DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo dos Ciborgues (14): One Way

Escrito por Foenidis

Adaptado por Felipe e Henrique

Depois da morte dos guerreiros Z descritas em Twin Pain, os Universos 12 e 14 tiveram muitos ano em comum até começarem a se diferenciar um do outro. Quais eventos levaram à vitória de Trunks em um deles, e ao reinado dos Humanos Artificiais no outro?


Parte 1 :123456789
Parte 2 :10111213141516
Parte 3 :1718192021222324
[Chapter Cover]
Parte 1, Capítulo 6.

Traduzido por Henrique


Com surpresa, Son Gohan descobriu este novo ambiente que tinha surgido do nada.

Pui-Pui o zombou quando viu seu adversário olhando tudo ao seu redor.

"Impressionante, não é?! Bem-vindo ao meu planeta, tudo isso foi graças à magia do Mestre Babidi… Zun… A gravidade é dez vezes a da Terra… Eu vou finalmente ser capaz de mostrar a você o meu poder!"

"Gravidade aumentada 10 vezes… Hm…"

Os olhos de Son Gohan ainda viajavam de lugar para lugar na paisagem desértica em que foi exposto a um vento cortante. Ele não estava prestando atenção de qualquer maneira em seu adversário arrogante agora. Ele deu alguns passos para a frente e, em seguida, ajoelhou-se para pegar uma pedra que ele jogou para o ar e a viu fortemente bater no chão.

Levantou-se de modo a olhar para os arredores desolados. "É como o planeta Vegeta…" Ele estava pensativo. "Eu me pergunto se ele parecia tão triste…"

Pui-Pui ficou irado, como ele poderia esquecê-lo? Com um grito de raiva, ele saltou sobre o homem imprudente que tinha virado as costas para ele.

"Seu idiota! Pare de sonhar acordado! Venha lutar comigo!"

Son Gohan sem esforço o pegou e sem sequer olhar para o soco que era para ele. Pui-Pui congelou, totalmente atônito, enquanto o jovem lutador estava falando com ele como se nada tivesse acontecido.

"Você cresceu aqui, não é?"

Son Gohan o largou para finalmente virar-se e enfrentar o seu adversário. "Estou curioso para saber se existem plantas e animais em um planeta com tal gravidade." Mais uma vez, ele desviou o olhar do lutador estupefato pensando em voz alta à medida que ele estava examinando a área novamente. "Se houver, eles certamente são diferentes do que temos na Terra."

Pui-Pui estava ficando com raiva… E mais uma vez, ele tentou acertá-lo novamente, com seu golpe reforçado pela raiva que estava subindo nele, visando o estômago do jovem que estava a sua frente.

O lutador permanecia imóvel. Seu punho bateu contra a impressionante barreira abdominal do Saiyajin, o Saiyajin que estava olhando para ele, pouco menos surpreso ao vê-lo em tal postura.

E, em seguida, parecendo assustado, o extraterrestre moveu-se para trás, segurando sua mão e uma lágrima de dor em seu olho. Ele estava quase tremendo, enquanto ele finalmente percebeu a diferença alarmante de nível entre ele e seu adversário.

"N… Não é possível… Com tal gravidade, você não… Bem.. você não deveria…", ele gaguejou.

Son Gohan gentilmente sorriu para ele.

"Seu poder nos torna insensíveis a gravidade… Saiyajins também vêm de um planeta com uma gravidade 10 vezes aumentada."

Pui-Pui estava desconcertado. "Você quis dizer que você não é um terráqueo?"

"Claro que eu sou… Mas, assim como meu pai, eu sou um pouco diferente, isso é tudo.", Ele respondeu calmamente.

Então, Pui-Pui parecia estar encarando algo invisível no céu. "Eu tentei Mestre… Traga-nos de volta!"

Os dois homens deram um movimento de surpresa quando a voz de Babidi tocou fortemente para fora, como se saísse de todos os lugares e em nenhum lugar ao mesmo tempo. Seu tom era insincero, quase inculto.

“Pui-Pui, Pui-Pui, Pui-Pui… meu caro amigo Pui-Pui…”

A única preocupação, provavelmente assustado com a entonação extraordinariamente familiar de seu Mestre, manteve-se lentamente se movendo para trás, olhando tudo ao seu redor, seus olhos se arregalaram pela angústia.

"Eu realmente pensei que você seria mais eficiente do que isso …" Babidi continuou. A voz emitiu uma espécie de suspiro triste. "Você foi encarregado de mantê-lo ocupado enquanto recebia tanta energia quanto você podia, no entanto, você se mostrou incapaz de fazer qualquer coisa … Como é que vamos corrigir isso? …"

O pobre Pui-Pui estava agora tremendo da cabeça aos pés. "N… Não é nada de ruim… Dabura…"

Mas o lutador azarado não teve tempo para terminar sua sentença. De repente, ele parou com uma expressão engraçada em sua cara … bem diante de seus olhos deixarem suas órbitas, seu corpo inchou-se por inteiro… como se fosse soprado a partir do interior.

"Entenda… não há necessidade do grande Dabura… Eu encontrei para onde levar a energia que você não trouxe de volta para mim!" A voz de Babidi foi realmente uma risada longa e cruel.

Son Gohan não sabia o que fazer quando viu esta visão assustadora que estava diante dele. O homem estava gritando… Ele estava gritando de dor? Por medo? Provavelmente as duas coisas!

O jovem lutador estava tentado a fechar os olhos de tão insuportável que era a visão da tortura do extraterrestre: seu corpo e seu rosto, em seguida, completamente distorcidos, inchados … e, eventualmente, ele explodiu, se reduzindo a cinzas o homem que exclamou sua vontade de viver apenas um momento antes.

O epílogo do castigo tão cruel de Babidi deixou o filho de Goku paralisado por um segundo. Seus olhos não pareciam ser capazes de deixar o que restava de seu pobre adversário: cinzas leves que o vento cortante espalhavam junto com a fumaça da explosão na paisagem devastada.

Em seguida, os olhos do Saiyajin iluminaram-se com uma nova luz… espanto, torpor, compaixão deram lugar à raiva e profunda determinação. Essas emoções não eram comuns na face deste jovem que estava inicialmente tão doce.

Agora claramente feroz, Son Gohan moveu seu olhar de volta para o círculo curioso ainda desenhado no chão. Ele mal teve tempo de estender a mão para o plano redondo que o ambiente mudou novamente, transpondo o lutador para a sala aonde ele tinha ido com Pui-Pui… Mas ele realmente tinha deixado este lugar?

Son Gohan varreu a questão da distância com aborrecimento… Agora não era o momento certo para a curiosidade.

Estava fora de questão deixar esses assassinos aniquilando um mundo que realmente não precisava deles.

Mais uma vez, ele tinha sido muito gentil… muito paciente!

Ele fechou seus olhos por um momento.

Ele deveria ser mais feroz, mais eficiente… A imagem e comportamento de Vegeta veio à sua mente … Essa foi a solução! Ele teve que ser como o príncipe, tomar qualquer atitude com sua brutalidade Saiyajin… sua raça, com sua capacidade de afastar qualquer sentimento.

Agora impulsionado por uma nova resolução, acendeu-se a sua aura mais uma vez .. O impacto de sua mutação mal teve tempo de ser ouvido assim que ele tinha estendido a mão direita sobre a sua cabeça. No momento depois, sem que ele tenha usado qualquer outro músculo .. Ele estava soprando os andares superiores com um ataque extremamente violento.

Sua incrível descarga de energia tinha literalmente esmagado, volatilizado a parte superior da nave espacial.. espalhando qualquer matéria com tal força que nem uma única partícula caiu dentro do enorme buraco que era agora a sala no terceiro subsolo, sala que estava agora sob o céu aberto.

E ainda sem qualquer estremecimento, o jovem lutador visou a palma de sua mão de volta para o chão.

E o som da abertura da câmara de descompressão na terra parou seu movimento mais uma vez.

Ele mergulhou nesta quarta sala sem fechar a mão com a luz de uma bola de energia que já brilhava.

Mas mal tinha passado o alçapão, a porta lateral se abriu neste momento.

Son Gohan estava se preparando para pulverizar qualquer recém-chegado sem aviso quando seus olhos se arregalaram de surpresa.

Ele tinha acabado de se surpreender quando o ambiente mudou novamente.

Sua aura era agora a única fonte de luz em um ambiente com uma escuridão impenetrável. O jovem não se lembra se ele já tinha visto essa obscuridade com tal grau de espessura.

Sua luz de Super Saiyajin mal iluminava a criatura cuja aparência tão estranha tinha o feito congelar apenas um momento antes.

Uma espécie de monstro, vindo direto de um autor de ficção-científica… Ou de contos infantis.. Um corpo horrível que parecia a de um sapo musculoso e alto, com pernas e garras longas. Ele claramente tinha mais de sete pés de altura… Uma enorme boca com tantos dentes afiados e braços longos, que terminava com três garras e um enorme ergot* com uma aparência de sabre em cima dele. E, finalmente, houve quatro pontos gigantescos no orifício superior de sua parte traseira, enquanto uma quinta estava na ponta da cauda curta que tinha.

Gohan notou que, ao contrário dos outros membros do grupo, o M que o marcou como um servo do gnomo pequeno e desprezível não estava em sua testa, mas bem abaixo do esterno.

Outro detalhe chamou sua atenção… Bem, se ele poderia chamar de detalhe a enorme quantidade de ki que estava vindo na direção deles… Uma energia que era como a única do monstro… Dificilmente menos forte.

Outro monstro, idêntico ao primeiro, dificilmente maior e mais alto, a partir do que o jovem conseguia distinguir na escuridão, tinha se juntado a eles.

"Merkit!", Exclamou o primeiro.

"Então você voltou, irmãozinho." O segundo foi um pouco para a frente.

"Eu não vou ficar por muito tempo… Eu tenho que neutralizar esse estranho, sem matá-lo, para o mestre Babidi." Rosnou o primeiro.

Merkit não desviou o olhar de Son Gohan… Era como se tivesse fascinado por ele. "Hm… Ainda servindo esse impostor..a luz desse estranho é maravilhosa… Eu nunca vi nada parecido. Devemos compartilhá-la melhor… o que você acha?"

A oferta, obviamente, irritou o servo do feiticeiro, e Gohan ficou surpreso… Como tais criaturas poderiam dividir a luz de sua aura?

"Eu não posso Merkit… Você sabe disso. Além disso, ele destruiu uma grande parte da nave espacial do Mestre. E ele precisa de sua energia…"

Merkit deu dois passos para a frente.. Parecia que estava encantado com o brilho dourado do Saiyajin, que agora era capaz de ver que ele realmente era o mesmo tipo de criatura que a de Babidi de. As únicas diferenças eram a cor e o tamanho… O primeiro era verde enquanto Merkit era chocolate ao leite colorido… o fluxo abundante pegajoso que parecia saliva caia entre os dentes pontudos do monstro nesse momento.

"Você quer dizer que você prefere compartilhar essa luz maravilhosa com aquele anão fedorento do que com sua própria irmã?"

Son Gohan ficou horrívelmente surpreso… Aquele coisa horrível era uma fêmea?!

Por outro lado, o outro monstro parecia se encolher… como se ele estivesse desanimado.

"Merkit… perguntei ao Mestre Babidi para nos enviar aqui para que você pudesse me ajudar a derrotá-lo. Ele é muito forte, você sabe…"

"Exatamente Yakon.. Eu posso sentir a força e a pureza de sua luz a partir daqui.. Tal banquete deve ser compartilhado entre os membros da família!"

Son Gohan, que estava ouvindo a conversa estranha do lado, até agora, sabia que era o momento certo para jogar lenha na fogueira.

"Sua irmã está certa, Yakon.", Disse ele com confiança. "Devemos sempre favorecer a família… Bem, isso é o que fazemos…"

Os olhos de Merkit, em que a luz da aura dourada foi refletida, brilhavam ainda mais.

"Bem dito… Venha para a Merkit, meu queridinho!"

Então, parecendo tomar o seu fôlego, abrindo os braços com sua garras de grande largura, o monstro havia criado uma corrente de ar poderosa… Ela foi tão poderosa que inclinou a aura do Saiyajin que teve que se preparar para resistir a esta incrível atração que foi puxando-o fortemente para a criatura como a sua luz dourada parecia realmente ser apanhada no fluxo incrível.

Uma sombra espessa de repente veio entre o monstro e Son Gohan. Yakon apenas tinha saltado acima de sua irmã em um salto enorme, a fim de interromper a sua aspiração. Agora ele tinha estendido os ergots de seus braços e eles agora realmente pareciam com duas espadas longas e ameaçadoras. Enquanto isso, Son Gohan olhou para suas mãos com estupefação … Ele tinha a impressão de que era a energia de sua aura que esse monstro fêmea tentou engolir.

"Pare! Ele não é para você!"

Merkit rosnou como ela também estendeu os ergots de seus braços e ela agora estava os empunhando.

"Estou em casa, Yakon… Foi sua escolha sair e seguir aquele charlatão vestindo saia.. Você não é melhor do que um estranho aqui."

Son Gohan sentia que teria sido o momento ideal para tirar proveito da situação… levado por sua raiva… Yakon agora estava de costas para ele e não estava prestando atenção ao que ele poderia estar fazendo. Vegeta não teria hesitado…

Mas ele não era Vegeta… Se ele tivesse que matar o monstro, seria honrosamente! Seus olhos se voltaram para o plano redondo que os haviam seguido neste ambiente escuro estranho e absoluta.. O que aconteceria se ele esmagou-a aberta agora? Será que ele permaneceria aqui para sempre ou seria trazido de volta para a nave?

Devido a presença da irmã monstruosa não foi deixada margem para dúvidas .. Eles foram transportados para outro planeta.

Ele rapidamente olhou para os dois monstros ainda conversando… Trazer ambos seria um risco a considerar… Yakon estava certo, não só as duas forças somadas não eram insignificantes, mas parecia que eles tinham habilidades extraordinárias… E refazer isso na Terra talvez não fosse jamais a melhor ideia.

Nota: *Ergot é o quinto dedo da pata de um animal do tipo de um cachorro. Ele é deslocado em relação aos outros dedos.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu