DB Multiverse

DBM Universo "do Futuro": Twin Pain

Escrito por Foenidis

Adaptado por Henrique e Felipe

Nesse mundo alternativo de onde Mirai Trunks vem, todos os nossos heróis foram mortos pelos ciborgues... Esta história conta os detalhes desses acontecimentos, sobre uma parte em comum aos universos 12 e 14.

1234567891011121314151617181920212223242526272829
[Chapter Cover]

Traduzido por Henrique

Revisão por Virgílio212


— A mãe de vocês foi uma puta e seu pai um fracassado estúpido! — Kulilin gritou.

Ele esperava por um momento que seus insultos fossem o bastante para perturbar os gêmeos. E, aparentemente, trabalhava para surpreendê-los.

Seu rosto se distorceu pelo ódio e por sua determinação; em sua mão esquerda uma luminosa esfera de energia terminava de tomar forma, erguendo a direita acima da cabeça um cintilante disco ia ampliando-se sobre sua palma. Kulilin já não era capaz de sentir o ardência em suas mãos, seus braços já não passavam de queimaduras, seu sistema nervoso irresponsivo.

Nunca pensou que algum dia seria capaz de realizar simultaneamente dois ataques de tamanha intensidade. No entando não havia tempo para se surpreender, seriam os outros dois a experenciar tal sentimento, e isso era o essencial!

No ínicio ele se esticou para trás tanto quanto podia, todos os músculos de seu corpo tendendo como uma corda e, em um movimento que exigiu o esforço de cada um de seus músculos, arremesou ambos os focos de energia, simultaneamente gritando para usar de toda sua força... de todo seu ki.

A esfera explodiu em contato com #18, que era a mais próxima. A onda de choque do ataque havia lançado o próprio Kulilin para trás, apesar do choque ele não desviou a visão de de seu disco afiado que, rotacionando como um enorme frisbee, seguia seu curso em direção ao segundo ciborgue. Mas como estava mais longe, este último teria tempo de vê-lo chegando...

Tomara que ele não tente esquivar do ataque...

Maravilha! Ele estava se preparando para bater no disco cintilante!

Kulilin se alegrou: #17 entenderia que cometeu um erro tarde demais. Mesmo que fosse capaz de não ser decapitado, seria danificado de qualquer maneira!

#18 surgiu, toda enegrecida, mas ilesa pela incrível explosão que a engolfou. Mas não adiantava... ela não podia fazer nada para salvar seu irmão.

Ela também seguia com os olhos curso do disco de energia giratório.

A arma formidável finalmente atingiu seu alvo... conforme planejado, #17 violentamente bateu nele... muito melhor! Ele juntou suas duas mãos para se certificar de que iria rebatê-lo.

Kulilin ficou atônito... o disco ricocheteou violentamente nos punhos do androide sem causar o menor corte...

Ele olhou com incredulidade sua criação sendo dobrada sob o ímpeto golpe de #17, agora redirecionada em direção ao chão.

Sentiu como se seu coração estivesse prestes a explodir... a energia corria a uma velocidade incrível, chiando em seus ouvidos... sua trajetória era óbvia!

Ia diretamente para Yamcha, este que se apoiava nos antebraços enquanto tentava se levantar.

No momento do impacto Kulilin fechou as pálpebras de seus olhos, que ardiam de dor... ele nem percebeu que estava perdendo altitude devido à tontura que perturbava seus sentidos...

No entanto, o "schlok!" mortal ecoou em seus ouvidos como um sino ensurdecedor.

Seus joelhos atingiram o chão, seguido por seus braços... sua testa colidindo com uma pedra, que foi rapidamente reduzida à cinzas... ele preferia que fosse sua cabeça explodindo!

Ele não precisava olhar para perceber o horror da situação...

Encolhendo-se como uma bola, ele enterrou à cabeça sob seus antebraços e suas mãos cerradas.

Ele acabou de matar seu amigo... ele queria vomitar... morrer... lá... agora!

Como poderia poderia viver com tamanha atrocidade... como ele poderia viver com uma consciência tão culpada... como poderia continuar respirando depois de ter feito tal coisa?

Ele começou a chorar alto... esperando liquefazer seu corpo em tristeza... gemendo e soluçando como uma criança.

Ele não olhou, ele não queria olhar... mas uma imagem vermelha e listrada o forçou a pensar... era a visão de Yamcha, cortado em dois longitudinalmente por seu disco.

Foi horrível... ele não conseguia arrancar a imagem de sua mente... dado o ângulo do ataque era claro como seu amigo havia sido atingido... mas estava menos seguro de onde... ele desejou que a lâmina tivesse atravessado seu pescoço e não seu peito... daquele jeito, pelo menos, ele não teria sofrido... não teria tempo o suficiente para entender o que estava acontecendo.

Morrer... à morte seria melhor do que ficar vendo 'isso'... queimando ao pensar sobre 'isso'!

O inferno certamente não poderia ser pior do que está passando agora!

Uma mão piedosa o fez estremecer ao acariciar suas costas...

Kulilin não queria ver ninguém... ele não era capaz ver e muito menos ouvir ninguém... ele só queria o esquecimento salutar do descanso eterno... nada além do silêncio absoluto do esquecimento supremo... o perdão de um amigo que não iria ver mais.

Duas mãos o obrigaram a se erguer... a levantar à cabeça... mal abriu seus olhos afogados em lágrimas e vislumbrou a forma irreal de uma figura loira, enxugando suavemente as lágrimas que inundavam seu rosto.

Desenhado por:

Eiki       45

Chibi Dam'Z       16

Carregando os comentários...
Idioma Notícias Ler DBM Minicomic Autores Rss Feed Fanarts FAQ Ajuda Torneio Ajuda Universo Bônus Eventos Promos Parceiros
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês BrasileiroMagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaEuskeraLietuviškaiCroatianKoreanSuomeksiעִבְרִיתБългарскиSvenskaΕλληνικάEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsuBrezhonegVènetoLombard X