchendo seus olhos. —Eu de novo …!

Buu olhou para seus três oponentes. Vegetto estava inconsciente e Gohan estava gravemente ferido. Ele ainda poderia lutar, talvez, mas o que ele poderia fazer contra ele? Quanto a Bra, ela se deixou levar. Ela não olhou mais para ele, simplesmente olhou para o vazio do espaço. Para Buu, a luta acabou. E ele foi vitorioso. Ele chamou suas partes de volta à cabeça, começando a reconstruir sua metade perdida.

— Então? Não sobrou ninguém para me impedir?Ele disse com um sorriso.

Gohan voou para Vegetto, tentando agarrá-lo. Não havia mais nenhuma ameaça para Buu. Ele se virou para Broly, finalmente pronto para alcançar seu objetivo.

— Então Broly é me…?!

O sorriso de Buu desapareceu imediatamente quando ele percebeu que o objeto de seus desejos havia desaparecido.

— Ele não está mais aqui! Ele gritou, quando viu a bola incandescente de energia, ou melhor, o último resquício do ataque de Vegetto que cercou Broly.

Tinha sido muito lento … O Universo 16 o distraiu por muito tempo … Aqueles insetos estúpidos conseguiram ganhar tempo suficiente para consertar o mecanismo que ele próprio destruiu

— É importante, disse o líder dos Namekuseijins, após apertar o botão. Na frente dele, o estúpido Varga ainda estava protestando:

— Ninguém vai notar se ele não estiver mais neste universo … Disse ele, encolhendo os ombros.

— É a coisa certa, disse outro Varga ao lado dele.

— Não estamos aqui para destruir universos. Enviaremos todos eles para casa, não importa em qual universo.

O pequeno idiota encolheu os ombros novamente. Não importava para ele se Broly pertencia ao Universo 20, Universo 0 ou Universo 3.14159 …

Para outra pessoa, no entanto, importava muito…

Buu ficou furioso. Ele estava borbulhando por dentro enquanto a fumaça escapava de seu corpo.

Gohan agarrou Vegetto e correu para Bra. Com seu pai inconsciente, ela seria a única capaz de trazê-los de volta à arena. Eles estavam desesperadamente sem oxigênio, e Gohan estava prestes a afundar em um estado de inconsciência. Um pouco mais e ele se juntaria a sua irmã …

— Bra! Leve-nos embora! Vamos voltar! Ele disse para a irmã, sacudindo-a.

Ela começou a se recuperar do choque. Ela olhou para Gohan com lágrimas nos olhos, ainda tremendo. Então, lentamente, ela levou dois dedos à testa, em busca de energia à milhões de quilômetros de distância..

Buu, tendo se recuperado totalmente, ficou furioso. Rangendo os dentes de raiva, ele avançou contra o grupo, levantando o punho. Mas ficou vazio. Eles haviam se teletransportado…

A poucas centenas de metros do acampamento, entre as falésias rochosas, apareceram três pessoas, exaustas. Bra conseguiu usar o teletransporte de Kibito-shin para ir a um lugar deserto, sem atrair a atenção dos participantes.

Bra se dobrou, apoiando os braços nos joelhos para evitar desabar de exaustão. Seu cabelo caiu sobre o pescoço e a testa. Era muito mais bonita assim. Era menos ameaçadora. Era sua aparência ideal, não importa o que ela pensasse. Gohan gentilmente colocou seu pai no chão, e o Saiyajin mesclado começou a respirar oxigênio fresco. Em alguns momentos, ele recuperou a consciência, mas ainda não conseguia se levantar.

Depois de respirar fundo, tentando ignorar as feridas em todo o corpo causadas pelo ataque de Bra, Gohan falou com Vegetto. — Pai! Você está bem?

— Eu vou sobreviver, ele respondeu fracamente, quase sussurrando. —Piccolo … Ele está com as Senzus … Ele vai nos encontrar em breve.

Um vento leve parecia acariciá-los. Eles haviam se ferido, mas sua missão fora um sucesso. Buu não havia absorvido o poder infinito de Broly. Sua pequena aventura, tão perigosa, acabou …

De repente, eles ouviram um novo barulho. Girando em sua direção, os três guerreiros do Universo 16 puderam ver Buu de pé, ileso, como se ele nunca tivesse lutado no espaço. Ele estava claramente furioso. Com os dentes cerrados, os olhos ardendo de ódio e um forte desejo de vingança. Seu olhar assassino parecia pronto para atacá-los, apesar de estar muito perto da arena.

Bra imediatamente se transformou em Super Saiyajin: eles tiveram que se defender. Ela estava completamente desgrenhada, e seu cabelo dourado havia se bagunçado em um emaranhado ao redor de sua cabeça. Gohan se levantou, reabrindo seu olho direito inchado. Vegetto também ganhou uma explosão de coragem. Mas ele não tinha forças. Ele não podia se transformar em Super Saiyajin. Na verdade, ele mal conseguia ficar de pé: suas pernas tremiam e ele parecia prestes a desmaiar a qualquer momento.

— Eu consigo respirar, mas me sinto pior ainda. E ainda estou sem energia! Bra e Gohan devem conseguir …

Vegetto parou. Sua preocupação cessou. Buu estava sorrindo. Seria um sorriso sádico, a risada brutal de um vilão vitorioso, pronto para esmagar os insetos que o atrapalhavam, sem piedade nem remorso? Não, desta vez não. Buu estava sorrindo porque … Ele estava extremamente feliz!

— Parabéns pela luta, foi maravilhosa! Obrigado a todos. disse, voltando-se para a arena e se afastando. Estou ansioso para enfrentá-los dêem o melhor que puderem!

Ele finalmente disse, acenando com o braço.

Desde o choque inicial, quase como uma criança negando um brinquedo, o demônio rosa finalmente se acalmou, determinado a pensar na diversão que havia sentido. O Buu que Vegetto e Gohan conheceram no Universo 16 nunca teriam se comportado dessa forma.

Bra, ainda Super Saiyajin, não acreditou em seus olhos e permaneceu pronta para qualquer coisa. Foi algum truque estranho? Vegetto, ainda ofegante, ele pensou. "Ele estava realmente tentando absorver Broly …?"

O trio ficou em silêncio por alguns minutos, querendo ter certeza de que Buu não os atacaria. Assim que ele desapareceu na arena, Gohan se virou para seu pai, ajudando-o a voar na mesma direção. Sem chamar atenção, eles encontraram a entrada externa da sala de seu universo e entraram nela, caminhando. Piccolo, que finalmente encontrou suas energias, juntou-se a eles na entrada do espaço. Ele tinha visto Buu do Universo 4 chegar pouco antes, com os braços cruzados, em seu espaço. O demônio rosa sorriu enquanto observava a luta se desenrolando no ringue acima de sua cabeça.

O Namekuseijin não fez perguntas, rapidamente oferecendo Senzu a seus amigos. Eles teriam explicado em breve. Gohan pegou um Senzu, Bra dois e Vegetto engoliu dois punhados.

— Obrigado, Piccolo, Vegetto disse enquanto observava suas feridas se desaparecerem.

— Eu também vou reconstruir suas roupas, respondeu o Namekuseijin calmamente, ansioso para saber o que havia acontecido entre Vegetto, Buu e Broly.

Vegetto pediu que ele fosse para o espaço deles em silêncio. Eles passaram por Trunks e Goten, que estavam assistindo a luta entre Yamcha e #18.

No espaço do Universo 18, muitos estavam se fazendo algumas perguntas, buscando respostas rapidamente.

— O Universo 16 foi dá uma volta por ai, ao que parece… Vegeta disse, com seus braços cruzados.

— É sobre Buu, Goku confirmou, observando o Universo 4 com Piccolo.

Com Gohan atrás deles, eles esperavam poder perguntar o que havia acontecido, embora tivessem uma boa ideia … No Universo 17, Cell entendeu uma coisa.

— Se lutarmos longe da arena, eles não notarão. Vou anotar. Mas quem é aquele cara do Universo 4? E por que ele estava lutando por Broly? Ele se perguntou.

Poucos minutos depois, Vegetto voltou de seus aposentos com roupas novas, seguido por Piccolo, Bra e Gohan.

— O que eu perdi? perguntou inocentemente a Goten e Trunks, quase como se tivesse voltado de uma pausa para o banheiro.

— Yamcha é um ciborgue!Trunks quase gritou, muito animado com a luta que se desenrolava.

— Quanta força! Goten acrescentou, com a mesma alegria.

— Mesmo? Vegetto ficou pasmo.

Para ele, como para muitos outros, a história do Universo 9 era muito intrigante. E ver Kuririn, Yamcha e Tenshinan o deixou ainda mais ansioso para falar com eles.

Observando o ringue, preparou-se para observar o fim da luta …

Desenhado por:

BK-81       64 65

Gogeta Jr      

Carregando os comentários...
Idioma Notícias Ler DBM Minicomic Autores Rss Feed Fanarts FAQ Ajuda Torneio Ajuda Universo Bônus Eventos Promos Parceiros
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês BrasileiroMagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaEuskeraLietuviškaiCroatianKoreanSuomeksiעִבְרִיתБългарскиSvenskaΕλληνικάEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsuBrezhonegVènetoLombard X