DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo dos Ciborgues (14): One Way

Escrito por Foenidis

Adaptado por Felipe e Henrique

Depois da morte dos guerreiros Z descritas em Twin Pain, os Universos 12 e 14 tiveram muitos ano em comum até começarem a se diferenciar um do outro. Quais eventos levaram à vitória de Trunks em um deles, e ao reinado dos Humanos Artificiais no outro?


Parte 1 :123456789
Parte 2 :10111213141516
Parte 3 :1718192021222324
[Chapter Cover]
Parte 1, Capítulo 3.

Traduzido por Felipe


Esses acontecimentos estranhos haviam acontecido a cerca de dez anos atrás.

Son Gohan não era um homem adulto completo ainda, mas as circunstâncias o tinham feito um guerreiro experiente.

Uma pontada de tristeza atravessou o coração de Bulma '... Sua infância tinha sido pisoteada por crueldade e sede de poder.

Raditz,o treinamento forçado do Piccolo, Vegeta e Nappa, a aventura em Namekusei, em seguida, os androides... O jovem Sayajin nunca teve um momento de descanso em sua curta vida.

E, no entanto, ele tinha sido tão doce, tão inocente... que desperdício!

Todos os seus amigos foram mortos em uma fileira... a destruição do planeta, as inúmeras vítimas... tudo isso contribuiu para varrer toda a inocência que lhe restava.

Havia aquele ditado que dizia que quando a vida lhe dá limões, faça uma limonada... Talvez sem o poder que adquiriu na sua luta constante contra os androides, ele não teria sido capaz de suprimir esta nova ameaça...

Seus pensamentos fizeram a jovem mulher suspirar... Qual a utilidade que tinha nisso... Poderia ter sido pior do que estavam passando agora?... Não se atrevia a acreditar.

Oh, bem... no caso.

Bulma sentiu-se tentada a olhar o relógio que ela tinha escondido em sua tela de computador...

Não! Era cedo demais! Se ela começou a olhar para o tempo a cada dois minutos, a espera seria ainda mais insuportável.

É melhor pensar novamente na estranha aventura de Son Gohan!

A voz suave do filho de sua amiga tocou na memória de Bulma... permitindo-lhe, por sua vez, viajar de volta no tempo.

Naquela manhã, Son Gohan tinha, pela primeira vez, conseguido detectar os androides antes de começarem a destruir tudo.

Parcialmente escondido por uma camada de nuvens claras, ele estava observando-os de longe, à procura do momento certo para um ataque eficiente.

Mas, por agora, o casal que era seu alvo estava voando lentamente sobre a cidade... eles estavam muito perto do prédio já danificado para o Sayajin ir fazer qualquer coisa sem colocar muitas vidas inocentes inutilmente em perigo.

Não havia absolutamente nenhuma lógica em seu comportamento, e eles realmente poderiam muito bem ir embora desta cidade sem danificá-la ainda mais... Isso já tinha acontecido... Muito raramente, isso era verdade... mas era inútil acionar sua fúria destrutiva, se eles estavam indo para deixá-lo se humilhar.

O jovem lutador tinha parado aqui, profundamente em seus pensamentos, quando algo totalmente inesperado chamou sua atenção.

Um ki desconhecido estava perto dele... estava no céu!

Os androides não emitem qualquer ki... e além disso, eles estavam ali, diante dos seus olhos...

Não era o ki do jovem Trunks... e, mesmo que não emitisse um enorme poder... era muito mais poderoso do que um ser humano médio.

Cuidadoso, Gohan, que não se preocupou em esconder seu próprio ki como seu adversários não eraam capazes de perceber isso, escondeu-o... apenas antes de voar em alta velocidade.

Por isso, foi a partir de uma posição superior que viu uma pessoa estranha ficar perto do lugar que ele tinha tido a boa ideia de deixar apenas um segundo antes.

O homem olhou desconcertado... segurando um estranho aparelho na frente dele. Ele estava olhando ao seu redor, movendo o braço... como se ele queria sentir as ondas.

Tudo nele levava a acreditar que ele veio de outro mundo:

Sua pele verde, a cabeça, que parecia um pouco com a cabeça de um inseto com costeletas estranhas e orelhas longas e delgadas.

Seu terno luta era muito diferentes: calças escuras com um brilho avermelhado que eram cobertas com a parte superior branca da armadura com dois tipos de chifres nas costas, na altura dos ombros. Ele também usava botas e luvas brancas.

Esta vestimenta, mesmo que ela era um pouco diferente, lembrou o jovem Sayajin dos equipamentos do exército de Freeza.

Uma ameaça extra-terrestre!

Como se os androides não bastassem!...

Son Gohan de repente franziu a testa... Os sons maçantes de explosões poderosas o alcançaram.

Lá em baixo, na cidade, sob o tempo nublado... colunas de fumaça agora marcavam o caminho dos gémeos infernais...

Eles não se moveram em seguida.

Os olhos do jovem homem se voltaram para o estranho ser desconhecido que mergulhou para as explosões.

Intrigado, Son Gohan decidiu segui-lo... Ver a cidade lutar contra loucura destrutiva dos androides sozinha quebrou seu coração, mas uma luta lá baixo-cidades sempre tiveram ainda mais danos de qualquer maneira. No entanto, essa capital ainda era muito populosa.

Entre dois males, é preciso escolher o menor... E ele não podia tomar a liberdade de perder de vista este soldado do espaço! Ele certamente não tinha vindo de tão longe apenas para passeios turísticos.

Por isso, foi com o coração pesado que o lutador vestindo um terno laranja observou o homem estranho naquele terno de combate estranho encarando o que estava acontecendo no chão.

Segurando seu misterioso dispositivo na frente dele... ele olhou para ele a cada explosão como Son Gohan podia ver um balanço agulha em seu equipamento... E esta agulha mudava de posição com cada ataque dos androides.

Aqueles dois de repente pararam de aniquilar a cidade e a agulha parou de se mover.

A pessoa desconhecida nervosamente bateu em seu pequeno equipamento, então sacudiu-o como se ele poderia estar com defeito e, em seguida, ele olhou mais uma vez para as últimas explosões.

Depois de mostrar um breve sinal de irritação, ele abruptamente se virou para ir de onde ele veio em velocidade máxima... seguido por sua ex-presa, assim os papéis se inverteram, ele agora era o caçador.

Son Gohan tinha parado uma vez que ele tinha visto o ser desconhecido descer.

Ele agora cuidadosamente atravessou a área escarpada da região árida em que a perseguição do estranho o levou.

Ele não tinha necessidade de segui-lo mais.

Ele podia perceber várias forças vitais... Isto permitiu-lhe para localizar o destino final do soldado sem muitos problemas.

Sua intuição se provou certa... O homem não estava sozinho.

Além disso, houve uma atividade sísmica estranha nesta área... vibrações de luz dificilmente perceptíveis que não parecem ser naturais em suas origens.

O jovem Sayajin saltou de um pico a outro com agilidade e rapidez estupenda.

De repente, ele congelou, permanecendo imóvel por um tempo... antes de saltar para baixo nas rochas e ir caminhando lentamente, tristeza,e também raiva, escurecendo seus olhos...

Agora, isto confirmou, se houvesse necessidade disso, a natureza desses estranhos visitantes!

No coração do vale verde que ele tinha acabado de chegar, um oásis de vegetação na paisagem seca... Havia as ruínas de uma pequena fazenda, ainda com os vapores subindo no ar.

Ele podia ver os cadáveres de homens e animais que cobrem a grama ao redor dos edifícios abertos rasgados.

Uma menina em um vestido rosa, com os olhos bem abertos sobre o temor de que seu último momento tinha chegado. Ela ainda estava segurando a boneca de pano apertada em suas mãos que ela tinha pressionado contra seu peito pequeno... enquanto uma mancha vermelha escureceu a cor suave de sua roupa, exatamente onde ela havia sido baleada.

Son Gohan suavemente carregou o corpo inerte para colocá-lo perto do cadáver de uma jovem mulher que certamente tinha sido sua mãe, alguns pés dela. Ele passou por cima do cadáver do cão fiel que não tinham sido poupado.

Um momento depois, ele reuniu os que pareciam ser os membros de uma família... pais, filhos, avós... todos eles unidos na morte...

Uma lágrima correu pelo rosto do jovem... Quantos cadáveres de pessoas inocentes tinha enfrentado...... milhares de dezenas de milhares... Muitos mais?... Ele não podia dizer...

Era impossível colocar números para o horror... e seu coração obstinadamente se recusou a considerar isso normal...

O número... Os anos não torná-lo diferente.

Pequenas saliências mostraram os túmulos frescos. Ele tinha feito cruzes com paus, sobre o qual ele tinha tomado o cuidado de colocar uma pista para identificar quem estava deitado em baixo: o tubo de um avô, o medalhão da mãe, o sangue manchado da boneca da menina...

Depois que ele tinha tomado alguns minutos para lamentar no pequeno cemitério on Gohan levantou-se, com os olhos cheios de ódio.

Ele não ia deixar que outros assassinos espalhassem o terror e a morte em um mundo que já sofria de um câncer insuportável!

Ele ia cuidar deles rapidamente... mesmo se acrescentassem a força de todos os seus lutadores, os resultados ainda não seriam nada comparados a sua própria força!

Exceto, talvez, por um deles... Um que claramente se destacou... mas mesmo assim ele ia ser facilmente derrubado.

Eles estavam indo para lamentar amargamente a ideia de terem escolhido este planeta para suas más ações!

Son Gohan agora estava se aproximando com cuidado extra... Ele sabia que ele estava muito próximo ao local de encontro dos invasores.

O lugar rochoso foi extremamente árido... e ele tinha certeza de que ele não se movesse qualquer coisa ali poderia causar um desmoronamento cujo barulho teria tocado para fora através dessaS paredes abruptas.

Primeiro, ele tinha que avaliar o que a situação era exatamente antes de entrar em ação... Os kis dessas pessoas desconhecidas não eram realmente um motivo para se preocupar... isso estava certo, mas ele não sabia nada sobre seu armamento. .. Além disso, a presença de lutadores robóticos, ou lutadores que foram capazes de esconder o seu verdadeiro poder poderia valer a pena se considerar.

A partir de suas experiências, ele tinha aprendido que ele não deve pensar em subestimar o seu adversário apenas por causa de uma primeira impressão... E subestimar o inimigo poderia revelar-se fatal.

O jovem guerreiro de repente parou seu progresso... Dois novos kis apenas chamaram sua atenção.

Aqueles dois eram muito diferentes... E muito estranhos.

Se alguém parecia ser relativamente fraco, ainda parecia ser bastante assustador... Como também o outro...

Além disso, se os dois apenas apareceram agora, isso significava que poderia haver muito mais que estava escondidos com eles... Este mistério definitivamente provou ser mais e mais complicado de lidar.

A expressão de Son Gohan mudou de surpresa leve para intensa determinação... Ter estratégias contra essa ameaça era a principal prioridade!

Ele seguiu o seu caminho com cuidado... Não importa quanta pressa ele tinha para alcançar seu objetivo, ele tinha que ter certeza que ele não fosse notado... Especialmente considerando que os indivíduos mais poderosos agora estavam em movimento também .. . e muito mais rápidos do que ele.

O jovem não se esqueceu de observar o céu e qualquer coisa acima dele... mesmo que parecia que ele poderia perceber a posição de todos os seus adversários, ele não poderia negligenciar nada.

Ele agora estava rastejando... consciente de que sua roupa de luta azul e laranja não era muito ativa no meio desta paisagem de cor neutra.

Ele finalmente ergueu seus braços para olhar para uma espécie de parede de pedra natural, pequena.

Ele congelou no início... tentando segurar um espirro por causa da pequena língua bifurcada da jararaca que Gohan tinha apenas perturbado e o estava segurando como um sinal de protesto, bem debaixo do nariz do guerreiro... Eventualmente, a besta decidiu que aquele ser estranho não era uma ameaça e voltou a deslizar entre as pedras e rapidamente desapareceu.

Pelo menos, o filho de Son Goku descobriu que deste vale amplo, com vista para a montanha rochosa de onde ele veio, se manteve escondido.

Ele imediatamente viu, ali, uma outra família sacrificada em nome do desejo de tranquilidade desses estranhos... Ele se conteve de ir para fora de seu esconderijo... Mas em qualquer caso, eles não poderiam ser salvos. Era de se esperar, aqueles assassinos certamente teriam limpado todo o lugar. Sua atenção voltou para a atividade estranha que estava acontecendo diante dele.

No meio do deserto, havia um grupo de pessoas desconhecidas que pareciam estar assistindo a descida muito lenta de uma nave espacial que parecia afundar no chão...

Então isso foi o significado dessas vibrações estranhas cuja intensidade tinha continuado a subir quando ele chegava gradualmente mais perto da zona de perigo!

A estrutura do veículo parecia ser muito complicada e existia, certamente, tinha, pelo menos, um outro piso abaixo deste, que agora ficava abaixo do solo.

Por que extra-terrestres se preocupariam em enterrar sua nave espacial?...

... Se não fosse porque planejavam se estabelecer na Terra por um bom tempo!...

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu