DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

DBM Universo 19

Escrito por Foenidis

Adaptado por Pedro Muricy

Esses guerreiros em armaduras, participando lado a lado com Goku e seus amigos, de onde eles vieram? Qual é sua história?
Descubra como tecnologia e bravura pode ser o coquetel do sucesso do universo atípico dos heliotes, cujo destino caiu mais de uma vez em tragédia.

12345
[Chapter Cover]

Traduzido por Pedro Muricy


A extremidade de uma espessa cauda rosa com ponta roxa bateu no chão ritmicamente. O som da abertura de uma câmara interrompeu as marteladas rítmicas. Um grupo de homens poderia ser visto entrando no quarto em silêncio… silêncio que permaneceu mesmo após o portador da cauda decidir virar depois de vários minutos e ainda ficar sem o menor sinal de movimento.

O déspota não estava com um bom humor, e ainda esperou alguns momentos, caminhando lentamente ao redor da sala, com as mãos atrás das costas, antes de quebrar o silêncio religioso.

— Bem, aqui estão eles!

Ele parou de ignorar os três homens em sua frente.

— Parece que vocês finalmente decidiram voltar para o rebanho.

O menor dos três tentou falar:

— Nós-

Interrupção imediata.

— Silêncio! Não lembro de te dar permissão para falar!

Freeza retomou sua marcha em uma demonstração de seu aborrecimento, resmungando:

— Sayajins ... O que pode ser mais insolente do que macacos?!

Embora nenhum deles tivesse feito sequer o menor movimento, o olhar nos rostos dos três demonstrava a irritação sobre o insulto.

Visivelmente insatisfeito, Freeza continuou:

— Zarbon!

Ao ouvir seu nome, o lutador de tranças correu para o console para pressionar um botão. O zumbido de uma gravação ressoou.

A voz de Raditz podia ser ouvida:

— Você não é um Terráqueo! Você é um guerreiro Sayajin ... um membro da raça mais poderosa do universo!

Os rostos de Freeza, Zarbon e Dodoria estavam praticamente divididos pelos sorrisos sarcásticos que fizeram, sublinhada pela risada do lutador rosa obeso.

— E eu sou Raditz ... o seu irmão mais velho! a gravação continuava.

Zarbon apertou um botão para avançar antes de reativar o áudio.

Voz de Raditz:

— Nós três recentemente descobrimos um planeta que sabemos que pode ser vendido a um preço muito alto. Os moradores, no entanto, são poderosos. Mesmo três Sayajins podem ter alguns problemas. Ah, mas quatro de nós ...!

Referindo-se a seu subordinado, Freeza ordenou-lhe para parar a gravação.

O déspota retomou sem interromper seu ritmo:

— Há algumas perguntas que eu amaria ter as respostas:

— Primeiro: Quem lhe deu permissão para buscar este quarto sobrevivente?

— Segundo: Desde de quando é bom me fazer de tolo ?!

A cauda do alienígena estava batendo no chão, irritado, e sem dar aos três o tempo para reunir a coragem de falar, ele gritou: «CONTINUE! »

Zarbon apressadamente reproduziu a gravação de voz de Raditz com os gritos de uma criança em segundo plano:

— Eu tentei motivá-lo, mas eu não conseguia fazê-lo ceder. Um desperdício do nosso tempo; sem cauda, sem combatividade, um verdadeiro perdedor! Ele até tentou lutar contra mim cooperando com uma espécie de lesma verde ambulante, então eu eliminei ambos.

Uma vez que os gritos não cessaram, o Sayajin começou a falar irritado:

— Você pode calar a boca ?!

O som de uma explosão de ki de repente pôs fim à voz infantil.

— Não tenho nada a fazer aqui, eu vou voltar.

Zarbon parou a gravação.

— Assim, não só você saiu em uma aventura de interesse próprio, mas também parece que você matou sem a minha permissão, disse calmamente o tirano. Bem?! Estou esperando! ele gritou, com os olhos injetados de sangue fixados em Raditz.

— Eu ... gaguejou o homem com o maior cabelo dos três.

Mas Freeza de repente calou-o com um tapa, que fez o Sayajin perder o equilíbrio, apesar de sua posição sólida no chão. Uma vez de volta na posição, de cabeça baixa, com o nariz e os lábios sangrando.

— QUIETO!! bradou o pequeno alienígena.

O que somente ele sabia era que este quarto Sayajin não tinha sobrevivido por puro acaso, mas na verdade ele tinha sido enviado por sua ordem, a mesma ordem que tinha dado para Vegeta ... mesmo o tirano acabando esquecendo completamente sua existência. As habilidades do pai do sobrevivente tinha levado os cientistas a monitorá-lo . Seu poder de luta não parou de aumentar a cada missão que prosseguia.Quanto ao outro sayajin, esperava uma vez que Vegeta tinha atingido a idade adulta que o príncipe se dedicaria a sua ambição. Mas,apesar do seu poder de luta colocá-lo na liga da sua guarda de elite, havia provado que estes macacos eram incapazes da verdadeira lealdade fora de sua comunidade, mesmo se erguido e condicionado a partir de uma idade jovem! Freeza tinha a esperança de ver os dois inutéis no espaço morrerem em batalha, mas sua resistência também tinha sido provada! Ele deveria ter matado eles, juntamente com o resto dos macacos. Era tarde demais, e Vegeta nunca poderia ser confiável agora. Talvez pudesse ter sido diferente com o sobrevivente completamente isolado. No entanto, ele nunca mais vai ser conhecido devido à falta de disciplina demonstrada por estes degenerados insuportáveis!

Ele então se dirigiu a seu subordinado:

— Você vê agora, Zarbon, o que acontece quando você decide ser generoso?

O tirano soltou um suspiro pensativo.

— Você tem a bondade de coração para acolher macacos sem-teto, para levá-los sob sua asa, para alimentá-los, para colocar a sua confiança neles e o que você recebe em troca?

De repente, ele mudou de tom, rosnando, batendo no chão com o rabo de raiva de novo, para dirigir o ponto de sua raiva:

— Um trio de macacos inúteis que pensam que podem sobreviver por conta própria!

Com ódio enchendo sua garganta, ele continuou:

— Traidores liderados pelo último de uma raça de idiotas ... são aqueles aos quais eu tenho como funcionários!

Nappa imediatamente reagiu ao insulto, pronto para atacar o tirano, que foi parado por gritos de Vegeta:

— Ninguém fala assim com nosso-

— Nappa!

Mas era tarde demais!

Freeza já tinha agarrado o alto guerreiro pela garganta, que, paralisado pelo aperto gelado do tirano, estava preso com uma expressão de agonia no rosto.

Vegeta cerrou os dentes e apertou os punhos. Ele não foi rápido o suficiente para parar seu companheiro impulsivo, e vendo-o à mercê do déspota fez ferver de raiva que mal podia conter. Freeza olhou para ele como Nappa, que ainda asfixiava, fazia o seu melhor para não dar para trás, com as mãos cerradas no ar.

Após um grunhido final, Vegeta fechou os olhos para falar com a cabeça baixa:

— Por favor, perdoe o comportamento de Nappa, meu Senhor. Ele também pede seu perdão.

A satisfação pôde ser visto no rosto do tirano, sorrindo para Dodoria e Zarbon, também testemunhas da cena:

— Desculpas ... Você ouviu isso? Príncipe Vegeta está se desculpando em nome de seu macaco de estimação.

De repente, ele lançou o lutador alto, que foi recuperando o fôlego de quatro aos pés do pequeno alienígena.

— Muito bem, eu vou aceitar suas desculpas ... por enquanto!

Com a cabeça inclinada, ele continuou com o som de ameaça repetindo suas palavras:

— Mas não repita essa transgressão!

— Como quiser, Mestre! apressadamente respondeu Vegeta, sem levantar nem cabeça,nem olho.

— Bom! Eu estou contente que nós estamos de acordo ... respondeu Freeza, soando tão brincalhão como o cara ao lado, antes de mudar para um tom muito mais sinistro:

— Mantenha os macacos controlados da próxima vez!

Depois de mais um período de silêncio, ele retomou seu tom neutro, com um sorriso de ironia juntamente com seu olhar vermelho-sangue.

— Depois de estar realmente satisfeito com o seu show de humildade ... Eu estou disposto a dar-lhe a chance de pagar a sua conta. Eu quero esse planeta, e vocês três vão conquistá-lo de acordo com as minhas ordens!

Ele abaixou-se, vestindo um olhar de maldade, para encarar Vegeta em particular, que apesar de sua contenção admirável não poderia conter o olhar maldoso com que observava o tirano.

— Eu sei que você não é o tolo o qual esperava que eu acreditasse ... você e seus dois macacos de estimação vão derrotar este povo pretensioso, sem fazer sequer um arranhão no seu sistema de anel e sem matar seus cientistas . Ficou claro?

Murmurando, saindo pela tangente:

— Galasir acredita que Helior pertence a ninguém menos que o próprio ... que idiota! Eu fui errado em permitir que ele formasse o seu império sem vigilância apertada ... Achei que aquela parte da galáxia era sem valor,e sabe,ele acha que é governante de si próprio! Mas em breve vou ter o tempo para lidar com seu caso pessoalmente! Minhas fontes me informaram que ele era impotente diante dos Heliotes. Achei que ele tinha uma força mais formidável do que isso; sucedendo com apenas um punhado de homens, onde ele mesmo falhou uma vez e outra com hordas de bestas irracionais,que certamente pôs fim a sua arrogância ...

O pequeno alienígena começou a rir histericamente antes de continuar.

— Antes que possamos pregar suas entranhas em seu próprio trono ... Vou aproveitar esta oportunidade para matar dois coelhos com uma cajadada só. Não só eu serei capaz de aproveitar as riquezas do planeta, mas também vai ser o centro do meu novo reino.

Ele endireitou as costas, agora realizando uma faísca de luxúria em seus olhos.

— Então, assim que tudo estiver feito, você vai conquistar a minha base de estar junto a Cui ... desta vez, sem fazer o menor desvio!

Raditz imediatamente protestou:

— Cui não é um Sayajin!

Freeza mal podia ser ouvido quando a cauda bateu no chão com tanta força que rachou a superfície com o choque, um gesto que sublinhou o tom ameaçador de sua voz:

— Vegeta ... eu pensei que tinha sido claro ...

Vegeta baixou ainda mais a cabeça, com Nappa e Raditz encontrando dificuldades para mascarar sua dor com a situação.

— Ele vai fazer o que o você quiser, meu senhor.

Aproveitando a breve silêncio que se seguiu a resposta submissa do príncipe ajoelhado, Zarbon tímido sugeriu:

— Pelo que podemos ver com o mais recente processador Intel, as Forças Especiais Ginyu seria mais recomendável ...

A voz do tirano forçosamente interrompeu novamente. O lutador de pele azul apressadamente olhou desculpando-se.

— Eu não quero ouvi-lo !!

Estou ciente de que o capitão Ginyu gostaria de embarcar nesta missão, mas eu sou o único que toma as decisões aqui! Estou testando minha confiança nesses macacos... Então, ou eles conquistam com sucesso o planeta e provam o seu valor como parte do meu exército, ou morrem, como os macacos inúteis merecem ... estou entendido?

Freeza de repente virou de costas para eles, sem se preocupar com as consequências do insulto.

— Uma vez que já não posso confiar em você, enviarei vocês três com Cui ... sem mais desvios do objetivo.

Em seguida, ele rosnou:

— Não tenho necessidade de dizer-lhe que, se você falhar, Cui será o único a voltar com sua vida! Já vi o suficiente de vocês, ele terminou.

Imediatamente, todos os cinco homens estavam de pé, mostrando-se até a porta sem a menor palavra.

— Vegeta! De repente ressoou a voz de Freeza.

O Saiyan estava em pé no meio da sala. Enquanto ele não movia um músculo, ele tentou o máximo possível não perder de vista o tirano que foi lentamente caminhando ao redor dele, com as mãos atrás das costas.

— Você me decepcionou, Vegeta ... E eu não estou referindo-se ao desvio sórdido de seu subordinado ...

Você vê, quando eu levei você sob minha asa, bem, temos que chamar as coisas como elas realmente são, agora, não deveríamos? ... Quando eu levei o jovem príncipe que você era, sem o seu planeta ou povo, sob a minha asa, eu pensei que o seu potencial produziria resultados muito mais promissores do que o que eu vejo hoje ..

Mas, infelizmente, mesmo crescido, você só fez progressos ... que ficam aquém das minhas expectativas.

Se eu poupei você, foi porque você e seus macacos mostraram-se ser um pouco útil, para não mencionar o fato dos três terem a audácia de me olhar no olho sempre que uma ordem é dada a você. Devo admitir que me divertiu ...

De repente, sem o menor aviso, Freeza dobrou o Sayajin ao meio com um golpe terrível no estômago antes de pegá-lo pelos cabelos.

—  ... Isto é, até agora, como você já deve imaginar.

Freeza enfatizou suas palavras com um chicote de sua cauda que enviou Vegeta voando a uma falha contra a divisão metálica. Ele rapidamente voou para ele a martelar-lo ainda mais no aço.

— É bom que você aprenda a respeitar seus superiores!

Encurralado, Vegeta de repente bloqueou um dos muitos socos que choveram sobre ele.

Freeza foi surpreendido pelo gesto antes de comentar:

— ?! Um reflexo defensivo ... Alguém realmente precisa lembrá-lo de seu lugar!

Ele vigorosamente pegou o Sayajin por sua armadura de batalha para jogá-lo para o outro lado da sala. Encarando-o imediatamente , ele martelou-o no aço com os punhos em fúria novamente. Rapidamente, o guerreiro abatido começava a vomitar sangue, como as rachaduras nas paredes expandiu sobre a superfície blindada.

Em um ponto, no entanto, a duração da sessão de tortura provavelmente sentia contrários pontos de vista, Freeza finalmente parou seu punho para assistir a vítima desmoronar no chão de quatro, uma mão segurando seu estômago, dobrado sob a dor intensa .

No entanto,o torturador não parecia estar satisfeito até o momento. Ele agarrou um dos tornozelos do príncipe com sua cauda para levantá-lo e, literalmente, bate-lo contra o chão. Os azulejos rachados sob o impacto formidável. Freeza levantou-o novamente para continuar batendo na esquerda e na direita, espalhando pedaços de armadura e vômitos de sangue em toda a sala.

Ele então levantou o corpo pendurado de seu escravo ensanguentado para examiná-lo.

Os olhos do príncipe Sayajin agora estavam fechados e sua cauda, que já não tinha forças para ser enrolada na cintura, balançava descuidadamente com o cabelo despenteado.

O déspota lançou o guerreiro que caiu no chão danificado. Quando o Sayajin ferido inclinou a cabeça para cima, o tirano firmemente bateu o pé sobre seu peito, logo após tê-lo virado.

A pressão sobre o peito de Vegeta era insuportável. O Sayajin tentou ir para trás para pegar um fôlego, mas não encontrou nenhuma chance de conseguir isso ... outra avalanche incessante de golpes privou de um segundo sequer restante! A cauda poderosa chicoteava seu rosto uma vez para um lado e outra para o outro, enquanto era surrado cruelmente, acima dele, seu algoz com calma apreciando o espetáculo,com os braços cruzados.

Quando a onde de golpes de Freeza finalmente cessou, sua cauda estava vermelha do sangue de sua vítima, abundante da surra horrível que ele tinha infligido a Vegeta. O mesmo estava completamente inerte, além dos sinais básicas da vida de seus dedos trêmulos.

Seu algoz, sacudindo o sangue contaminado fora da porção violeta de sua cauda em desgosto. Depois de um rosnado, ele murmurou:

— Suponho que se há uma coisa em que esses macacos são bons, é a sua resistência ...

Dodoria! ele chamou, gritando.

A escotilha abriu imediatamente antes da figura imponente do lutador rosa.

— Limpe essa bagunça e deixe-me saber, quando ele estará novamente operacional.

Sem uma palavra, Dodoria agarrou o Sayajin inconsciente por um de seus pés para arrastá-lo negligentemente pelo chão. Foi só depois que ele chegou ao corredor, longe das orelhas do tirano, que ele resmungou para si mesmo, reclamando que sua carga deixou uma trilha de sangue atrás de si:

— Precisando de um soldado da minha classe para arrastar este pedaço de lixo, essa é a minha sorte! Se apenas eu pudesse ter sido o único a ensinar-lhe a lição, mas não, eu nem sequer obtive esse prazer. Esse simplesmente não é o meu dia!

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu