DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo 19

Escrito por Foenidis

Adaptado por Pedro Muricy

Esses guerreiros em armaduras, participando lado a lado com Goku e seus amigos, de onde eles vieram? Qual é sua história?
Descubra como tecnologia e bravura pode ser o coquetel do sucesso do universo atípico dos heliotes, cujo destino caiu mais de uma vez em tragédia.

12345
[Chapter Cover]

Traduzido por Pedro Muricy


Pouco antes de chegar à linha de frente da batalha, Wigner desviou bruscamente para cruzar o caminho de Fuller.Com seu escudo do braço esquerdo reativado, bateu com força no denso aglomerado que zumbia ao redor de Feyn.

O Ultra instantaneamente explodiu todos os Kolloks ao alcance, enquanto aqueles com que ele havia colidido ainda estavam restaurando o equilíbrio. Ele rapidamente se juntou a jovem se posicionando de costas para ela. Ambos, então, comprometeram-se a girar juntos em um círculo começando um fluxo quase ininterrupto de lasers furiosos sobre a horda que rapidamente era dizimada… os corpos maciços foram caindo um após o outro.

Fuller cobria de forma eficaz Wigner e Feyn, saltando para atacar um tanque enorme que tinha desviado de seu curso para apoiar as tropas com dificuldade perante a dupla Heliote.

Antes que qualquer Kollok fosse capaz de mudar a trajetória da máquina para permitir um tiro claro, o jovem guerreiro jogou duas explosões que jorraram das aberturas de sua luva direita com tal poder que fizeram o seu braço tremer. As bolas luminosas geradas violentamente caíram na impressionante torre, com enormes armamentos e explodiu, imediatamente decapitando o tanque. Estas explosões de nêutrons condensada com energia ajustável de acordo com o alvo, deu aos Ultras a vantagem de uma força de ataque digno de uma bateria de artilharia pesada.

Então, ao mesmo tempo que se protegia de contra-ataques que ressoaram em sua direção ao consultar as indicações de sua tela imaterial … Fuller parecia concentrado. Enquanto os diodos em seus templos brilharam com intensidade, três pequenas esferas brilhantes fluíram simultaneamente a partir de seu equipamento no punho. Os projéteis de nêutron, que pareciam grandes mármores de luz, voaram em um arco na abertura criada pela explosão na parte superior do tanque danificado.

Um Kollok imediatamente mergulhou através do metal para escapar. Ele não teve tempo antes de ser capturado e foi literalmente vaporizado por uma poderosa explosão que dizimou as tropas próximas ao local em uma ampla área tanto em terra quanto em ar. A explosão em chamas, carregada com detritos de todos os tamanhos, jogou soldados longe do epicentro da explosão antes de se esgotar, enquanto que o próprio Fuller tinha de se proteger.

Mais adiante para a direita, Bragg tinha escolhido progredir pelo solo, moendo através de disparos de laser qualquer coisa que se movia dentro de sua vista e de seu alcance. Como cadáveres foram rapidamente caindo em sua trajetória, soldados se afastaram de repente deixando um largo vazio.

O guerreiro estremeceu os olhos, ele sabia o significado dessa abertura repentina.

Um momento depois, uma massa gigantesca de um tanque enorme emergiu das tropas que o cercavam só para se dirigir a ele, enquanto os soldados marrons interromperam a leva de tiros. Eles preferiram observar a carga do mastodonte mecânico, quando as bocas de seu canhão frontal acenderam por dentro.

Os artilheiros não tiveram tempo de realizar o disparo. Com um grunhido de raiva e em um flash, o Heliot levantou-se do chão para lançar-se sobre o monstro de aço. No último momento, ele se retorceu para acabar de volta ao chão, seus ombros, parte traseira e pés roçando o terreno, e desapareceu debaixo da máquina.

Uma linha quase invisível atravessou toda a altura do tanque, prolongada por um fino raio de luz. Este seguiu a progressão do Ultra até à sua saída pela parte de trás do veículo… saiu seguido de uma explosão que libertou uma grande área cheia de uma massa compacta de guerreiros que antes se protegiam por trás da segurança do tanque pesado. Alguns deles foram arremessados com membros despedaçados, caíram gritando enquanto Braag surgiu, como um demônio, de baixo da máquina de guerra antes de rapidamente subir para o céu.

Seu escudo reapareceu em seu braço direito, e com o esquerdo fez chover morte sobre seus inimigos, cortando um caminho através da horda furiosa.

Ele tinha boas razões para querer distanciar-se rapidamente da máquina. A linha fina persistente da sua passagem lentamente se expandia. O tanque tinha sido cortado ao meio! Uma luz ofuscante surgiu rapidamente ao longo da fenda que surgiu no metal, pouco antes da explosão da máquina eclodir em uma gigantesca bola de fogo. Uma multidão de detritos incandescentes voou da carcaça dizimada, todos eles como mísseis mortais que se direcionava ao enxame em gritos.

Mais para a frente, na vanguarda, a trupe Kollok viu-se reduzida a uma pequena faixa. O exército heliot, agora pronto para tirar total proveito das aberturas dos Ultras, não teve dificuldade alguma em romper sua ofensiva. Um novo borrão azul progrediu contra o aglomerado marrom no meio dos quais arcos de lasers brancos e verdes eram projetados em abundância.

Mais à direita novamente, Led, em dificuldade, foi ajudado pelo grande Dirac. Os terríveis Kolloks caíram como moscas sob o fogo e a fúria do gigante.

No chão, ajoelhado sob um escudo de energia formado como uma meia esfera, Led pressionava a mão contra uma de suas coxas que jorrava sangue a partir de um corte profundo. O fim de sua carreira, decididamente, não era glorioso, disse a si mesmo.

Acima e ao redor dele, Dirac já tinha eliminado uma grande leva, quando um Kollok gigantesco e assustador, posicionado a poucos passos de distância, desafiou o titã.

O predador parecia seguro de si e observou o Heliot se aproximar dele com um sorriso que curiosamente levantou a excrescência vermelha característica de sua raça. O monstro deixou seu equipamento pesado deslizar lentamente para o chão.

A excrescência vermelha nos rostos dos Kolloks tem a particularidade de mudar de cor - de um rosa pálido em repouso, que se tornaria mais e mais vermelho enquanto seu dono ganancioso aumenta a excitação. As marcas faciais deste guerreiro eram de um vermelho tão intenso que parecia luminoso.

Dirac sorriu enquanto também removia os elementos de combate de seu traje. Ele sabia o que o monstro queria, monstro que era maior do que si próprio, o gigante Heliot em pessoa, por uma margem considerável. Ele sabia e pretendia dar-lhe aquilo com muito prazer!

Uma estranha calma de repente reinou dentro do grande perímetro circular que espontaneamente tomou forma no meio do imenso campo de batalha.

Led respirou com alívio. Felizmente estes selvagens gostavam de boas lutas acima de tudo. Esta trégua deve dar-lhe o tempo necessário para parar esta hemorragia irritante. Ele sabia que não devia preocupar-se com seu companheiro, o gigante Kollock não tinha chance!

De sua posição, Lidar olhou para o estranho desdobramento do duelo. Muitos Kolloks tinham aprendido sobre as capacidades fantásticas de Dirac durante as muitas batalhas contra o exército Heliot.

Como todos os Ultras, sua força natural tinha sido beneficiada pela manipulação genética de suas células musculares, destinadas a aumentar o seu já impressionante poder. Este procedimento permitiu-lhe ultrapassar facilmente as habilidades desses brutos mais animais do que humanóides.

O povo Kollok sempre se orgulharam da força e resistência de seus cães de guerra, favorecidos pelo clima severo e a gravidade elevada de seu planeta natal. O fato de eles serem espancados nessas terras por um pequeno ser, irritava-os acima de tudo, e agora era frequente ver os seus melhores guerreiros pressionarem-se para duelar com o gigante Heliot, cujo tamanho era de fato bastante incomum entre o seu povo.

Seus cérebros de aves naturalmente imaginaram-no como o mais forte entre todos os seus colegas.

Enquanto a luta prosseguia com ferocidade, Lidar usou uma chance para olhar o jovem Bose mais à direita. Surpreendentemente, o novato estava absorto em sua própria luta que ele conduzia de maneira inteligente e estava muito longe para ser distraído pela luta improvisada.

O guerreiro Heliot ágil regozijou-se… ele até se permitiu reduzir o seu escudo para libertar as duas mãos para disparar contra os imbecis que se deixavam distrair com a visão das duas montanhas de músculos se jogando um contra o outro selvagemente.

Dirac escapou com habilidade do punho do guerreiro monstruoso, enquanto o seu colidiu com força nas bochechas vermelhas do Kollok. O soco virou instantaneamente a cabeça do Kollok para trás com brutalidade.

Este lentamente levantou a cabeça, sorrindo com sede de sangue, seus olhos brilhavam enquanto ele tocava sua mandíbula doída … antes de qualquer outra coisa, ele parecia realmente feliz em ter à sua frente um adversário digno de suas expectativas.

Dirac não esperou antes de repetir seu ataque, o qual seu adversário recebeu novamente, sem vacilar dessa vez. Em um movimento suave, ele agarrou o pescoço grosso do Heliot enquanto disparava repetidamente o outro punho no estômago de seu adversário com ferocidade. Os golpes com tal poder fenomenal levantaram o corpo maciço do Ultra em cada impacto e cada um deles foram acentuados por gritos selvagens de torcida ao redor de ambos os lutadores.

De repente, as duas mãos do campeão Heliot agarraram as clavículas monstruosas do Kollok. Surpreso, o monstro não teve tempo para entender nada antes de se ver bater no chão, seguido por uma joelhada em cheio sob o seu queixo. A julgar pelo seu rosto ensanguentado, isso parecia um pouco vicioso.

Um grande sorriso irônico adornava Dirac. A estes simplórios cruelmente faltava juízo! Toda vez era a mesma coisa: força em grande quantidade, mas nenhuma técnica, nenhuma arte de combate … arruinando a diversão! Lutar contra meninas como Feyn ou Nim era cem vezes melhor do que lutar contra eles.

Led lentamente levantou sua mão que estava sobre sua coxa lesionada. Não só tinha a hemorragia parado, mas a profunda ferida tinha começado o processo de cicatrização. Certamente, a introdução e a propagação do componente molecular que permitia a transferência de suas células para serem capazes deste pequeno milagre havia sido uma tortura insuportável, mesmo apesar do programa tendo o preparado para passar por essa grande mudança em seu metabolismo… mas ele teve que admitir que valia a pena!

Ele levantou. No instante seguinte, o tecido composto de seu traje de combate também havia reconstruído como que por mágica, para cobrir a ferida curada, parecendo novo outra vez. O guerreiro finalmente tirou o escudo meio esférico. Poderia muito bem economizar sua energia preciosa. Ele permaneceu imóvel enquanto os Kolloks ao redor dispararam olhares sombrios em sua direção.

Ele sabia que se ele ficasse no lugar, eles prefeririam ignorá-lo e seguir a luta de Dirac. Continuar a luta agora parecia se mostrar catastrófico para seu companheiro que não disponha de seu equipamento de combate.

Todas as cabeças se voltaram novamente para a arena improvisada. O Kollok monstruoso tinha acabado de se levantar apenas para continuar, violentamente, o ataque ao forte Heliot!

Dirac bloqueou com uma mão um soco hediondo, terminando assim a investida formidável de seu adversário. Surpreso que tal ataque poderia ser tão facilmente parado, o Kollok permaneceu imóvel por alguns segundos. Então, em um brado de raiva, revelando as impressionantes presas do predador, ele violentamente enviou a outra mão em direção ao local onde a primeira havia sido presa. Dentes, olhos cruéis, que fixavam em linha reta no Ultra, ele estava visivelmente aplicando toda a sua força para fazer ceder o lutador insolente.

Um ligeiro tremor animou o braço de Dirac quando seus músculos se projetavam sob o esforço. Seu rosto encrespado. Sua segunda mão entrou para bloquear e aliviar o braço que o Kollok estava forçando.

A queda de braço entre os dois titãs foi épica! Os músculos de ambos estremeceram enquanto eles lutavam, adornando as veias salientes. Seus rostos cobertos de gotas de suor, no entanto concentrados por uma determinação incrível.

A luta era tanto psicológica quanto física, e embora a necessidade de oxigênio da mecânica de seus corpos tivesse sido empurrada para o seu máximo, ambos foram obrigados a continuar respirando com calma e moderação … sem qualquer momento de alívio que afetasse o braço de ferro.

Todos os soldados que os cercavam observavam sob um silêncio bíblico. Braços começaram a tremer, ombros estremecendo impressionantemente… era impossível neste instante para dizer qual dos dois iria impor sua força ao outro.

Mesmo Braag tinha quase esquecido o seu próprio combate.

Na verdade, o círculo de espectadores deste duelo formidável foi se expandindo, contaminando as tropas em torno deles… continuar o massacre logo seria desleal. Desleal e perigoso para Dirac e Led.

E ele ficou surpreso … surpreso que estes sacos de carne poderiam resistir a força formidável do gigante Heliot. Claramente este guerreiro Kollok foi bem produzido e estava segurando seu espaço com sucesso contra o titã Heliot!

Braag reprimiu um estremecimento. E pensar que a força destes selvagens era tudo o mais natural… não admira que eles tinham conseguido impor um vasto império. Imaginar populações indefesas, todas as mulheres e crianças caídos sob a tirania dessas hordas selvagens, foi bastante revoltante!

Mas para o momento, dois homens estavam muito longe de tais considerações. Dois blocos de força bruta, mãos entrelaçadas queimando uma na do outro. Mãos esmagadas por uma pressão enorme, incomensuravelmente dolorosa… mas isso não era nada em comparação aos fluxos de fogo queimando dentro de seus corpos enraivecidos neste corpo a corpo digno de semi-deuses.

De repente, as varas de braços musculosos começaram a dobrar …

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu