DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universos do "Futuro" (12 e 14): Twin Pain

Escrito por Foenidis

Adaptado por Henrique e Felipe

Nesse mundo alternativo de onde Mirai Trunks vem, todos os nossos heróis foram mortos pelos ciborgues... Esta história conta os detalhes desses acontecimentos, sobre uma parte em comum aos universos 12 e 14.

1234567891011121314151617181920212223242526
[Chapter Cover]

Traduzido por Henrique


Kulilin voltou na frente do pequeno grupo usando aquele mesmo processo que ele tinha usado antes. Assim que ele compreendeu que estava criando uma diversão, Yamcha tinha se movido muito lentamente. Mas ao contrário de seu amigo ele tinha se movido longe do grupo, colocando-se cuidadosamente ao outro lado dos recém-chegados.

O pequeno prado pacífico começava a parecer um tabuleiro de um jogo de estratégia, um jogo onde os jogadores são os próprios peões. Peões que estavam tentando pensar na melhor tática para o jogo massacrente que ardia.

Kulilin também tomou parte no surpreendente jogo, com uma conversa trivial acerca das cores de suas roupas de combate, mas ele estava pensando rápido. Ele se afastou demais de Gyumao e Chi-Chi. Todos os seus sentidos estavam em alerta. Ele tentou não perder de vista os dois perigosos interlocutores, mas como eles estavam de pé em ambos os lados do prado, foi bastante difícil não fazer isso.

Ele se moveu, mantendo uma posição de combate, tanto quanto podia. Ele tinha que estar pronto para atuar na fração de um segundo! Ele olhou para Yamcha … Ele desejava muito ter dominado esta técnica telepática para que eles pudessem chegar a um acordo sobre um plano comum e eficiente.

O olhar dos dois lutadores se encontraram. Ele estava um pouco surpreso, mas sobretudo muito aliviado, para ler um acordo mudo nos olhos de Yamcha. Seu velho amigo parecia ter a mesma conclusão que ele tinha tirado!

Bem, depois de tudo, era lógico. Infelizmente, não foi o melhor plano, mas era a única maneira para eles sobreviverem: para ele e Yamcha, não haveria ressurreição. Se eles morrerem, eles se juntariam a Tenshinhan e Goku no limbo do outro mundo.

Kami-sama estava certo: o seu comportamento tinha sido mais do que estúpido. Embora eles não se arrependem de nada. Ele nunca teria sido capaz de ver os olhos inocentes de Gohan para dizer-lhe que ele tinha vergonhosamente deixado sua mãe ser abatida enquanto ele estava fora. Ele também devia isso a Goku, seu amigo de longa data. Quantas vidas que já devemos a ele?

Kulilin ficou em choque. Não era realmente o momento certo para sonhar, especialmente considerando que o tom da conversa foi claramente mudando! Droga…

A menina metida estava começando a perder a paciência. Irritante como ela era, falando de suas roupas…

Quanto tempo ainda? Ele não sabia, mas provavelmente demais… Rápido, ele tinha que encontrar outro assunto, a adiar o momento em que a luta iria começar, uma luta cujo resultado infelizmente era muito claro.

Um movimento apanhou seus olhos.

Era Gyumao. Em um esforço sobre-humano e com dificuldade, ele conseguiu sentar-se com seu enorme corpo para sentar-se e, fazendo uma careta de dor, o gigante conseguiu desajeitadamente se levantar. Uma vez que ele estava de pé, apesar da flexão por causa de uma dor aguda, ele foi para a frente, com alguns passos desajeitados, de modo que a figura delicada de Chi-Chi, que ainda estava sentada no musgo macio, agora estava completamente coberta por sua enorme sombra.

O último peão estava no local. Ele também sentiu que o ritmo do jogo estava prestes a mudar.

Kulilin franziu a testa: 17, aquele homem irritante, estava tirando sarro da dor que estava matando o grande Gyumao. Claro!

O que ele pode saber sobre dor?

Kulilin mudou de idéia quando viu o corpo feminino de 18, do outro lado. Talvez eles sabem mais do que ninguém sobre a dor. De acordo com Bulma, que loucura Dr. Gero fez construído-os a partir do corpo de dois gêmeos reais. Isso foi tão bárbaro!

Agora era com uma pena súbita e intensa que o pequeno lutador olhou para a mulher jovem e bonita. Todas as coisas consideradas, eles também foram vítimas. Isso foi tão triste! Mas talvez havia uma solução inesperada para o seu problema, a chave para o fim de sua matança.

O pequeno homem decidiu dar-lhe uma tentativa. Afinal de contas, eles não tinham nada a perder, então, mesmo que isso não funcionasse, ele teria lhes permitido viver um pouco mais… Agora era o momento certo para mostrar o quão inteligente ele poderia ser.

"Eu me pergunto o que você mais sente falta."

A pergunta inesperada surpreendeu os dois androides. Eles olharam para ele com incompreensão em seus olhos. 17 foi o primeiro a reagir.

"Do que você está falando, seu otário?"

Kulilin sorriu um pouco. Funcionou! Eles ficaram mordidos. Agora ele tinha que jogar bem.

"Bem, sim…. O Dr. Gero tinha lhe dado tanto poder, fizeram vocês invencíveis, insensíveis à dor, talvez até imortais… Mas você certamente perdeu alguma parte desta perda de humanidade, não é?"

Os dois jovens se olharam com os olhos bem abertos com surpresa.

18 corou um pouco conforme seu irmão lentamente baixou a cabeça, escondendo parcialmente o rosto atrás de seu cabelo preto.

…Eles estavam perturbados!

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu