DB Multiverse

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris & Arctika

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 7, Capítulo 32.

PARTE 7: A TÃO ESPERADA PAUSA PARA O ALMOÇO!

Capítulo 32

Traduzido por Rafael


Enquanto Buu estava sentado, esperando sua comida ser servida, ele acompanhou as conversas que estavam ocorrendo aqui e acolá, incluindo aquela sobre Broly. Ele estava tão ansioso para enfrentá-lo! O desejo veio diretamente dos traços de Goku que ainda existiam nele. O Vegeta nele também queria provar a sua superioridade, mas havia mais do que isso. Buu havia absorvido milhares de pessoas diferentes, e seu pensamento era parcialmente influenciado por todas elas, não por uma ou duas pessoas em particular. Ele havia absorvido pessoas ainda mais orgulhosas do que Vegeta! Todas essas influencias dentro dele deram-no uma grande vontade de lutar contra Vegetto também.

Buu sabia que Vegetto compartilhava do mesmo sentimento...mas havia um dilema. Buu supôs que Vegetto iria se recusar em permitir que Broly lutasse contra qualquer um a não ser ele...mas será que Vegetto havia suposto suas intenções?

"Bem...Eu vou comer primeiro e dar conta disso depois..." Buu pensou quando finalmente, sua refeição recém-preparada era servida para ele.

Afinal, Vegetto seria obrigado a se defender, se Buu decidisse atacar...

"Seu pedido está aqui, senhor. Os pratos estão quentes e foram preparados com grande carinho", disse um Varga.

Buu ficou ligeiramente surpreso... O pobre Varga...

"Muito obrigado... Eu vou incrementar a qualidade um pouco." ele disse simplesmente enquanto se levantava de seu assento para se aproximar de sua comida aquecida a vapor.

O tentáculo em sua cabeça se moveu, apontando para os veículos que estavam transportando toda a comida que ele havia pedido e em um flash, tudo havia se transformado em toneladas de doces!

O Varga ficou chocado por uns bons dez segundos, havia toneladas de doces... Que desperdício! Se ele dissesse isso para o cozinheiro, ele iria certamente cometer suicídio! Toda aquela comida saborosa que era tão amada pelos Vargas...modificando-se em doces vulgares...o Varga responsável pelo quarto universo já não havia gostado do lutador que ele estava servindo, com mais isso, ele passou a odiá-lo totalmente!

"Esse cara é um verdadeiro demônio! Como ele pôde fazer isso conosco?" ele proferiu para si rapidamente começando a partir; ele não podia suportar a visão de Buu comendo os seus doces.

Buu lançou um doce em sua boca com um enorme sorriso após ter reduzido a refeição gourmet em uma tonelada de doces que ele apreciava! Ele certamente poderia ter pedido doces desde o início, mas então ele teria perdido o espanto do Varga, e isso seria um desperdício! No universo 11, o outro Majin Buu não havia despercebido a transformação de comida em doces, e isso o deu grandes idéias para mais tarde... em breve... Vejo vocês em breve!

Diferente do espaço do Universo 5, no qual nenhum participante parecia ter aparecido, o espaço do Universo 6 fora servido com vários pratos. Porém para as garotas, havia uma falta de apetite enquanto elas se questionavam sobre as suas presenças nesse torneio...

Kat havia perdido e ela era a mais forte fisicamente entre todas elas... Ainda pior, ao virem até aqui, elas haviam se revelado para Bojack. Elas haviam mostrado a força delas e suas habilidades especiais, e isso vinha com um grande risco. Bojack não tinha como saber de onde elas vinham, mas será que ele não poderia descobrir? Era um enorme risco por algo tão pequeno, pensou a lutadora charmosa.

Duas mesas separadas haviam aparecido anteriormente para os dois grupos comerem separados. Boa coisa considerando que a coabitação entre eles teria sido impossivelmente tensa. Ao redor da mesa redonda, as quatro garotas se sentaram silenciosamente a princípio, e então começaram a discutir suas próximas ações...enquanto Bojack as observava, sorrindo. Bojack, o pirata espacial, que havia matado até mesmo uma garotinha, e que iria certamente continuar matando muitos mais após esse torneio, de forma a descobrir de onde essas garotas vieram. Ele estava curioso. Kat havia o surpreendido, ela era bem forte, e ele sabia que existiam pessoas assim sobrando em seu universo. Ela estava muito longe de estar em seu nível, mas mesmo assim...

"Alguns deles parecem ser amigáveis...Eu mesma gostei daquele de cabelo marrom escuro. Aquele com capa próximo daquele tal de ' Cabbage'," disse a mais velha das jovens mulheres.

"Você tem um gosto estranho" respondeu a segunda lutadora.

"Isso é assustador!" Kat interrompeu. "Imaginem se eu tivesse de lutar contra Bojack, ele não teria nenhuma misericórdia! Ele matou uma garotinha com suas próprias mãos!"

"Se acalme Kat, já acabou", confortou a quarta participante. "Fique calma, nós vamos continuar lutando e... Se todas nós perdemos na primeira rodada, nós iremos partir... e Bojack não vai ser capaz de nos seguir já que ele vai ter que continuar aqui para a segunda rodada... Enquanto isso, vamos apenas comer..."

Kat ficou ligeiramente confortada com a idéia. Mesmo assim, esperar até o fim da primeira rodada era um pouco demais para ela, mas ela não tinha nenhuma escolha, ela não queria ir para casa sozinha! Mas no fundo de sua mente...ela esperava que suas amigas perdessem suas lutas...sem morrerem é claro. Ela normalmente não tinha pensamentos tão egoístas, mas sua luta contra Kakarotto havia temporariamente a traumatizado.

A ruiva Zangya, na outra mesa, estava satisfeita. Ela amava ver os outros se encolherem de medo pela força deles. Essa Kat estava reagindo exatamente como muitas outras vitimas antes dela. A única coisa que ela odiava era que em seu universo, as pessoas temiam o próprio nome de Bojack e não o dela... Ela era muito menos popular do que seu chefe, e isso a aborrecia um pouco.

Enquanto ela bebia de seu copo, ela olhou para Bojack... Ele estava calmo apesar de sua aparência. Ele estava feliz por ter quebrado uma garotinha, mesmo que ele tenha ficado momentaneamente surpreso pela velocidade da mesma. Agora ele estava ansiosamente antecipando sua segunda luta contra Cell. "Uma luta entre dois monstros esverdeados, interessante!" Zangya disse com um sorriso enquanto colocava sobre a mesa seu copo vazio.

Olhando diretamente a frente, ela percebeu o enorme Namekuseijin no Universo 7. Ele também era muito verde... ele vinha bebendo por dez minutos; muitos copos grandes vazios já estavam enfileirados em sua mesa. Muitos outros estavam faltando enquanto ele lentamente esvaziava outro por um canudo. Ele parecia praticamente um turista em um feriado. Esse cara havia permanecido calmo durante todo o tempo, um pouco calmo demais. Tinha momentos em que parecia que ele estava dormindo! No entanto as lutas que ocorreram eram interessantes e barulhentas... Era estranho que um grandalhão feito ele nem mesmo se importasse em olhar para essas lutas. Será que ele era tão poderoso que ele estava certo de sua vitória, e sendo assim não sentia a necessidade de prestar atenção nas lutas entre seus oponentes? Ele havia aberto os seus olhos quando Bojack havia matado a garota e seu pai havia ficado irritado...mas o que será que aquilo poderia realmente significar? Muitas pessoas na arena esperavam impacientemente para luta dele acontecer, ansiosas para verem do que ele era capaz. Sem mencionar descobrirem quem é o participante do quinto universo.

Por outro lado, todos sabiam o potencial do oitavo universo, e ninguém esperava muito deles. Coola havia lutado com toda a sua força, e não havia durado muito tempo. Seu braço direito, Salza, havia sido morto. Três membros das Forças Especiais Ginyu já haviam sido derrotados. Um havia sido deixado em estado crítico, Rikum, que ainda estava na enfermaria. Parecia que tudo dependeria da força de Freeza, que havia passado para a segunda rodada depois que Jeece havia desistido. Ele teria de lutar contra Nappa do Universo 13. No entanto, talvez houvessem outros participantes desse universo.

A comida permitiu aos membros das Forças Ginyu se recuperarem, enquanto deixavam Rikum aos cuidados dos Vargas. Duas mesas haviam aparecido no espaço oito: uma foi preparada para os lordes do universo: Freeza, Coola, e o pai deles, Rei Cold. A segunda e maior mesa era para todos os seus capangas. Os primeiros a serem servidos foram obviamente Rei Cold e seus filhos. Apenas Coola não comeu a sua porção; ele só bebeu um licor esverdeado que havia sido servido, o qual possuía um gosto realmente bom, mas sem a devida moderação, estava rapidamente fazendo sua cabeça ficar um pouco confusa. Do lado oposto de Cold e Freeza, Coola murmurou para si, balbuciando sobre uma suposta trapaça de seu oponente durante luta deles... Deprimido, ele escolheu esse momento para refletir sobre muitas outras más lembranças de outras coisas que haviam dado errado em sua vida. Freeza aproveitou essa oportunidade para zombar de seu irmão mais velho.

"Ho ho ho ho! Você está em um estado lamentável Coola. Faz um tempo desde que eu o vi dessa forma! Na verdade, a última vez..." Freeza continuou, fingindo estar tentando se lembrar," ...Eu acredito que foi quando você não conseguiu ter um filho!"

"Silêncio Freeza!" Coola gritou com uma voz profunda e distorcida, "Você não sabe do eu está falando!"

"Bah," Freeza deu de ombros, "isso explica o por quê de meu império ser sempre maior do que o seu. Só porque você venceu a nossa última luta você acha que é melhor do que eu, mas sua inclinação para o álcool irá atrasar o seu progresso, e diminuir os seus reflexos!"

"Freeza," o pai de Freeza, Cold, interveio. "Pare de se comportar feito uma criança...Isso é inconveniente."

"Mas se nossas posições estivessem invertidas, ele teria feito o mesmo!" Freeza protestou silenciosamente.

"E você, Coola, pare de beber..." Cold continuou, com um olhar severo para Coola.

Afinal, ele não gostava de ver seu filho mais velho dessa forma. Desde quando ele gostava de beber esse tipo de bebida? Ela tinha um efeito estranho sobre seu filho... Quanto mais ele bebia... mais ele queria, e quando ele bebe ele começa a reclamar e a se lamuriar. Isso logo se tornaria insuportável.

"Enfim, eu vou mostrar para você o que é poder de verdade," continuou Freeza. "Eu vou derrotar aquele Saiyajin, Nappa, rapidamente! Eu vou humilhá-lo! Aquele Saiyajin patético, ele nem mesmo vai me tocar!"

Freeza gargalhou quase que estupidamente. Mesmo na improvável chance de que ele seja derrotado por Nappa, ele havia pelo menos passado para a segunda rodada. E com certeza, isso era uma boa vitória contra Coola! Depois de Nappa ele iria ou ter de lutar contra aquele outro Saiyajin, o qual o nome ele havia esquecido, ou um humanóide com um número como nome...nenhum deles pareciam ser muito perigosos... Mas ele decidiu que seria cauteloso: Coola havia sido derrotado por um sujeito de aparência fraca...

Além dos três conquistadores do oitavo universo, as Forças Ginyu também estavam discutindo a respeito das futuras lutas. Infelizmente eles não tinha muito mais sobrando para terem esperanças nesse torneio. Eles falavam apenas sobre desonra, derrota e humilhação.

"Se pelo menos eu não tivesse sido tão azarado!" Jeece resmungou enquanto comia um grande pedaço de carne. "Eu poderia ter vencido se eu não tivesse que lutar contra o Senhor Freeza!"

"Nós perdemos a nossa força e nossa chance a um longo tempo atrás." Butta disse antes de engolir toda a sua bebida em um gole só.

"Você são todos uns zeros à esquerda" Cui interrompeu, "Vocês foram patéticos! Vocês deveriam ter me deixado participar ao invés!"

"Você não diga coisa alguma!" Jeece disse, defendendo-se, "Você não é páreo para os lutadores desse torneio também! E de qualquer forma, você jogou o jogo! E você perdeu!"

Cui pensou de volta no que eles haviam feito há vários dias antes, quando os Vargas haviam chegado com a sua idéia sobre um Torneio Multiuniversal... Os três membros das Forças Ginyu e Cui estavam presentes em uma luta até a morte entre dois guerreiros, ou melhor, dois escravos. O evento não era exatamente raro, mas nessa batalha, era claro para todos quem iria vencer. Então Rikum, Butta e Jeece apostaram no melhor guerreiro e, quando Cui iria fazer o mesmo Jeece disse:

"Você não pode apostar no mesmo que nós, deve ter pelo menos um para apostar no outro para isso ser uma aposta real. Se você não fizer isso, então você poderia muito bem estar criticando o Senhor Freeza!"

Ele não tinha escolha... como de costume. Ele era oprimido por esses três das Forças Ginyu há um bom tempo. Nessa aposta, aquele que perdesse seria forçado a renunciar do Torneio Multiuniversal dos Vargas... E voila! Agora ele não poderia participar, e os outros três haviam perdido!

"Mas agora olhem só para vocês!" Cui se defendeu para fazer piada dos perdedores das Forças Ginyu.

"Um covarde que desiste, um tolo que acha que ele é o mais rápido no universo e é derrotado com um único golpe, e outro sendo surrado por um simples Namekuseijin! Deplorável!"

Jeece e Butta não disseram nada, Cui tinha razão...

"Se pelo menos o Capitão Ginyu ainda estivesse aqui...isso não seria dessa forma..." Jeece acrescentou, ciente de que tudo acontecendo com eles era devido a ausência de seu líder. "Se ele estivesse aqui...ele não teria perdido, ele teria nos dado coragem e força... Ele era o melhor... Ele teria vencido sua primeira luta, e a próxima!"

"Sem ele," disse Butta, "nosso esquadrão realmente não é o mesmo...sem mencionar o Guldo.... Como nós podemos nos comparar com como nós éramos antes apenas com três de nós? Nossa eficiência em combate está grandemente reduzida..."

"Mas poderia ter sido pior..." Jeece disse, tentando confortar seu companheiro, e ele mesmo. "O esquadrão de Coola perdeu também. Salza foi o único que participou e foi morto, por um mero velho decrépito!"

Eles olharam para o outro lado da mesa onde os dois companheiros de Salza lamentavam a morte de seu líder, o qual o corpo, ou melhor, os dois pedaços separados do mesmo, haviam sido levados de volta para a nave.

Porém Butta recordou de algo... Em uma época, Salza e Ginyu haviam lutado pela liderança do esquadrão especial de Freeza. A luta havia sido longa e dura para ambos os soldados de elite, e Ginyu havia conseguido vencer...mas a força deles era praticamente a mesma. Salza era mais forte do que Rikum ou Jeece, e mais rápido do que Butta, mesmo ele tinha de admitir... E ele perdeu contra um velho do Universo 9. Salza...havia ele enfraquecido tanto assim ao longo dos anos? Ou será que esse velho tartaruga era realmente muito forte? E o que dizer de seus dois companheiros que haviam vindo com ele?

Butta olhou para a sua esquerda para o universo ao lado... Universo 9... ele ficou curioso para saber o quão poderosos eles realmente eram.

Carregando os comentários...
Idioma Notícias Ler Minicomic Autores Rss Feed Fanarts FAQ Ajuda Torneio Ajuda Universo Bônus Eventos Promos Parceiros
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês BrasileiroMagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִיתSvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu