DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universos do "Futuro" (12 e 14): Twin Pain

Escrito por Foenidis

Adaptado por Henrique e Felipe

Nesse mundo alternativo de onde Mirai Trunks vem, todos os nossos heróis foram mortos pelos ciborgues... Esta história conta os detalhes desses acontecimentos, sobre uma parte em comum aos universos 12 e 14.

1234567891011121314151617181920212223242526
[Chapter Cover]

Traduzido por Henrique


"Sua voz é tão desagradável!" Ele esclareceu seu movimento com uma careta.

Gyumao não reagiu por meio segundo, com seus olhos fixos no corpo imóvel de sua única filha que está deitado no outro lado da cratera, perto da borda da floresta. Ela não estava se movendo de jeito nenhum.

E depois uma raiva súbita tinha finalmente se apoderado desse pai indignado! Seu corpo inteiro estava tremendo, sob uma onda ardente de raiva que estava correndo em seus vasos e mente, fazendo-o cerrar os punhos, com uma enorme cãibra que fazia-o cerrar os dentes como se suas bochechas ardentes tivessem sido bloqueadas nessa posição.

E foi assim que ele segurou a onda furiosa com dificuldade. A onda que ele estava segurando o tanto quanto podia. Ele levantou seu punho direito para o olhar melhor para assim se forçar a não ceder à onda de fúria vingativa que ainda o dominava.

Não! Ele não pode fazer isso!

Ele concentrou-se em não ceder à loucura desorganizada de uma raiva que ele não podia dominar. Ele teve que se domar, para canalizar essa incrível onda de energia, uma promessa de poder, a fim de fazer o melhor uso dela.

Tremendo sob o violento esforço que ele estava submetendo seu corpo, ele precisava de toda a força daqueles longos anos para conseguir ter este fogo devastador e concentrar-lo onde ele precisar. Era como se ele tivesse alfinetes e agulhas nos braços, era quente como se uma enchente de fogo tivesse substituído o sangue em suas veias, sua mão fechada sob a pressão de um sentimento que ele tinha quase esquecido.

Ele já estava pronto!

A fúria deu lugar a uma determinação fria quando ele colocou seu punho na posição de combate mais perfeita possível. Ele olhou para o pequeno homem diabólico que ousou ferir um de seus entes queridos. Ele sabia que não havia espaço para erros… O primeiro golpe teria que ser o último!

Liberando seu ki com um grito poderoso, ele finalmente jogou o braço em que ele tinha colocado todo seu poder que ele tinha em uma parte específica. Ele havia escolhido com cuidado a parte vital a ser atingida, que seria letal e que seria impossível de defender um golpe.

O punho enorme, e vingativo, colidiu com o plexo solar* do jovem frágil, geraria um acidente estrondoso de um impacto brutal e ossos quebrados.

Durante esse curto segundo, o tempo parecia ter parado. A mão de Gyumao estava fechada contra o peito do ser biônico, mas se a cara de 17 permaneceu totalmente calma e passiva, a cara do pai de Chi-Chi parecia estar tremendo, então lágrimas vieram em seus olhos enquanto uma careta de dor estava distorcendo seus lábios.

O androide suspirou quando ele comentou sobre o ataque muito patético que o pobre homem tinha feito, não importa se ele tinha usado toda a energia que ele tinha, toda a experiência do ex-aluno da escola Kame que ele tinha. Eles eram apenas inúteis.

"Tão patético… realmente estúpido… Q!"

Gyumao mal teve tempo para sentir outra onda de raiva subindo nele assim que o seu adversário pegou sua mão quebrada e cruelmente a torceu. O gigante gritou conforme uma dor pungente estava correndo através de todo o seu corpo, mas, em seguida, ele rapidamente se recompôs e agressivamente agarrou a cabeça de seu algoz com a sua grande mão boa.

Sua perna esquerda cortou o ar, de uma maneira forte e rápida, mas o formidável pontapé circular deparou-se com um bloco duro que nem sequer tremeu depois do golpe.

O jovem parecia muito pequeno sob o aperto do gigante, e, no entanto, ele conseguiu fazer uma jogada. O corpo de Gyumao teve um arranque súbito… e no momento seguinte, um raio saiu em torno de si.

Ele soltou sua presa para colocar uma mão no peito antes de olhar sarcasticamente para ele. Tremendo, ele cambaleou para trás… e novamente até que ele caiu de joelhos. Recusando-se a desistir, a admitir a derrota, a ceder contra um ser tão desprezível, ele colocou o punho no chão para se apoiar firmemente nele.

"Quanto maior é, mais frágil é!", Disse 17, ironicamente.

"Seu…" rosnou Gyumao.

O fim de sua sentença foi cessada em um ataque de tosse com sangue.

E foi então que 18 estendeu a mão na direção do gigante caído.

"Bem, nós perdemos tempo suficiente com esses dois perdedores … se o menino estivesse aqui, ele teria intervindo há muito tempo."

E, em seguida, eles ouviram um grito de cima, fazendo com que os gêmeos olhassem para cima, ao mesmo tempo.

Nota*: O plexo solar, também conhecido como plexo celíaco, é uma complexa rede de neurônios que no corpo humano está localizada atrás do estômago e embaixo do diafragma.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu