DB Multiverse

Notícias1320>Ler1320>Minicomic1320>Fanarts1320>Autores1320>FAQ1320>Rss Feed1320>Bônus1320>Eventos1320>Promos1320>Parceiros1320>Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo dos Ciborgues (14): One Way

Escrito por Foenidis

Adaptado por Felipe e Henrique

Depois da morte dos guerreiros Z descritas em Twin Pain, os Universos 12 e 14 tiveram muitos ano em comum até começarem a se diferenciar um do outro. Quais eventos levaram à vitória de Trunks em um deles, e ao reinado dos Humanos Artificiais no outro?


Parte 1 :123456789
Parte 2 :10111213141516
Parte 3 :1718192021222324
[Chapter Cover]
Parte 1, Capítulo 8.

Traduzido por Henrique


O tempo parecia ter parado por alguns minutos.

Nem Son Gohan nem Babidi aparentemente queriam ser o primeiro a se mover. Os dois adversários estavam assistindo-se mutuamente.

O jovem Saiyajin foi, naturalmente, tentando pensar na melhor estratégia... Ele não sabia nada do poder que esse ser estranho poderia esconder... Ele sabia que ele era estranho... e incrivelmente perigoso!

Seu olhar foi transferido do gnomo para a esfera... Parecia ser muito importante para ele... e o grande Dabura? Será que ele pagou alguma punição por algum tipo de desobediência?

O gigante emantado de branco estava longe de ser um covarde... Era difícil avaliar qual era sua força de combate verdadeira era, mas ele era muito forte, sem dúvida... Mais forte do que os androides! E ainda assim ele estava lá... sem qualquer arranhão de luta.

Um pavor maçante invadiu a mente de Son Gohan por um momento... A batida de seu coração aumentou. Se Babidi tinha se livrado de Dabura, isso poderia significar apenas uma coisa: ele tinha algo ainda mais terrível!

Consciente do perigo deste sentimento de pânico, ele conseguiu se apossar de sua freqüência cardíaca.. Não era o momento de dispersar inutilmente sua energia!

Ele sentiu que ia precisar de todos os seus recursos, tudo o que podia para a luta que estava prestes a acontecer.

Ele não deveria ceder à impotência... Pelo contrário, ele deveria transformar em energia... sua raiva... sua ira... O verdadeiro motor da sua força!

Seria tão injusto se a população deste planeta, já cruelmente dizimada, tivesse que sofrer uma nova praga.

A imagem de seu pai veio a sua mente... Se ele pudesse ser tão forte como ele era... Ele teria certamente já encontrado a maneira de pôr fim ao pesadelo gêmeo... Ele sempre soube superar a si mesmo, ir além dos limites que todo mundo achava que eram intransponíveis... Tudo parecia possível para ele.

Se aquela doença estúpida não tivesse matado ele, ele tinha certeza de que o mundo seria muito diferente do que o que ele tinha se tornado.

Mas agora, o grande guerreiro não estava mais presente... E eles tinham de se virar sem ele... E sem os outros, todos mortos em uma batalha perdida... O jovem Trunks era nada mais do que uma pequena criança... Um pequeno príncipe precioso que era melhor preservar.. Mais uma vez, o jovem Saiyajin percebeu como ele estava sozinho. E quão pesado o fardo sobre seus ombros era.

Trunks, Bulma, sua própria mãe, todas estas crianças de olhos temíveis, aqueles homens e aquelas mulheres que estavam obrigados a viverem escondidos, sob a influência de terror ... Se ele falhasse, todos eles estariam indefesos.

Embora insignificante, embora sem esperança real, ele ainda era o último escudo contra a barbárie.

Procrastinado o suficiente!

Fechando seus olhos por um tempo, o lutador Saiyajin concentrou-se intensamente enquanto as vibrações de sua aura pareciam ficar mais fortes... mais intensas.

Ele olhou para o extra-terrestre de olho inchado mais uma vez. Ele não se moveu, ele apenas continuou encarando ele.

Ele apenas havia retirado sua bolha protetora... mostrando uma auto-confiança insolente.

Dabura ainda não se moveu... Seu ki ainda era inexistente... Mas é melhor nem confiar nele, ele já tinha provado que ele poderia mudá-lo... E tanto ele como seu mestre tinham provado suficientemente o seu engano.

Talvez ele estava apenas esperando que, sentindo-se confiante, o jovem iria para cima..

E aquela bola esquisita em seu pedestal... O que poderia estar escondendo?

O desejo de destruí-la passou pela cabeça de Son Gohan.

Mas mais uma vez, seu instinto lhe disse para ter cuidado ... E se ela fosse mais sólida do que parecia e seu ataque acabasse a abrindo em vez de destruí-la? Ou pior, e se essa coisa apenas tomasse sua energia?

Ele estremeceu com o pensamento de uma praga terrível sair da esfera aberta a se espalhar em um mundo já ferido...

A voz esganiçada do gnomo quebrou os pensamentos do jovem lutador que estava levitando acima dele.

"Parabéns por ter vindo aqui... Eu não posso dizer que estou feliz com os danos que você fez... Mas posso reconhecer meus erros... Eu subestimei você..." Ele apontou para o corpo Dabura. "Se aquele grande idiota não tivesse sido tão estupidamente levado por seu orgulho, minha nave espacial ainda estaria intacta... Ele acabou com a esperança que eu tinha nele... Se eu tivesse deixá-lo ir, ele certamente teria matado você. Que tolo! A culpa é dele, se chegamos a esse ponto." Ele então passou perto do gigante imóvel para olhar para ele com desdém. "Incompetente e além do mais, insolente! Ninguém fala pra mim o que devo fazer!"

Os olhos de Son Gohan escureceram.

"Então é isso... Você fez ele pagar por seus próprios erros também... Isso é nojento!"

O ombro de Babidi balançou ao ritmo de suas risadinhas pelo que as palavras do jovem lutador tinham causado.

"Você é realmente tão ingênuo quanto a sua falta de espírito negativo... Você vê o mundo apenas em uma única cor... Branco é bom e preto é mau... Tolo estúpido... Isso vai ser sua ruína!"

Rapidamente, Son Gohan apontou para o pequeno ser, em seguida, na esfera marrom com um gesto ameaçador.

"Você não vai estar mais rindo em um segundo... Eu vou me livrar de você em primeiro lugar.. Então eu vou tomar providências com aquela coisa... Nenhum de vocês tem algo a fazer neste mundo que não é seu!"

"É aí que você erra, meu caro amigo... Esse mundo já é meu, assim como todos os outros mundos... E essa "coisa", que você se referiu, vai cravar seu túmulo..."

Em uma fração de segundo, Son Gohan de repente estendeu a mão para disparar uma rajada direta sobre a criatura.

"Isso é o que vamos ver!!", ele gritou.

Mas seu ataque era muito previsível... E Babidi já havia se trancado em seu barreira defensiva. O ataque de Son Gohan saltou sobre a bolha de energia e, em seguida, explodiu contra uma parede da nave devastada.

As partículas que foram arrancadas pela explosão não haviam terminado de cair sobre o mago que estava por trás do corpo de Dabura... De repente, ele cortou sua bolha... e, com seus dois braços insignificantes, ele ergueu o corpo imóvel de seu servo para se colocar por trás dele.

Gohan estava enfurecido enquanto Babidi exultou:

"Sim! Como você pode ter certeza de que ele está realmente morto? "Ele riu de novo, com aquela risada sarcástica... "Essa é a coisa boa que os idiotas que colocam o bem e honra acima de qualquer outra coisa possuem... A sua consciência, sua consciência tão limpa, é tão previsível!" Então, aprofundando sua voz em uma tentativa infeliz de imitar Son Gohan. "Eu mataria aquele homem mal e horrível... Mas eu não sei se o pobre cara que ele está usando como escudo está realmente morto... O meu código de honra me proíbe de matar um ser indefeso... Eu corro o risco de sujar a minha alma tão bonita e tão branca... e isso seria insuportável..." Em seguida, usando sua voz normal e irritante ele começou a desafiar Son Gohan do jeito que um malandro malvado faria. "Gnagnagna gnagnagna..." Ele disse com uma risada sarcástica.

Surpreendido por um tempo devido a tal comportamento, o rosto do Saiyajin rapidamente endureceu. Ele não se deu ao trabalho de responder verbalmente a esta provocação patética, ele estava prestes a correr contra ele... Mas ele teve que parar o movimento que ele ainda não tinha iniciado.

"Eu não faria isso se eu fosse você." A voz de Babidi foi desagradável e ameaçadora conforme ele colocou a mão aberta sobre o templo de seu escudo de carne. "Ele vai morrer antes do que eu." Em seguida, ele zombou. "Se ele já não morreu!"

Que insetinho asqueroso.

Sem prestar mais atenção a ele, a pequena criatura de repente estendeu um de seus braços para a esfera em seu pedestal.

"Bem, no final, por me confrontar, este tolo teria me servido... eu não sei por que eu não pensei nisso antes.." Ele apertou os olhos esbugalhados. "É claro que ele não vai estar no ápice de seu poder, mas vai ser suficiente."

O olhar do jovem lutador endureceu novamente. Então era isso, aquele monstro tinha usado a energia da grande Dabura! Ele calmamente juntou suas mãos ao seu lado direito para colocá-los sob a forma de uma flor como ele lentamente murmurou as sílabas sem desviar o olhar em relação à pequena criatura desprezível.

“Ka... me.............. ha..............”

O gnomo, um pouco surpreso, suspeitosamente focado para ele, começou a ficar tenso e criou sua bolha de força. Ele cerrou os dentes quando ele começou a verbalizar voltado para a esfera.

“Paparapapa...Paparapapa”

Mas ele não foi rápido o suficiente.

“ME........ HAAAAAAAAA!!”

O Saiyajin tinha literalmente gritado a última sílaba, libertando dessa forma o seu ki na explosão energética que deixou sua mão estendida de imediato.

Babidi gritou fortemente!

O raio poderoso não o acertou... Mas atingiu sua preciosa esfera...

Ele pôde ver que a cor da pele do extraterrestre tornou-se pálida de medo quando ele viu esta onda energética, onda tão poderosa de energia que fez o estranho item estremecer em seu pedestal.

Mesmo se a esfera estivesse vibrando e oscilando sob o dilúvio de fogo ... Ela não mostrou qualquer sinal de ser destruída!

O rosto de Son Gohan endureceu ainda mais com determinação... Ele gritou conforme se baseava em suas reservas para intensificar ainda mais seu ataque... Obrigou-se a ver as cenas horríveis de destruição e de corpos sendo dilacerados para alimentar sua raiva... O combustível necessário para o seu poder!

Com tempo e experiência, ele tinha encontrado este truque para substituir à vontade a barreira mental que o impedia de usar todo o seu potencial... A barreira que custou tanto assim durante muito tempo.

Portanto, agora com um domínio completo de sua capacidade, ele desencadeou toda a fúria que tinha nele nesta ameaça preocupante que não quis dizer seu nome.

Estava fora de questão correr o risco de deixar esse demônio lançar sua abominação na Terra. E se era tão invulnerável conforme ele fingiu que fosse... Então, o gnomo trajado de saia nunca teria o protegido quando ele tinha destruído o piso dos andares superiores!

Para o inferno com os riscos, ele não tinha escolha sobrando!

Mas essa coisa ainda estava resistindo conforme Babidi quase fechou os olhos, apesar da proteção da sua bolha que tinha sido levada para longe, junto com o corpo de Dabura, devido a explosão emitida pelo incrível surto energético do Saiyajin.

Preso contra a parede, Babidi ficou espantado, ele estava assistindo o show da fúria do poder de Super Saiyajin do Gohan. Tal poder que alvejou o solo em todo ao seu redor, estraçalhado em frgamento pela explosão. Os fragmentos pulverizados subiram, em seguida, no túnel acima deles.

O jovem Saiyajin rangeu os dentes de raiva ... Ele ia aniquilar aquela coisa!

Pequenos relâmpagos percorriam seus braços em chamas, em seguida, ele se esticou, ficando em linha reta em um último esforço... Aumentou o seu ataque com uma espécie de bolha de força que desceu para provocar uma explosão gigantesca. A onda de choque foi tão forte que até mesmo ele teve que se proteger para suportar isso.

Lentamente deixando a proteção de seus braços cruzados, Son Gohan olhou para baixo para observar os resultados de seu ataque formidável...

Ele teve que esperar a fumaça e a nuvem empoeirada que a explosão tinha despertado para limpar. Só então ele podia ver a visão apocalíptica de um buraco redondo enorme no lugar dos restos da nave que ficou totalmente destruída neste momento.

Aliviado, ele também viu que agora a nave espacial não foi alongada por nenhum túnel ou nenhum anexo de qualquer tipo.

No terreno escavado, o corpo de Dabura tinha sido completamente dizimado... Tudo o que restou foi o corpo mutilado do gnomo e, no centro da cratera... mostrando nenhum risco... estava a grande esfera marrom!

Son Gohan rapidamente desceu neste momento e caiu perto da coisa. Ele empurrou-a com a mão, a fim de move-la e também para verificar seu peso... Ela estava queimando quente! Assim que ele deixou-a ir, ela rolou no lugar mais profundo da cratera, como um gigantesco mármore em uma tigela... E não tinha sido danificado absolutamente... Não evidenciava uma única rachadura.

Uma voz fraca e fanhosa foi emitida em relação ao jovem. Ele imediatamente se virou. Babidi, apesar das profundas feridas que tinham tirado uma parte de sua anatomia, ainda estava vivo. Ele até tinha força suficiente para zombar o Saiyajin!

Enquanto ouvia a ele, Son Gohan notou que não havia uma única gota de sangue a fluir a partir deste corpo que foi dilacerado.

"Você nunca o machucará... Você não tem ideia do quão poderoso meu Buu é... Seu poder excede a imaginação e os limites do universo..."

O sangue de Gohan congelou em seu vaso já que não pôde reprimir um tremor que passou por sua espinha até alcançar seu cabelo dourado... Aquela criatura morrendo não poderia estar mentindo!

Ele estava olhando para o enigma esférico, tentando pensar em outra maneira de se livrar dele sem abri-lo quando a voz sombria do mago começou a cantar o seu encantamento estranho.

“Chabadabada-poussipoussa-booboopoza…”

Paralisado pela surpresa e incapaz de sequer reagir, Son Gohan assistiu a esfera se dividir pela metade, emitindo uma espécie de vapor e um apito.

Que abominação terrível estava deixando esse casulo indestrutível?

Um monstro demoníaco? Um lutador invencível? Uma espécie de praga orgânica? Uma nuvem do mal?

Ele reagiu quando as duas partes separadas da esfera de repente cairam cada uma para seu respectivo lado... abrindo como uma flor.

Seus olhos encheram-se de lágrimas de felicidade, Babidi emitia um grito de alegria.

"Meu Buu... Enfim!"

Como o vapor abundante e instantâneo teve dificuldade de desaparecer, adiando o momento em que o conteúdo precioso da esfera seria revelado.. ele estava falando com sua misteriosa criatura. Um milagre ocorreu em sua voz que agora era mais forte do que nunca.

"Não se preocupe, meu Buu... eu tive que usar a energia do inútil do Dabura, juntamente com Pui-Pui para trazer-lhe de volta à vida... Eu sei que você precisa de muito mais do que isso para alcançar seu verdadeiro potencial.. Mas você vai ser capaz de tomar a energia deste intruso... E se isso não for suficiente, você vai voltar para seu abrigo até eu encontrar energia suficiente para alimentar você... Você vai ver, quando eu livrá-lo de novo, vamos realizar grandes feitos!"

Quando este discurso preocupante foi embora, a nuvem de vapor se dissipou e, seus olhos se arregalaram e seu coração batia violentamente em seu peito, Son Gohan esperou para descobrir esta promessa do apocalipse enquanto o gnomo agora estava parado sobre o que restava de seu torso. Seus lábios se espalharam em um sorriso horrível de intensa alegria que distorceu o rosto já profundamente cortado.

O nevoeiro já tinha desaparecido completamente e ainda assim, nada se movia.

Babidi estava obviamente surpreso... igualmente preocupante..

"Buu? Olá... Mostre-se... não seja tímido!", Ele tremia.

Mas um silêncio sombrio ainda prevalecia sobre as duas imóveis meias-esferas.

Curioso, Son Gohan foi mais perto para poder estudá-las melhor...

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu