DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 7, Capítulo 33.

PARTE 7: A TÃO ESPERADA PAUSA PARA O ALMOÇO!

Capítulo 33

Traduzido por Rafael


No espaço do Universo 9, Kuririn, que fora um dos participantes na última rodada da primeira metade do torneio, parecia estar bem calmo. Sua presença e sua sabedoria eram sentidas por todas as pessoas ao seu redor, mesmo assim ele estava ansioso. Ele conversou bastante com seus amigos sobre os altos e baixos do torneio, e havia descrito muitos de seus antigos inimigos.

No universo 8 estava Coola. No passado, Coola fora um oponente formidável! Kuririn e seus amigos haviam de algum jeito conseguido derrotá-lo, porém eles estavam confusos com o fato de que ele tinha um irmão mais novo, Freeza, de quem eles nunca ouviram falar. Mas eles estavam certos de que poderiam derrotar Freeza. Terríveis inimigos, totalmente!

"Felizmente, eu tive de lutar contra Salza..." pensou Kuririn, abaixando sua cabeça ligeiramente. Ao seu lado estava Tenshinhan, de braços cruzados. Ele esperava enfrentar alguém em breve, de preferência Yamcha. Ele sorriu quando encontrou o olhar de seu amigo, ambos pensando a mesma coisa. Se eles lutassem, seria muitíssimo interessante! Se Tenshinhan não pegasse Yamcha, haveria muitos outros oponentes interessantes, assim como os participantes com tecnologia altamente avançada do Universo 19, a gangue de Bojack e o gigante do Universo 7. Com a força bruta, resistência e técnica de Tenshinhan, ele era certamente superior a muitos lutadores.

Um mesa finalmente apareceu vinda do chão, a qual indicava que suas refeições chegariam em breve. Yamcha, Kuririn, Tenshinhan e os outros Terráqueos de seu grupo se sentaram lá. Yamcha se sentou em uma das pontas da mesa. Eles aproveitaram a oportunidade para conservarem uns com os outros.

"Bom trabalho contra Salza!" Yamcha disse com seu sorriso fiel. "Foi incrível comparado ao trabalho que ele nos deu da última vez!"

"Obrigado!" ele respondeu com uma voz ligeiramente envelhecida. "Mas na próxima rodada, eu vou lutar com esse Tapion, e já que ele não lutou nessa rodada, eu não sei nada sobre ele."

Yamcha olhou para o Kaioshin. O Deus dos Deuses! Ele certamente seria um desafio se alguém do grupo tivesse de lutar contra ele.

"Eu entendo, Yamcha," disse Tenshinhan enquanto olhava para ele com seus três olhos e sorria. "Sempre o primeiro a correr para o perigo em velocidade máxima. Nós deveríamos realmente resguardar as nossas energias.

"Faça como quiser!" Yamcha respondeu. "Eu não vou lutar discretamente. Eu quero brilhar!"

"Você diz isso porque você acredita que é mais forte do que Tenshinhan!" disse Kuririn.

"Esse pode muito bem ser o caso!"

"Nós não lutamos há um bom tempo até agora! Você verá muitas surpresas vindas de mim!" Tenshinhan disse.

"Eh..." disse Yamcha. "Eu preferiria que não tivéssemos que lutar uns com os outros em breve, ou sermos eliminados muito cedo. Se nós não perdermos, isso seria uma chance maior de nosso universo vencer."

Ninguém disse uma palavra. A questão estava resolvida. Se Kuririn derrotasse Tapion, ele certamente enfrentaria Cell, e após ver sua performance espetacular contra Daburá, seria muito difícil derrotá-lo. E talvez Freeza, e então Vegeta! O último vencera facilmente sua luta, vencendo sua contraparte Oozaru como se não fosse nada.

"Eu percebi, que muitas pessoas possuem contrapartes," disse Yamcha.

"Como o Trunks do Universo 12. Ele é idêntico ao nosso," disse Tenshinhan.

"Há também dois Trunks no 16 e no 18," disse Kuririn. "Vocês acham que todos eles são filhos de Bulma?"

"Isso não seria uma surpresa," disse Yamcha. "Nós teríamos de perguntá-los."

"Há também duas Videls no 16 e no 18, idênticas à nossa," declarou Kuririn.

"Eu me pergunto se elas estariam participando," disse Yamcha.

"Eu também. Aquele Saiyajin estranho que me cumprimentou como um amigo depois da minha luta era do Universo 18. Ele era como se fosse um Saiyajin gentil. Difícil de imaginar," disse Kuririn.

Os Vargas trouxeram uma variedade de bebida e as colocaram na enorme mesa. O trio de poderosos guerreiros começou a comer com seus pauzinhos, enquanto o resto das pessoas na mesa usaram garfos e colheres.

"Você pode sempre mudar as atitudes de alguém com o tempo... Parece que foi ontem que Tenshinhan era um completo babaca," começou Yamcha.

Tenshinhan mal piscou e então continuou com sua bebida. E então sorriu.

"Os Trunks de nosso Universo e do Universo 12 não são muito parecidos?" perguntou Kuririn.

Yamcha ficou em silêncio por um momento. Ele sabia aonde é que seu amigo queria chegar. Trunks do 9 e Trunks do 12 pareciam muito similares, como irmão de fato, mas com o mesmo nome. O Universo deles teve uma visita do Trunks do Universo 12, antes do torneio, e ele havia dito que era filho de Bulma também. E então eles o assistiram derrotar Coola como se não fosse nada.

"Quando Trunks do 12 se transformou em um Super Saiyajin, eu fiquei surpreso. Ele era tão legal, e no fim das contas ele era um desses terríveis Saiyajins!" disse Tenshinhan.

Yamcha olhou para Tenshinhan com uma cara de surpresa. Kuririn começou a gargalhar, mas então engasgou com sua comida e aquelas gargalhadas se transformaram em algumas tosses.

Yamcha de repente cerrou seu punho e trincou seus dentes.

"Se um daqueles monstros estuprou Bulma, eu vou matá-lo! Dane-se se eu quebrar as regras!" gritou Yamcha.

"Se acalme Yamcha, se acalme. E se Bulma e esse Saiyajin gostam um do outro? Bulma poderia gostar de qualquer um. Ela tem um enorme coração atrás daquele belo par de..." Kuririn parou.

"Cough, cough!" disse uma voz próxima ao velho mestre.

"O que foi Trunks? Você está se engasgando com a comida?"

"Você poderia parar de falar bobagens, por favor Mestre Kuririn? Enfim, o que aconteceu em outros Universos não é de nossas contas," respondeu Trunks.

"Sim, é melhor não falarmos sobre isso," disse Videl que estava sentada em frente à Trunks, pensando sobre a reação de sua contraparte quando sua filha que estava competindo morreu.

Kuririn entendeu e ficou sério. Eles comeram em silêncio até a conversa tomar um novo rumo.

"Vocês acham que o próprio Babidi está participando do torneio?" Tenshinhan perguntou.

"Bem, não há riscos," respondeu calmamente Kuririn quando Yamcha assentiu.

Tenshinhan se viu olhando para Babidi, e examinando Cell. Mais cedo, durante a sua luta contra Daburá, ele usou o Taiyoken. Como ele poderia saber usá-lo? Será que ele sabia outras técnicas que Tenshinhan inventara? A pergunta se estendia à outros competidores. A garotinha que fora morta por Bojack sabia o Kamehameha, a técnica favorita de Mestre Kame, e agora de Kuririn...

Tenshinhan olhou para a sua direita. O Universo 10 estava vazio, mas as lutas lutas ainda estavam valendo, então Yamcha poderia vencer a primeira rodada sem ter de lutar! E então ele olhou para o décimo primeiro, assistindo Babidi conter Buu.

Babidi e Buu comiam na mesma mesa, enquanto Daburá estava no chão, morrendo. O feiticeito estava ignorando o demônio que morria. Ele havia perdido, e agora ele estava sofrendo as consequencias. Talvez tivesse sido melhor se ele simplesmente tivesse morrido de imediato! Majin Buu estava muito alegre. Com seu grande espírito, Buu transformou toda a sua comida em doces, assim como fizera sua contraparte do Universo 4. Ele não somente transformou sua própria comida, ele também transformou a de seu mestre! Babibi odiava isso. Apesar de suas ordens, Buu simplesmente transformara todos os pratos em besteiras açucaradas! Tudo se tornara uma pilha de doces, ele sempre as devorava.

Babidi tentou pará-lo com seus poderes, mas o Djinn era muito poderoso! No fim das contas, ele teria de usar a frase que ele mais odiava.

"Se acalme Buu ou eu vou te colocar de volta no casulo!" gritou Babidi.

Buu de acalmou imediatamente. Ele não comeu nada, porém fez uma careta, cruzou seus braços, e ficou vermelho de raiva. Mas que criança malcriada!

As atitudes de Buu divertiam Trunks do Universo 12. Ele comia calmamente sua refeição, enquanto #16 estava em silêncio, assim como de costume, com seus braços cruzados, como se estivesse adormecido. Não era como se ele não apreciasse a presença do andróide, mas ele queria poder estar com seus amigos do universo 16, ou do 18. Lá havia o Goku, e seu pai Vegeta, apesar de que Vegetto parecia ser muito diferente dos dois.

Trunks havia feito a sua escolha, a de que ele iria comer a sua sobremesa, com seus amigos do 18, se eles o permitissem. É claro, Trunks sabia que eles não iriam negá-lo um lugar. Sua próxima luta seria contra seu pai. A última luta real entre eles acontecera na Sala do Templo, antes do Torneio de Cell. Hoje, Trunks estava dez anos mais velho, e seu pai estava mais de vinte anos mais velho. O quão forte ele poderia estar agora? Trunks ainda tinha uma surpresa ou outra. Mas ele também pensou em Gohan, retornar para seu junto de seu ex-mentor e de seu pai lhe daria um enorme satisfação. Ele pensou que não seria a hora certa de cumprimentar seus amigos do 16 porque Gohan havia perdido sua filha... Trunks teria de passar por eles para chegar até o 18º universo.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu