DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo dos Ciborgues (14): One Way

Escrito por Foenidis

Adaptado por Felipe e Henrique

Depois da morte dos guerreiros Z descritas em Twin Pain, os Universos 12 e 14 tiveram muitos ano em comum até começarem a se diferenciar um do outro. Quais eventos levaram à vitória de Trunks em um deles, e ao reinado dos Humanos Artificiais no outro?


Parte 1 :123456789
Parte 2 :10111213141516
Parte 3 :1718192021222324
[Chapter Cover]
Parte 2, Capítulo 12.

Traduzido por Henrique


Estas memórias estressantes abalaram Satan, que apertou seu punho na pequena estrutura com a fita preta.

Ele permaneceu assim por um tempo, com seus olhos fechados, mais uma vez, ele estava fazendo o seu melhor para enterrar o desconforto nojento de vergonha no canto mais profundo de sua mente.

Mas essa abjeção indescritível sempre acabava o revestindo e torturando-o com crueldade horrível.

Ele finalmente abriu seus olhos, suspirando, para olhar para o rosto jovem que não poderia iluminar qualquer outra coisa além da imagem preciosa.

Ainda bem que sua querida menina não tinha conhecido qualquer um destes eventos!

Em qualquer caso, esta desgraça, a partir do qual ele escapou quase ileso milagrosamente, tinha-o convencido de que o título, do qual ele tinha sido tão orgulhoso até agora, iria colocar sua vida em perigo a partir de então.

Foi por isso que, durante aquele dia atemorizante, era um cara desconhecido com cabelo grosso loiro que estava correndo conforme protegia a filha do movimento louco de uma multidão que estava em execução a partir do apocalipse em desordem total.

Como os dois estavam fazendo um caminho no mesmo impulso através do rebanho em pânico, a jovem tinha o parado de repente, segurando-o pela manga.

Resistindo a maré furiosa que estava correndo contra eles... ela estava tentando olhar para cima, de pé na ponta dos pés para fazer alguma coisa, do outro lado do cruzamento lá longe... Na origem do rebanho de pessoas assustadas...

E ele tinha o visto também!

Um jovem rapaz desconhecido vestindo um traje de combate laranja e azul. Ele estava flutuando no ar, da mesma forma que os dois terrores ambulantes... Seu braço esquerdo estava faltando.

Seu cabelo, que subiu em um corte de cabelo estranho, estava brilhando com uma luz dourada como se algo luminoso estivesse batendo em torno dele... Além disso, onde estavam, eles poderiam ouvir um assobio estranho que parecia emanar a partir desse tipo de luz. Atrás deles, os gritos da multidão histérica foram desaparecendo conforme ficava mais longe.

Então, esse misterioso guerreiro existe. Os boatos diziam que ele enfrenta regularmente os dois bastardos que voam!

O campeão olhou em volta e notou que em breve iria encontrar-se sozinho no caminho... Uma maneira de ser um alvo muito claro!

Ele segurou o braço de sua filha, a fim de levá-la para longe desta armadilha letal.

Mas para sua surpresa, Videl arrancou sua camisa e correu direto para o ruído da batalha que agora foi ressoando na próxima rua!

Não importa o quanto ele gritou, ameaçou-a, pediu-lhe, que ele foi atrás dela, a jovem abrandou apenas para assistir ao show dantesco que foi a batalha entre essas três coisas...

Nenhum ser humano poderia ser tão forte e tão resistente!

Os golpes que os dois agressores mecânicos e o rapaz desconhecido trocavam eram poderosos e violentos demais para serem reais!

Os impactos fizeram a vibração da atmosfera, como o alcatrão, o concreto, até mesmo os lados inteiros de prédios caírem, completamente destruídos por causa da força dos golpes ou dos corpos jogados.

Cada um desses golpes teria aniquilado qualquer coisa... No entanto, nenhum dos três lutadores parecia ferido ou cansado conforme a luta se mantinha violenta.

Esquecendo-se do perigo por um tempo, ele também observou a batalha titânica. Ele estava fascinado.

Ele estava sendo absolutamente incrível... E se esse jovem estranho fosse capaz de finalmente dar um jeito naqueles dois pesadelos ambulantes?... Quem era ele?... De onde ele poderia ter vindo?... Outro androide que tinha um gênio construído de modo a destruir os outros dois?

Mas e se ele tivesse sido construído apenas para derrotá-los para que ele pudesse governar o mundo a seu modo? Talvez ele era pior do que eles?

Pior!... O que é mesmo possível?!...

Em qualquer caso, ele não era humano, isso estava claro agora.

Era impossível para um ser feito de carne e ossos para ter esse poder... E com apenas um braço!

A intensidade da luta tinha aumentado, e esses caras loucos estavam agora jogando verdadeiros foguetes contra a face do outro, como se não fosse nada além de meros tapas!

A batida estridente da explosão trouxe Satan de volta à realidade... Ele envolveu os ombros de sua querida menina para levá-la longe destes homens loucos.

Mas Videl não queria sair. Ela parecia ser incapaz de afastar o olhar do jovem lutador de traje laranja. Ela literalmente ficou fascinado com o guerreiro que parecia ter aproximadamente sua idade!

O ex-campeão não pôde segurar a filha que ele sentiu como se tivesse vindo das profundezas de seu ventre...

Foi neste momento... Nesse momento certo que ele deveria ter insistido, para pendurar sobre ela firmemente para forçá-la a segui-lo..

Mas ainda... Ele estava completamente mole com essa criança a qual nunca tinha sido capaz de recusar-lhe qualquer coisa.

Então, ele tinha permanecido aqui, bem atrás dela, apenas apertando seus dentes tremendo estupidamente de modo que ele preferia ter dado a sua vida para que sua filha não arriscasse sua própria.

Quantas vezes ele tinha viajado de volta para esses momentos terríveis?... Quanto tempo ele tinha vivido novamente esses minutos fatídicos... e para chegar à mesma conclusão: foi neste exato momento que ele deveria ter sido um pai digno desse nome!

A dureza da batalha foi terrível... O jovem de um braço não cedia àqueles dois monstros!

No entanto, apesar de sua coragem incrível... Ele começou a mostrar sinais de falta de ar... enquanto os outros dois não apresentaram o mero sinal de cansaço.

Pouco a pouco, o misterioso adversário foi abusado com o aumento da violência ... com grande desagrado da menina que estava cada vez mais tensa quando o viu tomando golpes que ele tinha cada vez mais problemas de revidar.

Talvez ele tinha algo de humano nele depois de tudo... porque seu rosto agora estava claramente marcado por contusões, dores e cansaço... E havia também uma expressão que parecia estar gritando a raiva que estava sentindo a ser dominado assim.

Mr. Satan sentiu Videl tremendo...

"Vá, por favor... vá embora agora, rápido... agora..." ela estava murmurando.

Como se tivesse ouvido esta oração, o lutador escolheu este momento certo para tentar se retirar... Mas 18 brutalmente bloqueou seu impulso e seu corpo mais uma vez violentamente destruindo um dos edifícios do bairro felizmente abandonado.

Cada ataque atingiu o rapaz desconhecido cada vez mais poderosamente, suas defesas, obviamente enfraquecidas após cada uma delas... Ele precisava sempre de mais tempo para se levantar... ou para sair dos escombros empoeirados.

Mr. Satan tinha treinado sua filha para ser um lutadora experiente... Então, ela tinha entendido que o resultado da luta agora era claro.

Ela olhou para cima, com os olhos cheios de lágrimas, a figura alta de seu pai.

"Temos que tirá-lo daqui... não podemos continuar a observá-lo sendo abatido sem fazer nada..."

Mr. Satan perdeu a compostura e ele não sabia o que dizer em primeiro lugar.

"Er... Eu não sei o que poderíamos fazer... Ele não parece precisar de ajuda de ninguém..."

Os olhos de Videl endureceram por causa da irritação.

"Não diga besteiras! Mesmo sem seu bigode e com esta tintura de cabelo ridículo, você ainda é o campeão do mundo.... E eu sou uma excelente lutadora também! Nós podemos ajuda-lo!"

O medo, a mordida de uma verdade que não era mais verdade... tudo ateou fogo acima no ex-competidor.

"Exatamente! Eu não vou fazer papel de bobo e lutar contra essas duas latas! Esse idiota tinha sido estúpido o suficiente para meter-se em uma verdadeira bagunça, deixe ele tentar sair dela sozinho!"

"Não pode ser!", A adolescente perdeu a paciência também. Ela estava gritando agora com veemência. "Quando você nos fez mudar para este buraco de rato e você decidiu tomar este olhar ridículo... não me atrevi a admitir isso... Mas agora é óbvio: o meu pai, aquele que cada pessoa admire.. Eu pensava que meu pai era tão forte... Meu pai é um covarde! Seu pseudo-treino para se preparar para derrotar esses monstros ... tudo isso era apenas para se mostrar... Você nunca teve a intenção de ir lutar contra eles.... Admita isso!!"

Mr. Satan ainda ouviu cada uma dessas palavras ecoando em sua mente, como muitos dos artefatos explosivos dinamitar seu coração... Apesar dos anos, essa ferida ainda estava aberta... ainda tão dura... A crueldade de verdade saindo da boca do ser que mais gostava no mundo inteiro.

A verdade sai das bocas de bebês, afirma um velho ditado... Quem eram esses adágios sábios sempre implacavelmente certos?!

O incrível discurso daquele que ele considerou sua menininha apenas um momento atrás... Ele tinha literalmente o feito perder a compostura... Deixando-o sem reação... assim como sem defesa.

Ele olhou para ela como se ela tivesse crescido quinze anos em um segundo... O nevoeiro mágico de sua honestidade infantil abruptamente desapareceu e deixou aparecer o aço de um espírito crítico mais acentuado do que a borda de um sabre.

Seu rostinho angelical foi de raiva para uma ironia que ele não conhecia... Então uma profunda determinação tinha finalmente invadido os olhos dela enquanto ela se movia de volta para a luta em ocorrência.

Ali... As duas máquinas estavam agora jogando o menino para o outro lado, como se ele fosse apenas um brinquedo... O pobre rapaz tinha cada vez mais dificuldade para proteger-se de ataques que ele não poderia esquivar mais.

O ex-campeão queria gritar quando Videl correu para a frente... Mas sua garganta recusou-se categoricamente a gritar o nome da amada!

Ele permaneceu aqui... congelado pelo pânico ao vê-la indo para a frente, escondido pelo entulho, em relação àqueles que o assustava mais do que qualquer coisa no mundo...

Caído mais uma vez entre os fragmentos de vitrine de lojas abertas destruídas... O cara desconhecido se levantou com dificuldade.

Sua atitude mostrou o esforço como ele ficou em linha reta, mais uma vez para voltar para a luta... Persistindo a defender-se com orgulho, mesmo que ele já havia perdido.

Um grito parou o três lutadores e congelou o sangue nos vasos de Mr. Satan!

Videl estava lá... no meio do campo de batalha... A pequena mulher desafiando insolentemente a morte.

"Dois contra um! Isso é muito corajoso!"

O pobre homem teve a impressão de que ele estava sendo liquefeito no local... Foi um sonho ruim... Não podia ser sua filha querida lá... bem debaixo do nariz dos dois psicopatas com energia nuclear!

Paralisado pelo terror... não era mesmo realmente ele que viu o movimento do androide masculino em direção a jovem imprudente que tinha o desafiado.

Flutuando no ar, com seus pés algumas polegadas acima do solo... 17 virou-se lentamente em torno da pessoa que teve a coragem de interrompê-lo... Então ele caiu apenas na frente dela.

"E o que você tem a oferecer para juntar-se com ele?... Está um pouco tarde, não é?"

No começo, ele estava congelado de surpresa... mas, em seguida, o jovem lutador reagiu com confiança... O que Satan não sabia era que, ao contrário do seu adversário, que tinha analisado a verdadeira força do jovem desconhecido... O fato de que ela poderia ter se colocado em perigo por causa de sua própria fraqueza contra o androide apavorava o campeão.

"Deixe ela... Eu não a conheço e ela é de nenhum interesse... Ela não tem nada haver com este conflito! Venha e vamos terminar o que você começou!"

Mais distante... Mr. Satan estava dividido... Ele não sabia o que fazer...

Ele deveria intervir?... Mas como?... Ele deveria se mostrar?... Se eles o reconhecessem, eles poderiam muito bem matá-lo bem onde estava, simples assim... Videl também poderia chamá-lo de "papai"... E esses sádicos, então, ficariam excitados para matá-la antes dele, apenas para o puro prazer deles... Não fazer nada?... era inconcebível deixá-la sozinha com essa ameaça...

Seus olhos voltaram-se para o jovem lutador de traje laranja... A culpa foi desse cara sem um braço que eles se encontraram presos em tal ninho de vespas!... O que ele tinha de tão especial para sua querida menina arriscar sua vida por um estranho?... Não fazia sentido!

Enquanto o cérebro do pobre ex-campeão passou perigosamente perto de implodir... O tempo parecia tomar uma estranha pausa no repentino impressionante silêncio da batalha interrompida.

Um silêncio que tinha a espessura opressiva da morte espalhando suas garras geladas na cidade dilacerada.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu