DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo dos Ciborgues (14): One Way

Escrito por Foenidis

Adaptado por Felipe e Henrique

Depois da morte dos guerreiros Z descritas em Twin Pain, os Universos 12 e 14 tiveram muitos ano em comum até começarem a se diferenciar um do outro. Quais eventos levaram à vitória de Trunks em um deles, e ao reinado dos Humanos Artificiais no outro?


Parte 1 :123456789
Parte 2 :10111213141516
Parte 3 :1718192021222324
[Chapter Cover]
Parte 1, Capítulo 7.

Traduzido por Henrique


Bulma suspirou enquanto se estendia...

Ela estava desejando cigarros! Tinha sido difícil durante muitos anos obter esse precioso tubo de tabaco... Às vezes Trunks trazia alguns do outro lado do planeta... Mas, propositalmente... o patife esquecia deles regularmente.

Ela sorriu com ternura... Ele estava certo, é um péssimo hábito.

Muito ruim... Ela iria se contentar com uma boa e velha xícara de chá...

Isso estava se tornando uma mercadoria rara também, e seu filho foi busca-lo diretamente na fonte... em todo o mundo, o otimista incurável tentava manter uma aparência de vida normal, apesar das matanças e destruições maciças dos dois andróides. Esses massacres agora se espalharam para todo o planeta.

A humanidade ainda não tinha se rendido à loucura mortal que foi a dizimando com tanta crueldade.

Bulma estava imersa em seus pensamentos quando viu a água fervendo. Ela sabia que ela e Trunks foram privilegiados. Entre o equipamento confiável que ela herdou de seu pai inventor, com um gerador independente que ativava a chaleira ou o computador para trabalhar, por exemplo.. Além da mobilidade formidável do jovem Saiyajin.. Eles conseguiam ter uma vida relativamente confortável.

Claro, eles tentaram estender este conforto aos sobreviventes que vivem não muito longe, ou ajudando tanto quanto poderiam as pessoas tanto quanto era possível. Mas seus meios permaneceram limitados... Não foi tanto sofrimento neste mundo!

A jovem mulher exclamou... Droga! Ela tinha esquecido de derramar a água fervendo no bule.. E agora ela tinha que começar tudo de novo.

Mas ela olhou fixamente para o espaço, mais uma vez, no momento exato em que ela apertou o botão da chaleira.

Quanto tempo ela tinha que esperar? Este intervalo de três horas foi uma tortura!

Imagens, sons, memórias de lutas passadas ecooaram em sua mente... Ela estremeceu.. Três horas aqui.. Em quantas horas eles teriam conseguido se livrar desses dois monstros lá?

Ela tinha um sorriso divertido e delicado. 'Aqui'... 'Lá...' quanto a essas estranhas expressões para distinguir as duas áreas temporais... Era para ser dito que não era muito natural pensar no tempo dessa maneira... Como uma dimensão na qual você poderia se mover...

A menção desta viagem trazia a imagem de Trunks de volta à sua mente... Ela imaginou-o com os seus amigos e seu pai e este pensamento trouxe uma onda de sentimentos extremos nela. O tremor da ausência de seu filho.. A mordida de seu amor morto... O aquecimento distante dos sorrisos de seus amigos se foi... A esperança surreal para ver este terrível pesadelo chegando ao fim... E então o medo... O medo da morte que vagava como um lobo voraz... O medo de perder o pouco que lhe restava... O medo do fracasso desta aventura insensata.

Bulma reprimiu uma nova emoção... Ela definitivamente precisava do conforto dessa xícara de chá!

Aaah... Não pode ser verdade! Ela tinha perdido a ebulição mais uma vez... E a água era plana novamente... Muito ruim.. Serviria de qualquer maneira.

Ela decidiu, eventualmente, derramar a água quente apenas no bule antes de se sentar de volta a partir de sua tela e teclado.

Como ela tem que esperar antes de saber o que estava acontecendo 'lá'... Vamos viajar de volta no 'outro lugar' de Son Gohan... Assim ela esqueceria 'aqui'... 'aqui' foi realmente muito impredizível!

Son Gohan estava olhando novamente os dois monstros, eles obviamente estavam prestes a saltarem um contra o outro... Mais ameaçadores do que nunca um para o outro, ambos tinham levantado suas braços grandes tanto quanto espalharam suas longas lâminas centrais...

A voz de Babidi soou de repente, surpreendendo a todos mais uma vez.

"Yakon, você está esquecendo a missão que lhe encarreguei!"

O lutador e as duas criaturas olharam para cima ao mesmo tempo para examinar a escuridão impenetrável ao redor deles ... Olhando para o mago que eles sabiam que era invisível.

"Exatamente Mestre..." A voz rouca de Yakon protestou. "Se eu deixá-la tomar a energia dele... Você não terá mais saída..."

Houve um momento de silêncio e um grunhido de reflexão. Eventualmente, Babidi respondeu.

"Hm... Darei um jeito nisso."

Um grito desumano rasgou os tímpanos de Son Gohan e ele teve que cobrir seus olhos quando ele fez uma careta de dor. Merkit empinou-se e caiu pesadamente de volta no chão sobre o qual ela lutava freneticamente por alguns segundos.

No momento depois, a fúria, o pânico, a dor que tinha mexido ela pareciam estar esquecidos... Estranhamente calmo, Merkit voltou-se para cima, enquanto o sinal em forma de M decorava bem seu torso agora!

Obviamente, obediente, o monstro afirmou estar sob comando do pequeno gnomo. "Estou às suas ordens, mestre..."

O jovem terráqueo já percebeu o horror do significado deste símbolo... Aqueles que foram o ostentando ainda não decidiram servir este vil mago por sua livre vontade... Na verdade, ela parecia estar "sendo possuida", assim dizendo.. ele pensou sobre a cena que tinha acontecido antes das lutas... Quando Babidi se apresentou para ele, parecendo se concentrar.. Nenhuma dúvida sobre isso, ele tentou tê-lo em seu poder também. E as palavras de Pui-Pui vieram à sua mente: "... isso significa que não existem meros mortais que nunca foram roubados, enganados, estuprados, torturados ou mortos por prazer...". Seria possível que ele conseguia usar a parte negativa que a maioria dos humanos tinham dentro de si?

Esse indivíduo de fato era um verdadeiro pesadelo e a necessidade de se livrar dele rapidamente tornou-se cada vez mais urgente.

Son Gohan não esperou por muito mais tempo.

Em um momento, ele desligou sua aura para desaparecer no céu através da escuridão elevando-se acima de seus dois adversários. O estranho poder de Merkit foi preocupante o suficiente para não correr qualquer risco... Vindo de um planeta sem qualquer fonte de luz, não era provável que essas criaturas sabiam voar... E em que céu? Privado de sua aura de ouro para detectá-lo.. Eles tiveram dificuldade em encontrá-lo. Ele podia ouvir a voz em pânico de Yakon abaixo.

"Volte aqui seu covarde! De qualquer forma, você não será capaz de ir muito longe!"

Bingo! A hipótese de Son Gohan estava certa.. Nem o irmão, nem a irmã foram capazes de se juntar a ele... Além de que não podiam o detectar.. Ele permaneceu pensativo por um tempo, pensando no melhor caminho a se seguir.

"Babidi!" ele exclamou.

Não houve nenhuma resposta.

O jovem Saiyajin, em seguida, estendeu a mão para o chão. Ele disparou três explosões e essas bolas de fogo se perderam na noite insondável antes que ele pudesse ouvir o som do tiro batendo no chão.

"Idiota! Você nos perdeu... Você não pode nos ver, mas podemos perfeitamente vê-lo! "O tom da voz de Merkit aumentou.

Um pequeno sorriso cresceu nos lábios de Son Gohan.

Mesmo que os dois monstros realmente pudessem vê-lo, não importava. O segundo seguinte, uma dúzia de explosões de energia concentrada jorraram de seu dedo indicador para o chão.

Ele não tinha necessidade de vê-los pois podia senti-los saltando a fim de se esquivar da chuva de gotas letais que, de repente, os rodearam.

"Eu não preciso de meus olhos para ver vocês." Então ele gritou. "Babidi! Traga-me de volta agora e eu irei explodir o que resta de sua nave!"

Yakon respondeu primeiro o desafio do lutador. Ele estava escondido na dobra escura da obscuridade. "Obrigado, nós apreciamos esta refeição! Você está certo, destruir a passagem e você vai ser preso aqui... E você não pode ficar ali para sempre!"

"De qualquer forma, você não pode ver o chão." Merkit disse.

Son Gohan foi surpreendido no início. 'apreciamos a refeição'? Seria possível que eles tinham o poder de absorver ataques como eles tentaram com a luz de sua aura? Bem, no final, não era impossível. Afinal, parecia-lhe que em vez de ficar longe do caminho de seus tiros, parecia que eles corriam até eles.

Então ele sorriu... Não iria ser difícil enganá-los!

Estendendo a mão direita, ele jogou quatro tiros de energia pequenos para o chão. Ele sabia exatamente o local.. E, de fato, ele sentiu as duas criaturas correndo para absorver os ataques! E assim, eles agora estavam lado a lado... Perfeito!

O jovem começou a se concentrar como ele murmurou, com as mãos na testa. Em seguida, ele motivou-se com um grito e, em seguida, estendeu as mãos na frente dele.

"Masenkoo!" ele gritou.

Como previsto, os monstros correram. Yakon foi o mais rápido. Ele abriu a boca grande e começou a absorver o tiro de energia concentrada.. até que Gohan concentrou ainda mais o raio, tornando-o mais fino. O corpo do escravo de Babidi não pôde resistir a densidade do ataque que tinha aprendido com Piccolo e no qual ele tinha acrescentado um toque Super Saiyajin. Em um único segundo, ele foi executado através dele e Merkit, paralisada de surpresa, sofreu o mesmo destino apenas alguns segundos mais tarde.

Muito fácil! Esses monstros foram facilmente derrotados depois de tudo...

Em seguida, Gohan sentiu um aperto no coração. Essas criaturas não eram os verdadeiros responsáveis. Mas ele tinha que cair na real, a humanidade não podia sofrer com dois pesadelos extras... A atitude a la 'Vegeta' foi a escolha certa a fazer, e ele teve que cumpri-la, não importando o custo!

Depois de um longo momento de silêncio, foi o próprio Babidi que chamou o lutador, confirmando que a tática escolhida foi boa. O gnomo, aparentemente, ainda estava ansioso para evitar a destruição da estranha plataforma. Sua voz agora traiu um aborrecimento óbvio.

"Você pode ser muito forte, mas você não é muito inteligente... Você deve seguir o conselho do pobre Yakon e voltar para o chão... Se você destruir o caminho, você vai ser preso neste planeta sem luz para sempre... Apenas uma criatura nascida aqui pode sobreviver em um ambiente como esse!"

Seus capangas derrotados, o gnomo não tinha nenhuma razão para deixá-lo parado aqui, se não para ganhar tempo! O que eles poderiam estar planejando, ele e o grande Dabura?

De qualquer forma, estava fora de questão deixar a música rolar! Son Gohan respirou fundo antes de apostar tudo.

"É a sua última chance, Babidi! Você esqueceu que eu sou um Saiyajin. Mesmo que isso me tome muito mais tempo, eu não vou ter nenhum problema para voltar à Terra. Vou contar até três... UM!"

Ele deixou um segundo passar.. Foi uma boa coisa para dar ao inimigo um pouco de tempo para pensar... apenas para que ele pudesse analisar os prós e contras.. E ele podia rezar para que eles não tinham ideia do que realmente um Saiyajin fosse. Então ele começou a formar uma bola de energia na palma da mão a qual foi estendida para o chão.

"DOIS!"

Son Gohan não teve que ir mais longe. Uma fração de segundo depois, a escuridão desapareceu como se fosse por magia e a luz da brilhante Terra cegou-o, obrigando-o a fechar os olhos.

Ele precisava de alguns minutos para que a sua visão se acostumasse com a luz que, por mais alguns minutos, ele sentiu ser ofuscante. Então, pouco a pouco, a paisagem obteve sua cor de volta. Ele estava no céu, logo acima do buraco profundo que tinha sido a parte superior da nave espacial estranha de Babidi.

No entanto, não havia qualquer mera criatura em qualquer lugar em torno dele, o lutador estava completamente sozinho.

O que isso quer dizer?

O gnomo estranho mudou seu plano?

Outra armadilha? Outro adversário ainda mais traiçoeiro?

Ou um outro truque mágico? Ele teve que esperar qualquer coisa de um ser que foi capaz de transpor um ou mais para outro mundo em um segundo!

O que ele poderia fazer?

O problema permaneceu o mesmo... Para destruir o que restava do navio e correr o risco de ficar, mas a partir de um canal subterrâneo mais vasto... ou se expor a perfídia deste pequeno ser estranho que tinha claramente tinha mais do que um truque na manga?!

Depois de mais um momento de reflexão, Son Gohan iluminou sua aura de novo, com os punhos cerrados, cheio de determinação renovada. Em seguida, ele foi diretamente ao fundo do abismo aberto largo que tinha tomado o lugar do nível superior da nave aberta e rasgada.

Ele não pousou no chão do que foi deixado do terceiro nível ... mas ele estendeu a mão e a dirigiu para baixo.

Logo em seguida, como ele esperava, no meio da plataforma aberta para deixá-lo ir para o nível inferior. Ele havia percebido há muito tempo que o pequeno homem estava vendo qualquer movimento seu.. Mais ainda, ele já tinha provado que ele preferia ceder terreno ao invés de ter o que restava de sua nave espacial ser danificada.

Era hora de mostrar a esse estranho que nem tudo poderia seguir o caminho que ele gostaria! Ignorando seu convite silencioso, o jovem Saiyajin gerou uma bola de fogo explosiva. Assim que atingiu seu alvo, ela quebrou em pedaços toda a área de mezanino que estava ao lado.

Quando a fumaça da explosão teve desapareceu, Son Gohan descobriu que, dois níveis abaixo, havia outra sala. Era maior, cheia de fragmentos... Em uma espécie de pedestal encontrava-se uma esfera estranha que o lutador estranho com chifres tinha trazido de volta. Ao lado dele, o gnomo esverdeado odioso foi focando nele, seus olhos cheios de ódio. Ele estava sob uma espécie de bolha protetora que cercavam ele e sua preciosa esfera.

Mais longe, lá estava o alto Dabura. Nenhuma ferida visível explicou a imobilidade do gigante impressionante. Eles poderiam pensar que ele estava dormindo. Mas Son Gohan sabia que não era nada disso.

Que truque poderia ter planejado aquela estranha pequena criatura que parecia querer esfaqueá-lo com seus grandes olhos protuberantes na profundidade que ele podia ver a energia má que estava alimentando seu coração desprezível?

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu