DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universos do "Futuro" (12 e 14): Twin Pain

Escrito por Foenidis

Adaptado por Henrique e Felipe

Nesse mundo alternativo de onde Mirai Trunks vem, todos os nossos heróis foram mortos pelos ciborgues... Esta história conta os detalhes desses acontecimentos, sobre uma parte em comum aos universos 12 e 14.

1234567891011121314151617181920212223242526
[Chapter Cover]

Traduzido por Henrique


O sol estava começando a se pôr no céu azul puro através do qual quatro trilhas estavam se movendo rapidamente para a frente.

Kulilin, Yamcha, Tenshinhan e Piccolo estavam correndo e se consultando.

O pequeno careca resmungou.

"Duas vezes no mesmo dia... É a primeira vez!"

"Eu lhe disse que eles fariam pior." Enfatizou Yamcha.

Kulilin estremeceu: pontos luminosos emitiam relâmpagos no horizonte e o ruído surdo de explosões distantes alcançou-os.

"Aqueles malditos... estamos muito atrasados, mais uma vez... FILHOS DA PUTA!"

Piccolo ficou em silêncio, mas acelerado. Pouco tempo depois, os três terráqueos foram deixados para trás pois eles claramente não poderiam alcançar essa velocidade. O ex-bandido reclamou.

"Aquele idiota. Ele deve saber que não adianta ir lá sozinho!"

"Você que é o idiota... Ele sabe que não será capaz de detê-los. Mas se ele puder chegar lá a tempo para obter a atenção da população, pelo menos seria alguma coisa! "Murmurou Kulilin, em um mau humor incomum.

Envergonhado com o que ele havia dito, Yamcha abaixou a cabeça e como ele estava distraído, ele perdeu um pouco de velocidade. Na frente dele, Tenshinhan virou-se brutalmente dando uma ordem.

"Temos que nos apressar, mexa-se!"

Os três amigos saíram em disparada, seguindo as trilhas distantes que o grande Namekuseijin tinha deixado para trás até que descobriram a visão apocalíptica de uma grande cidade marcada por enormes feridas fumegantes. A confusão completa e absoluta prevaleceu no meio do ruído de edifícios deixando de funcionar, o crepitar de chamas e os lamentos das centenas de bombeiros vindos de vários veículos de resgate.

Como eles estavam se aproximando, eles podiam ver milhares de seres humanos, do tamanho de formigas, correndo em todas as direções; além de cruzamentos congestionados com um grande número de carros presos em enormes engarrafamentos.

Mas eles não tiveram tempo para assistir a esse caos deprimente por muito tempo. O ar ao redor deles foi batido, abalado por incríveis deflagrações violentas devido a uma cúpula assustadora composta por uma gigantesca explosão iluminada a partir do centro da cidade torturada.

Eles mergulharam como uma pessoa para o epicentro do cataclismo, mesmo que a onda de choque quente emitida obrigasse-os a parar de repente.

Quando eles removeram a proteção de seus braços na frente de seus rostos, eles podiam ver ao redor cicatrizes fumegantes e coloridas por cinzas no lugar dos inúmeros distritos que haviam sido destruídos pelo enorme ataque dos androides.

Todos eles voaram com uma expressão de pura raiva em seus rostos. Isso significava que Piccolo tinha falhado em sua tentativa de restringir os seus danos. Até mesmo pior! Isso poderia significar que eles tinham conseguido mais do grande Namekuseijin desta vez. Como eles eram tolos! Se os gêmeos tivessem conseguido matar Piccolo, eles também haviam matado Deus! Deus e suas bolas de cristal salvadoras que poderia ter-lhes permitido emendar todos os danos causados, inclusive trazendo as infelizes vítimas de volta à vida!

Foi nesse estado de espírito e com renovada determinação de que todos eles estavam correndo sobre as duas pequenas figuras que estavam assistindo a cratera carbonizada do céu.

Uma voz poderosa parou-os em sua corrida enfurecida: "PARE!"

Piccolo!

Piccolo, ensanguentado com suas roupas rasgadas em pedaços, Piccolo estava sem fôlego devido à violência do último ataque... porém Piccolo estava vivo!

Ele estremeceu como ele os chamava, com uma voz rouca.

Os três amigos foram perto dele na beira do grande vazio deixado pelo ato fatal de loucura feita pelos seus jovens adversários.

Kulilin rapidamente pegou o pequeno saco precioso para dar uma semente dos deuses para o grande Namekuseijin, curvado sob o peso de suas numerosas feridas. O pequeno homem abriu um pouco mais o saco para avaliar quantas sementes sobravam.

"Tem apenas três sementes sobrando..."

Ele se virou para olhar para os gêmeos, ainda imóvel. Tenshinhan afirmou claramente o que todos estavam pensando:

"Se eles simplesmente se contentam em brincar com a gente como nas últimas vezes, seria o suficiente."

Piccolo, que estava de volta ao normal, ficou furioso e cerrou os punhos.

"Brincando!? Vou ensiná-los como brincar!"

"Temos que encarar a realidade... não temos chance. A única coisa que podemos ter esperança de fazer, é impedi-los de matar mais pessoas do que já mataram hoje." Disse Yamcha, pessimista como sempre.

Kulilin que estava empalidecendo com um olhar desesperado no rosto, olhou para o céu.

"E Vegeta? Para onde ele foi?"

"Quem se importa? Nós não precisamos suportar ele e os outros dois!" grunhiu Tenshinhan, com seus dentes cerrados.

Todos eles ficaram em silêncio, porque o duo demoníaca foram lentamente descendo em direção a eles, lentamente, calmamente, serenamente, incisivamente zombando do quarteto de guerreiros de forma independente.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu