DB Multiverse

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris & Arctika

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 6, Capítulo 29.

PARTE 6: A PRIMEIRA LUTA FATAL DE PAN!

Capítulo 29

Traduzido por Rafael


"A próxima luta seria Caracoru do Universo 10 contra Tapion do Universo 3", o apresentador anunciou, "mas já que Caracoru desistiu, Tapion é o vencedor".

"Hum, claro. Lembrem-se que o Universo 10 inteiro desistiu ao mesmo tempo, criando assim um grande número de desistências porque as suas lutas haviam permanecido na tabela de nosso programa de batalhas." Assim que ele terminou, ele estava certo de que haviam mais Namekuseijins do que Saiyajins que haviam desistido.

O Universo 3 havia permanecido relativamente vazio desde que Goku e seus amigos haviam chegado, apesar de que torneio já havia começado. Tapion foi o primeiro de seu universo a ser chamado para lutar. Ao anuncio de seu nome, ele fora silenciosamente trazido do interior de sua ala. Ele foi seguido por alguém menor, que parecia levitar, mas ele parou bem antes da porta de onde Tapion saiu. Isso fez com que esse alguém irreconhecível espreitando nas sombras.

O próprio Tapion havia finalmente decidido permanecer do lado de fora. Agora que ele fora visto, qual era o ponto em se esconder mais? Ele tinha uma altura mediana, largas orelhas pontudas que estendiam-se para fora, e um cabelo cor laranja em um estilo Moicano. Ele vestia roupas bem convencionais, porém tinha uma bela espada amarrada em suas costas. Ele era um espadachim, assim como Trunks do Universo 12 e Daburá do Universo 11.

Tapion sorriu. Ele estava claramente feliz de não ter que lutar. Parando bem no meio do espaço do Universo 3, ele disse, "Eu não ligo muito para isso. Eu apenas terei de esperar até a segunda rodada. Meu próximo oponente será o vencedor da próxima luta...Eu verei do que ele é capaz na luta a seguir...".

"Para a próxima luta," o apresentador continuou, "nós chamamos por Salza do Universo 8 e Kuririn do Universo 9!"

Ao ouvir essa notícia, Goku ficou muito surpreso.

"Ahn? Kuririn? Eu não tinha o visto!"

Ele ficou muito entusiasmado. Ver o seu velho amigo participar, mesmo com ele sendo de outro universo, seria tão legal! Ele não iria perder um único pedaço dessa luta, e após ela ele estava ansioso para ir e falar com ele!

Nos Universos 8 e 9, ambos participantes estavam se preparando... Salza, capanga de Coola sorrira. Ele seria capaz de lutar e vencer para seu mestre. Lorde Coola ficaria tão orgulhoso dele! Mas antes disso...ele fez uma dançinha rápida com seus dois parceiros de equipe, que não participariam com ele, diferente de quase toda as Forças Especiais Ginyu. A dança que ele proveu era quase tão tola, inútil e até mesmo vergonhosa quanto. Mas quem ligava! Salza sempre havia feito isso, e até hoje ele não estava morto!

Quando eles haviam terminado, zombando de ambos os membros das Forças Ginyu, que eram seus rivais, três pessoas saíram do interior do espaço do Universo 9 à direita.

O primeiro era alto, musculoso, e careca. Ele vestia uma túnica de combate, parcialmente coberta por um manto que ele usava sobre seu ombro. Ele parecia ser bem preservado: um pouco enrugado, mas apesar disso, era bem velho. Seu nome era Tenshinhan.

Bem atrás dele tinha alguém com praticamente a mesma altura. Ele vestia um kimono laranja que era familiar a de muitos no torneio: era o kimono dos estudantes de Mestre Kame! Esse lutador era incrivelmente bonito. Ele parecia forte, embora sua massa muscular parecesse ligeiramente menor do que a de seu amigo careca. Diferente do último, na verdade, ele tinha cabelo marrom escuro comprido que, em batalha, cairia passando de seu pescoço. Esse cara parecia ser bem jovem, certamente com uma aparência em torno de vinte anos de idade. Seu nome era Yamcha.

Assim que os dois homens pararam para olhar para esquerda e para a direita, Yamcha olhou de relance para trás dele para a porta de entrada de seu espaço. Das sombras da área emergira um pequeno homem...de costas! Ele carregava um enorme casco em suas costas e parecia ser careca. Parecia como se ele não pudesse ver muito atrás dele, provavelmente porque errou o passo assim que começou a caminhar para a arena! Ele tinha caminhado apenas alguns pouco metros, movendo-se infantilmente, de uma maneira tão tola quanto a dançinha que aconteceu no Universo 8 antes. Assim que ele chegou perto do ringue, vestindo um kimono laranja, ele se virou finalmente, sorrindo.

Ele era totalmente careca, com seis pontos de cor laranja em sua testa entre suas duas sobrancelhas brancas. Ele usava uma barba branca acinzentada que se fundia com seu bigode de mesma cor, e seus olhos refletiam uma longa vida, cheia de aventuras! Ele parecia ser uma fusão de Kuririn com Mestre Kame...mas esse não era o caso. Kuririn havia tomado o lugar de seu ex-mentor.

"Bem, é a minha vez!" ele disse dando uma piscadinha, como se todos pudessem ver isso de perto.

Agora era a hora. Salza se antecipou a Kuririn e voou para o ringue. O pequeno homem careca, por sua vez, saltou antes que ele pudesse ser desclassificado...

Assim que Salza, o comandante, aterrissou suavemente, ele escutou um grande barulho atrás dele. Assim que se virou, ele viu um homem velho no chão, sentado com sua bunda no chão. Ele estava se levantando lentamente, curvando-se sobre o cajado que ele segurava em sua mão direita, murmurando, "Meu casco pesa bastante nesse ringue...praticamente tanto quanto pesava no planeta do Senhor Kaio...só um pouquinho mais do que lá, acredito eu..."

"Um velhote caquético," Salza suspirou. "Essa luta não vai demorar nem um pouco!"

Kuririn finalmente se levantou e se virou para seu oponente, que já havia o insultado. Franzindo uma sobrancelha, ele reconheceu o homem vestido de roxo... Mas isso havia sido a tanto tempo atrás...

"Eu acredito que um de meus amigos o matou quando eu era jovem..." ele disse à Salza, recordando de sua juventude. "E você não envelheceu um dia sequer desde aquele tempo! Isso é tão injusto...eu estou com inveja."

"Eu? Morto? Eu não ligo. Dessa vez será eu quem vai matar você!

"Hmm... Ter confiança é bom, mas não a esse ponto, meu amigo."

O sorriso de Salza sumiu e ele arrancou na direção do 'velhote'. Com força e velocidade que certamente classificava-se entre os dez mais ou até mesmo os cinco mais fortes em seu universo, ele estava certo de que o velho miserável não seria capaz de desviar. Mesmo assim... isso foi exatamente o que Kuririn fez. Ele saltou sem nenhum esforço sobre seu oponente, evitando um soco, apesar de seu pesado casco de uma tonelada... Não, a gravidade era multiplicada por dez, então ele na verdade estava pesando dez vezes mais!

Salza fora capaz de acompanhar os movimentos de Kuririn sem muita dificuldade.

"Tsss, atrás de você!" ele disse, como se estivesse zombando da 'lentidão' do velhote...apesar dele ter desviado daquele último ataque.

Preparando um ataque com a faca de sua mão, voando através do ar, ele golpeou com toda a sua força... Mas ao invés de acertar Kuririn, o velho mestre se virou, deixando Salza acertar o seu casco cinza. Normalmente quando acertados com tamanha força, a grande maioria dos objetos se despedaçaria. Normalmente não seria tão mal assim!

O casco tinha resistido ao ataque e sua mão fora praticamente feita em pedaços. Salza gritou, tentando segurar uma pequena lagrima em seu olho. Esse foi um dano bem humilhante.

Kuririn levantou um dedo como um professor que estava dando um conselho. Fechando seus olhos, ele disse, "Então, meu amigo... Você não deveria bater em Katchin. Isso realmente pode machucar bastante..."

Várias pessoas entre os lutadores em todos os universos ficaram surpresos. Eles sabiam sobre o Katchin, o metal mais resistente em todo o universo. O exército de Rei Cold já havia encontrado ele, mas em quantidades muito pequenas. Eles foram incapazes de forjar-lo para usarem como armas ou armaduras.

No Universo 16, Vegetto e Gohan também sabiam sobre esse metal, assim como Gohan e seu pai Goku no Universo 18. O último havia lançado um enorme bloco até Gohan quando ele estava treinando para embainhar a Lendária Espada Z para lutar contra Buu. A espada se partiu em dois, o que surpreendeu a todos presentes. Eles ficaram temerosos na época achando que eles haviam quebrado a única armas capaz de derrotar Buu...

No Universo 19, os nano tecnologistas também sabiam desse precioso metal. Eles sabiam como o manipular e até mesmo como replicá-lo. As armadura das forças de elite eram feitas de uma liga de Katchin natural ou sintético.

Katchin ou não, Salza estava determinado a colocar o pequeno careca em seu lugar. Ele estava tendo sorte até agora! Ele se aproximou dele mais uma vez, gritando "Seu velhote senil! Eu vou te dar uma lição!"

Ele parou por reflexo para se esquivar de um ataque. Kuririn havia projetado a si mesmo de forma admirável, sem qualquer gesto inútil ou dificuldade, esticando suas pernas que estavam preparadas para acertarem o rosto de Salza. Mas graças aos incríveis reflexos do último, ele parou à tempo e conseguiu esquivar. Ele se inclinou para trás, achando que seu oponente iria passar por ele.

Ele estava errado. Kuririn parou à alguns centímetros dele. Ele permaneceu nessa posição por alguns segundos, como se flutuasse no ar, e começou a girar subitamente e de forma rápida. Ele se encontrou em uma posição ideal para acertar um chute na bochecha esquerda de Salza.

O golpe fora forte, mas Salza permaneceu firme e não caiu. Ele recuou um passo em choque, enquanto Kuririn graciosamente caiu sobre seus pés com mais flexibilidade do que qualquer homem de sua idade.

"Esse miserável," pensou Salza, sua bochecha magoada vermelha e ralada. "Ele é ágil e rápido... "Mas," ele pensou, percebendo que eles estavam lutando bem longe um do outro, "o alcance desse anão é curto. Preciso tirar vantagem disso!"

Como se tivesse adivinhado os pensamentos de seu oponente, Kuririn simplesmente atacou. Ele estendeu seu braço e punho na direção da barriga de Salza. O ataque fora bem lento comparado ao o que ele normalmente poderia fazer, mas isso permitiu que Salza desse um passo para trás e tomasse vantagem do comprido espaço entre ele e o homem baixo.

Rapidamente, Kuririn largou o seu cajado e com sua nova mão livre, ele agarrou a corda que servia como uma correia para seu casco, liberou o seu ombro direito e com um amplo varrer ele usou o casco como uma arma para compensar pela sua falta de alcance. Salza não teve tempo para se preparar e arfou quando ele recebeu o golpe: mesmo sua armadura, conhecida por ser forte e flexível, não o protegeu adequadamente. Seus olhos se esbulharam pela dor.

Kuririn manteve sua armadura sob seu braço direito. Ele silenciosamente virou suas costas para seu inimigo à alguns metros de distância, tomando seu tempo para recomeçar a luta e virando sua cabeça na direção de Salza.

"Eu posso estar velho, mas você continua sendo um eterno idiota!"

Salza não podia mais se controlar. Isso estava ficando ridículo demais!

"BASTA!" ele gritou.

Ele cerrou seus punhos e deixou seu poder se acumular. Um aura braca tinjida com roxo o cercando. Obviamente ele estava um pouco mais sério, e dessa vez ele atacou sem deixar nenhuma abertura.

Ele arremessou algumas esferas de energia até o anão careca, que esquivou-se delas com um simples pulo. Salza continuou a sua investida, mas Kuririn desviou delas assim que ele simulou mergulhar através do ar no último momento. Seu oponente aumentou o seu ritmo e dessa vez Kuririn não pôde mais evitar o poder de fogo. Ele protegeu-se atrás de seu casco. Não houve explosão. Kuririn e seu casco foram arrastados para trás pelas esferas de ki até depois de um tempo, quando elas começaram a ricochetearem do casco.

Enquanto Kuririn empurrava suas costas contra a carapaça de Katchin, SAlza finalmente retornou para o nível do solo, seu corpo ainda envolto em sua aura maléfica enquanto ele preparava um novo ataque. Dessa vez, foi um único grande raio de luz, sem mais bolas de energia. Antes que a onda de energia o pudesse acertar, o careca parecia desaparecer... e reaparecer aonde ele havia largado seu cajado. Ele o pegou e correu rapidamente em direção à Salza, que havia justamente começado a virar a sua cabeça em direção a ele, surpreso pela velocidade do homem velho. Kuririn atacou...com seu cajado. Primeiro com um golpe na cabeça, e então um no punho para contra-atacar o soco de Salza, e então outro ataque no joelho, e então na articulação do tornozelo, Kuririn atacou. Salza perdeu o o equilíbrio e Kuririn continuou com suas múltiplas investidas de ataque em pontos de pressão e pontos fracos até que ele finalmente parou.

Salza se levantou, mais irritado do que nunca. "Certo, você é rápido...mas é hora de testar a sua resistência, Velha Tartaruga!" ele gritou, levantando seu braço direito, o qual brilhou com uma aura violeta de forma afiada e emitiu um pequeno som crepitante. "Essa técnica corta até mesmo através de metal!" ele terminou gritando.

"E arranhar o meu lindo casco?" Kuririn disse, levantando uma sobrancelha. "Sem chance! Ele é precioso para mim!" ele disse finalmente largando seu cajado.

Ele dobrou suas pernas ligeiramente longe uma das outras, esticando seu braço direito em direção ao céu estrelado, palma da mão aberta e dedos espalhados. Ele concentrou seu ki e fez um disco amarelo aparecer girando em velocidade máxima sobre sua mão. Kuririn gritou o nome de seu ataque principal: "Kienzan!"

Salza acelerou para seu oponente, armado com seu braço direito reforçado com sua aura violeta. Kuririn usou seu ímpeto para dar um passo e lançar seu Kienzan em seu inimigo. O ataque acelerou em velocidade máxima e rapidamente colidiu-se contra a técnica de Salza, a qual parecia resistir...mas apenas por alguns segundos durante os quais fortes estalos e zunidos podiam ser ouvidos enquanto a audiência prendia a respiração.

A lâmina de energia fora então de repente cortada pelo disco.

O Kienzan cortou através dos dedos de Salza primeiro, e então através de todo o seu tronco diagonalmente, antes de continuar por entre a arquibancada e para o céu estrelado em uma estranha trajetória em forma de parábola antes de desaparecer totalmente. Salza caiu sobre suas costas.

"Impo...ssível...Monstro... Inferior!" ele conseguiu dizer antes de morrer enquanto Kuririn pegava o seu cajado.

"Com certeza esse foi um fim digno para você..." disse o velho homem antes de começar a retornar para sua ala.

"Vitória para Kuririn do Universo 9! Voltem para seus espaços pessoais..." disse o apresentador em seu microfone.

Na sala de controle do estádio, um Varga começou a falar para um de seus colegas.

"O apresentador é estúpido ou o quê? Um dos lutadores está morto; ele não pode voltar para o espaço dele..."

"É, outro figura se você quer saber... O tipo assalariado e incompetente de cara..."

"Você quer dizer...como nós?"

O Varga gargalhou. Os outros logo seguiram seu exemplo...até o líder deles os surpreenderem com uma visita e os demitirem após encontrar substitutos adequados...

Carregando os comentários...
Idioma Notícias Ler Minicomic Autores Rss Feed Fanarts FAQ Ajuda Torneio Ajuda Universo Bônus Eventos Promos Parceiros
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês BrasileiroMagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִיתSvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu