DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universos do "Futuro" (12 e 14): Twin Pain

Escrito por Foenidis

Adaptado por Henrique e Felipe

Nesse mundo alternativo de onde Mirai Trunks vem, todos os nossos heróis foram mortos pelos ciborgues... Esta história conta os detalhes desses acontecimentos, sobre uma parte em comum aos universos 12 e 14.

1234567891011121314151617181920212223242526
[Chapter Cover]

Traduzido por Henrique


Duas figuras estavam voando pelo céu a uma velocidade incrível. Dois pontos coloridos pequenos que estavam correndo em direção a uma pequena casa situada na borda de uma floresta profunda.

A percussão rítmica de um martelo ressoou perto da pequena residência.

No primeiro andar, uma figura imponente estava no telhado, ocupado pregando cuidadosamente o pequeno bastão que manteria no lugar as novas janelas. O homem barbudo, que estava usando um capacete com chifres, de repente parou de trabalhar e também se levantou para olhar seriamente para o céu. Ele começou então a descer ao nível do solo, indo mais rapidamente do que sua aparência pesada faria qualquer um pensar à primeira vista. E então ele chegou perto da porta da frente para chamar sua filha.

"Chi-Chi… Alguém está vindo!"

A jovem mulher, com um avental amarrado ao redor de sua cintura e uma concha em sua mão, literalmente saltou para fora da pequena casa. Ela levantou a outra mão para proteger os olhos e olhar na direção que seu pai estava apontando.

"Quem é?… Piccolo está trazendo Gohan de volta para nós?"

Gyumao não respondeu. Se seus sentidos lhe permitiam detectar a aproximação dos visitantes voadores, por outro lado, ele não foi capaz de identificá-los a partir de tal distância. Seu olhar focado nas duas formas crescentes, ele não podia fazer muita coisa além de esperar. Ele sabia que sua filha, contando com sua ignorância não seria nada bom, mas isso simplesmente aumentava a sua impaciência. Ah, bem … Ela não teria que esperar por muito tempo os dois companheiros que estavam chegando a uma velocidade incrível. Afinal de contas, poderia muito bem ser o lutador verde e seu neto. A perspectiva desta reunião trouxe um sorriso franco em seus lábios.

Ele temia que este pequeno homem que ele tanto gostava tinha sido levado deles por mais um ano inteiro por aquele estranho de capa branca!

Ele teve tempo para pensar isso e a dupla já estava aqui. Bem, não era Gohan e Piccolo, nem Kuririn e Yamcha ou até mesmo Vegeta. Não, essas eram duas pessoas desconhecidas: um rapaz e uma garota.

Como os dois jovens tinham parado um pouco acima deles, examinando por um momento a estranha paisagem desse círculo de árvores nuas ao redor da pequena casa, o rosto de Gyumao perdeu o alegre olhar que ele sempre teve.

Ele não sabia, mas o número de pessoas que ele sabia que eram capazes de viajar dessa maneira através do ar era pequeno o suficiente para ele suspeitar quem eles realmente eram. A batida do seu poderoso coração ficou mais rápida quando sentiu a presença de sua filha logo atrás dele.

Por enquanto, os dois androides eram ignorados completamente pelos dois que estavam na frente da casa. Eles diretamente foram em direção à cratera que estava cicatrizando o pequeno prado atrás do edifício, uma enorme ferida cuja circunferência atingiu uma lápide cuja pátina a idade ainda não tinha destruído. Ambos aterraram no meio da bacia profunda e 17 ajoelhou-se para tomar e deixou escapar um pouco de terra fofa entre os dedos.

"Vegeta?", Perguntou a jovem mulher.

"Quem mais?", Respondeu seu irmão enquanto ele estava de pé.

A jovem dirigiu-se para a pedra e deixou sua mão escová-la suavemente. Ao pé do pequeno monumento, uma colina recém-cheia de flores substituiu o solo que tinha sido varrida pela fúria do Príncipe dos Saiyajins.

"Então é aí que terminou…"

O jovem de cabelo marrom se juntou a ela. Ele também segurou o braço para fora, mas ele parou o seu movimento antes de tocar a pedra aquecida pelo sol. Seus olhos azuis claros pareciam hipnotizados pelo nome que estava gravado no bloco de granito. Ele olhou para longe com um rosnado baixo.

"Isso é insuportável!"

18 abaixou a cabeça. Ela focou-se por um tempo no túmulo cinzento na frente deles antes de colocar sua mão reconfortante no ombro de seu irmão gêmeo.

"Nós estamos livres, isso é que é importante. Nós não nos importamos com essa porra de programa!"

Como o androide não reagiu, ela continuou com um tom mais feliz.

"E você tem que admitir que estamos tendo muita diversão com seus amiguinhos… não estamos?"

Uma rachadura ressoou, uma brisa varreu o cabelo dos dois jovens enquanto uma chuva de pastilhas de chumbo caiam em seu rosto e seu torso fazendo inúmeros buracos pequenos em suas roupas antes de cair no chão. Um pouco surpreso, eles notaram que a esposa de Goku estava muito próximo deles, Chi-Chi, que havia se tornado uma espécie de Rambo feminino.

Seus lábios estavam entreabertos e mostrou seus dentes que agora pareciam as presas de um monstro furioso. E, aos seus pés, segurando um de seus tornozelos, um gigante chocado, porque ele não tinha sido capaz de parar sua filha, estava olhando para as duas vítimas do ajuste de raiva de sua filha com medo em seus olhos. As vítimas que não tiveram um simples arranhão evidente depois do disparo da poderosa arma.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu