DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universos do "Futuro" (12 e 14): Twin Pain

Escrito por Foenidis

Adaptado por Henrique e Felipe

Nesse mundo alternativo de onde Mirai Trunks vem, todos os nossos heróis foram mortos pelos ciborgues... Esta história conta os detalhes desses acontecimentos, sobre uma parte em comum aos universos 12 e 14.

1234567891011121314151617181920212223242526
[Chapter Cover]

Traduzido por Felipe


Um novo lutador tinha então aparecido, como se viesse do nada, um ser estranho, do tipo que ele nunca tinha visto antes.

Tivesse ele cruzado seu caminho antes de tudo isso, ele teria pensado que ele tinha acabado de sair do inferno, por causa de sua pele verde , e os seus ouvidos estranhos.

Mas, aparentemente, ele não estava do lado dos demônios. Colocando sua alta estatura entre os dois demônios e os três lutadores corajosos no chão, ele tirou o manto imaculado longo e seu chapéu estranho em um movimento … sem dizer uma palavra, revelando os dois chifres flácidos que se destacaram na testa. Ou isso eram antenas?

Ele era um cara estranho , um enorme lutador que tinha um corpo que era tão bizarro, colocando sua compilação impressionante da sua forma diante das figuras delicadas de dois jovens mal saídos da infância.

Como um tolo curioso, pensou será que o destino não tinha propositalmente invertido os papéis do que a maioria das pessoas esperavam que ele seria.

E a menina que tinha de repente saltado sem nenhum aviso sobre o lutador com chifres, que tinha apenas evitado o ataque rápido da harpia loira.

Por um curto período, ele parecia ser capaz de lutar contra o poder estranho daquela menina que não tinha nada angelical nela, exceto sua aparência.

Mas, como os outros, ele acabou levando mais golpes do que ele estava dando, e os que ele recebeu o fizeram mostrar mais e mais claramente uma careta de dor, mesmo se, por outro lado, a jovem não parecia estar sentindo qualquer dos ataques, não importa o quão poderosos eles aparentemente eram. Ninguém, não, nenhum ser comum poderia ter sobrevivido a estranha força do lutador. Todo esse poder … para nada. Seus golpes não tinham mais efeito sobre ela do que uma chuva de primavera no couro grosso de um búfalo.

Então tinha sido quando ele decidiu acelerar as coisas, tentando alcançar a maldita mulher com estes disparos elétricos estranhos, mas nunca atingiu seu alvo de forma eficiente. Por outro lado, as bolas de fogo que as mãos da diaba jogavam atingiram o seu alvo com precisão cruel.

Literalmente crucificado por uma espécie de chuva de fogo, o gigante verde finalmente desmoronou, derrotado como os outros, na poeira cinza.

A nuvem que a queda do grande corpo tinha feito não tinha nem mesmo completamente se dispersado mas era a vez dele mostrar-se, ele com seu olhar altivo e seu sorriso estranho: o arcanjo tinha vindo!

O velho não tinha sido capaz de ouvir a conversa que o recém-chegado teve com os dois demônios e suas vítimas no terreno.

Muito bem, isso era algo estranho. Ele só percebeu que esses dois assassinos, que tinham tomado um grande cuidado para aniquilar qualquer sinal de vida nesta cidade pequena e pacífica sem se conter, não tinham matado qualquer um dos seus adversários. Eles só se contentaram em os impedir de lutar.

Isso era um lixo. Qual era o ponto de olhar para a mera sugestão de lógica na mente dos seres que foram capazes de dizimar uma cidade inteira apenas por causa de um capricho culinário?

Foi nesse momento que a parte mais incrível do dia aconteceu. Depois de ter cerrado os punhos e cerrado os dentes, o recém-chegado de repente começou a gritar, como se ele estivesse fazendo um esforço intenso. Logo em seguida, a terra começou a tremer e o ar começou a vibrar ao passo que o solo sob os pés do estranho se contorcia como se sentisse os efeitos de uma brisa divina. Todos os músculos do seu corpo pareciam estar sob uma tensão incrível,até mesmo distorcendo seu rosto. Era mais claro quando a aura dourada estranha explodiu em torno do estranho. O velho teria jurado que era uma explosão de energia pura. Esta energia iluminou o cabelo escuro do estranho enquanto seus olhos completamente negros tinham ficado verdes, a mesma cor das águas de um lago e suas profundezas misteriosas.

E então, ele não havia se movido por um tempo, uma aura de luz e força pareciam transpirar de seu corpo, sob o olhar atônito dos outros guerreiros.

Mesmo os dois demônios ficaram mudos na frente daquela luz celestial que estava pulsando e emitindo um chiado estranho.

E a luta tinha se retomado, mais feroz do que nunca. Naquele momento, ele era um menino que estava jogado diante do guerreiro dourado.

O impacto das duas forças tinha sido terrível, ele fez o ar vibrar novamente. Cada golpes das sequências que vieram a seguir pareciam serem mais poderosos do que os anteriores. A batalha logo iluminou o céu com vários relâmpagos que foram feitos por bolas de fogo assustadoras. Alguns deles caíram no chão de vez em quando com um estrondo como se fosse o fim do mundo.

O velho se lembrava do medo que sentira ao enfrentar o poder desses dois seres fantásticos que lutavam uns contra os outros com raiva. A batalha entre o bem e o mal estava ocorrendo aqui, bem na frente dele. Ele tinha certeza disso!

Ele, em seguida, orou e orou novamente com convicção, ardor, com toda sua força. Seus olhos e os dedos estavam tensos devido ao esforço, mas ele continuou rezando pela vitória do arcanjo dourado.

Ele tinha rezado em vão.

As detonações ensurdecedoras tinham continuado a subir, os demônios continuavam lutando de volta não importa o quão furiosos os golpes desferidos pelo arcanjo eram.

Ele continuou até aquele momento maldito quando o arcanjo não foi capaz de desviar de um ataque de energia que se tornou muito forte para ele. Ele finalmente caiu no chão com um estrondo apocalíptico, enterrado no fundo de uma enorme cratera.

Não havia mais nada a ser feito, a luta acabou.

O mal havia derrotado o bem e estava saboreando sua vitória, deixando escapar uma gargalhada com altivez.

Então, depois de ter dito uma frase que não faz qualquer tipo de sentido , os dois demônios tinham levantado voo e desapareceram a uma velocidade incrível na distância … Finalmente eles se foram!.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu