DB Multiverse

DBM Universo 19

Escrito por Foenidis

Adaptado por Pedro Muricy e João Vitor

Esses guerreiros em armaduras, participando lado a lado com Goku e seus amigos, de onde eles vieram? Qual é sua história?
Descubra como tecnologia e bravura pode ser o coquetel do sucesso do universo atípico dos heliotes, cujo destino caiu mais de uma vez em tragédia.

123456789101112
[Chapter Cover]

Traduzido por João Vitor

Queimando de raiva, Raditz voou mais rápido do que nunca. Porém, o heloite estava fazendo o mesmo e, ele partiu em menor altitude e com um pouco de antecedência.

O scouter do saiyajin indicou que o Príncipe estava se aproximando perigosamente da área. Fora a frustração de não ser capaz de completar sua missão, misturada com a raiva. Ele seria punido se Nappa matasse o pirralho antes dele. Sem mencionar como isso o enfraqueceu e o preço que pagou. Ele era um bom guerreiro, no entanto, ele amaldiçoou a sorte que o assombrava.

No solo, dois homens examinaram o céu por meio de seus scanners. Enquanto Wigner se preocupava com a situação de Fuller, Nappa estava encantado. O verme havia escapado de Raditz, era exatamente o que seria necessário para Vegeta esquecer seu deslize.

Wigner percebeu que, ferido e pressionado como estava, Fuller provavelmente não percebeu que o vencedor entre os dois líderes estava indo em sua direção. Ele, portanto, enviou um aviso por meio de seu visualizador imaterial, enquanto mantinha os olhos no gigante de bigode a pouco mais de um metro dele. O invasor estava focado no jogo de gato e rato no céu entre seu companheiro e o ultra… Uma oportunidade a não ser desperdiçada!

O traje foi reparado mais rápido que seu corpo, o líder heloite notou enquanto tentava levantar o braço. Suas células ainda queimavam e ele sentia uma sede insuportável. Bem, não importava! Os diodos nas têmporas começaram a piscar. Ele havia tomado o cuidado de manter o olhar fixo nas nuvens do céu, para não chamar a atenção do bárbaro, e rezou para que seu alvo não percebesse as luzes. Wigner sabia que pegar um oponente daquele de surpresa seria um milagre, então…

Um pouco mais e seu alvo estaria em sua mira. Por mais forte que aquele gigante careca fosse, ninguém poderia resistir a uma explosão de seu Ultra-Waver de perto.

Depois da tempestade, um silêncio mortal se instalou na grande sala de conferências. Pela primeira vez desde que fora admitido no conselho dos sábios, Radom foi forçado a usar sua autoridade para acalmar a todos. Insultar um ao outro não resolveria nada. O problema estava bem ali, representado no centro das trinta séries em um círculo, onde um vídeo tridimensional mostrava os eventos das colinas Tregor. Imagens imperfeitas foram transmitidas do tethor. Certamente, as inúmeras nuvens no céu bloqueavam a visão e embora as viseiras térmicas nos tivessem permitido distinguir melhor os detalhes, analisar o combate em tempo real era difícil. Felizmente, os dois ultras ainda operacionais seriam recolhidos em breve. Além de danos limitados, o tethor não foi projetado para missões de reconhecimento, portanto, não era capaz de rastrear várias áreas ao mesmo tempo. Ragus não estava errado: teria sido prudente a partir de agora cobrir o planeta com sistemas de vigilância. Os generais e o conselho poderiam ter pecado na presunção sobre a inexpugnabilidade de Helior? A política externa deles deveria ser totalmente reformulada? Ele próprio estava cometendo um erro ao ordenar a Wigner que não matasse os invasores à primeira vista? Não era hora para discutir. A situação atual foi projetada na forma de três silhuetas vermelhas que se apertavam em torno dos dois ultras azuis.

Enquanto seus dedos acariciavam inconscientemente sua barba macia e cuidadosamente escovada, Radom observava um a um os participantes daquele duelo extraordinário. Sábios, oficiais superiores e conselheiros, rostos contraídos de ansiedade ou raiva, rugas afundadas, tiques nervosos e suor, apesar da temperatura perfeita da sala… Mas nenhuma boa solução. Nenhuma.

Ele se recompôs para parecer tão tranquilo como antes, levantando uma sobrancelha para voltar seu olhar à um almirante. Consciente de ser o centro das atenções, comunicou sua decisão sem deixar que sua voz revelasse a menor dúvida ou hesitação:

— Que assim seja.

Além dos símbolos que indicavam suas posições, Fuller via cada vez mais claramente as figuras de Wigner e o grande bárbaro careca no chão. Ele olhou para cima, mas uma nuvem o impediu de ver o míssil humano que aparentemente estava descendo em alta velocidade em direção a eles. Seus scanners não sabiam qual dos dois líderes havia vencido o combate, mas isso não importava. Atrás dele, o oponente de cabelos compridos estava lentamente ganhando terreno, mas não o suficiente para alcançá-lo antes que seu chefe chegasse. O jovem estava tendo dificuldade em manter a concentração. Ele já havia se machucado durante o treinamento, mas em uma situação da vida real, controlar a dor e a chama do processo de cura era imensamente mais difícil.

Um alerta repentinamente brilhou na frente de seu olho direito. Com um movimento repentino para a esquerda, ele desviou seu curso o suficiente para evitar o tiro lançado pelo guerreiro de cabelos cumpridos. Apesar de seu ferimento relativamente grave, o bárbaro continuava perigoso e aparentemente, queria detê-lo antes das colinas de onde haviam partido.

O colosso de bigode gargalhou altamente quando uma explosão sacudiu as árvores frutíferas.

Um pouco surpreso, Wigner concluiu que não era o único aliviado pelo fato do cabeludo ter errado o alvo. Ele também disse a si mesmo que era agora ou nunca!

Armado, ele recuou repentinamente!

Uma esfera de energia vinda de cima, acabara de abrir uma cratera entre o bárbaro e ele.

Estúpido! Ele era estúpido!

O alerta apareceu em sua tela e em seu ouvido, mas convencido de que o ataque detectado dizia respeito a Fuller, ele decidiu ficar focado no assassino de Lidar para se certificar de que não erraria o tiro. Alguns centímetros mais perto e ele estaria morto!

Fuller não havia perdido o foco e desviou de repente para fazer uma trajetória ascendente. Sem diminuir a velocidade, ele ativou seu Ultra-Waver em direção àquele que poderia ter matado seu líder, o invasor que derrotou o outro chefe.

O scouter de Vegeta emitiu bipes de pânico. O Príncipe sorriu confiante. Por mais forte que fosse a ameaça, era muito lenta para preocupá-lo. Ele apenas levantou o braço enquanto se esquivava com extrema alegria.

Wigner havia acabado de decolar para se encontrar com o outro ultra o mais rápido possível, quando o viu mudar de trajetória. Ele quase parou no meio do voo, pego de surpresa.

Nappa poderia ter tentado parar o líder heloite, mas ele não se moveu. Ele permaneceu no mesmo lugar com os braços cruzados. Aquele ali era de Vegeta. Agora que ele estava de volta, era seu trabalho… E ele já havia começado.

A esfera de energia atingiu o alvo e outra explosão abalou as colinas Tregor.

Fuller também se surpreendeu. Ele havia se preparado inicialmente para evitar o ataque do pequeno líder de cabelos rebeldes, antes de observar sua trajetória. Ele havia se surpreendido com a aparente imprecisão e pontaria daquele que parecia se chamar Vegeta, mas agora ele havia entendido que não era nele que estava mirando.

Em uma cratera causada por sua queda, o estranho de uma perna só ainda estava recuperando a consciência. Sua pele estava fumegando, coberta de queimaduras, hematomas e cortes.

O líder dos bárbaros voou para perto do jovem heloite, sem olhar para ele.

No instante seguinte, ao lado de seu guerreiro, ele o mandou de volta ao chão com um violento chute no rosto.

Wigner acabara de se juntar a Fuller. Ele não disse nada, mas deu a seu aliado um olhar amigável, colocando a mão em seu ombro. O novato respondeu com um sorriso antes de voltar sua atenção para o solo.

— O que há de errado com ele? — perguntou ele em um sussurro.

— Aparentemente, seus homens não deveriam ter nos tocado, acho que ele os está punindo.

— Lidar? — perguntou o jovem ultra em um suspiro.

— Para ter certeza de que os levamos a sério, eu acho.

Fuller ia perguntar qual era a estratégia, mas se conteve. O comportamento e o olhar fixo em seu visor holográfico indicavam que seu líder estava fornecendo atualizações ao centro de comando e, diante da situação atual, solicitava novas ordens.

Abaixo, o impiedoso chefe dos bárbaros se aproximava, seguido por seu camarada ferido, que acabara de levar uma surra capaz de destruir um tanque. Esses estranhos eram realmente monstros!

Uma nova mensagem chamou a atenção do comando ultra e um arrepio percorreu pelas costas de Fuller. Wigner forçou um sorriso, o que dificilmente convenceu. O capitão provavelmente percebeu, pois encerrou sua mensagem com um "pronto?"

— Pronto, — disse Fuller voluntariamente.

— Então cuidaremos do grande. — apareceu em seu visor no momento em que o líder das aberrações se juntou a eles.

Vegeta entendeu facilmente a mensagem do olhar de Wigner, então ele parou na frente dele, oferecendo o sorriso mais irônico possível em troca.

— Para um soldado, você não é muito obediente. — Disse ele.

Ao dizer a última sílaba, ele plantou o punho no rosto de Wigner e condensou um golpe enérgico na outra mão em Fuller.

— Seu desgraçado!!

O insulto surgiu sem restrições. Normalmente, um dos pontos fortes de Wigner era manter suas emoções sob controle, mas naquele momento ele permitiu que uma verdadeira torrente de desejos assassinos quebrassem suas barreiras.

Vegeta não esperava tal explosão de raiva e essa ofensiva literalmente o surpreendeu. Por alguns segundos, o saiyajin recebeu os golpes, evitando apenas os mais fortes. Ele ficou surpreso com a força que um oponente, cuja força seu scouter havia rotulado de "fraca", poderia atingir no máximo. Ao todo, os sistemas de defesa heloite não foram capazes de analisar as energias dos saiyajins, então não era absurdo supor que os scouters simplesmente não foram projetados para refletir com precisão as diferentes idiossincrasias desta raça.

Wigner subitamente engatou a marcha e a leve lâmina de sua Espada de Deus estava a ponto de transformar seu oponente em um aleijado.

Fuller, por outro lado, teve dificuldade em se recuperar da queda. Ele sabia que, sem atenção médica imediata, estaria condenado à morte. Mas isso não importava, ele nem mesmo levou em consideração o fato de que iria sobreviver a isso. Ele só conseguiu ficar de pé graças ao seu sistema anti-gravidade, um voo estava fora de questão. Sua respiração espasmódica foi obstruída por hemorragias internas, sua visão turvou-se e ele teve que se concentrar para identificar as pessoas ao seu redor. Para alcançar o gigante, ele queimou suas últimas reservas; permaneceu imóvel onde Wigner o havia deixado. Essa era a única coisa que ele podia fazer para ajudar seu capitão tentando, sozinho, manter os invasores em um só lugar.

O jovem guerreiro de elite sabia que a situação era extremamente lamentável. A ofensiva inesperada do líder dos alienígenas, quando eles acreditaram que ele não queria tocá-los, obrigou Wigner a atacar os mais fortes em vez de usar o que estava no chão para atrair os outros dois. Dois deles poderiam ter humilhado o gigante, forçando os outros a salvá-lo. Claro, o invasor ferido poderia parecer uma escolha melhor, mas o combate aéreo coloca você em mais risco. Por causa do pequeno guerreiro, eles estavam na pior situação possível.

Enquanto sua consciência ficava nublada, Fuller ouviu pequenos bipes. Ele suspeitou que fosse do sistema de rastreamento de assassinos de Lidar. Sua própria tela confirmou que seu fim era iminente.

Sob a impressionante cúpula da sala de conferências, o silêncio reinava. Todas aquelas pessoas importantes estavam paralisadas em suas poltronas de alta tecnologia e focadas na torre de projeção tridimensional à sua frente. Essas pessoas altamente condecoradas, mais acostumadas a vitórias do que derrotas, mal conseguiam respirar, de tão forte que era aquele cheiro terrível de medo em seus pulmões.

Carregando os comentários...
Idioma Notícias Ler DBM Autores Rss Feed Fanarts FAQ Ajuda Torneio Ajuda Universo Bônus Eventos Promos Parceiros
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês BrasileiroMagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaEuskeraLietuviškaiCroatianKoreanSuomeksiעִבְרִיתБългарскиSvenskaΕλληνικάEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsuBrezhonegVènetoLombard X