DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 6, Capítulo 30.

PARTE 6: A PRIMEIRA LUTA FATAL DE PAN!

Capítulo 30

Traduzido por Rafael


No ringue, os dois capangas de Salza vieram para assisti-lo, cada um pegando um pedaço de seu corpo, e trazendo-o de volta para o Universo 8. Os membros de elite das Forças Especiais Ginyu estavam estupefatos. Mesmo que eles tivessem perdido, pelo menos eles estavam inteiros! Ao mesmo tempo, Freeza começou a discutir com Coola. Após a derrota de seu irmão, ele podia criticá-lo com facilidade, e ele nunca iria se privar de tamanho momento...apesar de que, de novo, o pai deles, Cold, teve que separá-los.

Enquanto isso, Kuririn caminhava lentamente de volta para a varanda de seu Universo. Atrás dele, alguém que achava ele o era familiar o chamou:

"Kuririn! Ei! Kuririn!"

Virando-se para trás, o pequeno homem barbado se perguntou porque essa pessoa o chamara - especialmente uma pessoa com um cabelo estranho e corpo musculoso. Era obvio: essa pessoa era um Saiyajin. Desconfiado, mas longe de estar com medo, ele caminhou na direção dele. O Saiyajin tinha um leve sorriso, o que era estranho.

"Hum, e quem é você, Saiyajin?" o velho homem perguntou.

"Sou eu, Goku! É muito legal ver você participando! Você também se tornou um velho mestre! Você alcançou seu sonho de se casar?"

"Você fala comigo como se eu fosse seu amigo..." sussurrou o homem careca.

Goku ficou surpreso. Ele não tinha nada a dizer enquanto olhava para a contra-parte de seu melhor amigo. Kuririn olhou para o Universo 18.

"Eu não conheço você, mas eu conheço o seu amigo Saiyajin."

"Você quer dizer Vegeta?"

"Eu até mesmo conheço Piccolo, uma pena que a maioria dos universos contenham tantos monstros..."

"Monstros? Piccolo não é mal," tentou dizer Goku.

Mas Kuririn não parecia ter acreditado nele e continuou: "Saiyajin, Demônios, Império de Coola, Andróides, Babidi. Esse local me dá arrepios!"

Ele virou suas costas para Goku, e prosseguiu de volta para o Universo 9, aonde Yamcha e Tenshinhan estavam o esperando.

O Saiyajin apenas ficou parado lá por um momento. Ele se perguntava o que aconteceu com Kuririn. Ele certamente tomou o lugar do Mestre Kame, mas ele não o conhecia. Mesmo assim ele era amigo de Yamcha e Tenshinhan, e em seu universo, foi por causa de Goku que eles se conheceram. Talvez no Universo 9, Goku ainda vivesse nas montanhas? Ou talvez Bulma nunca tivesse ido até a casa de Goku procurando pelas Esferas do Dragão? Ou ele foi morto antes de conhecer o Mestre Kame? Ou, havia sempre a possibilidade de que seu Avô Gohan nunca tenha lidado com ele ou nunca tenha o encontrado. As possibilidades eram infinitas.

Então, um anuncio fora feito por um dos Vargas:

"Nós terminamos a primeira metade das 32 lutas. Nós agora iniciaremos uma pausa para o almoço."

Através do estádio, participantes e espectadores estavam mais ou menos com fome, e eles esperavam por uma pausa para almoço muito antes, com muita impaciência. Ao mesmo tempo, os organizadores não haviam anunciado as lutas seguintes. Goku retornou para seu universo, ansioso para ter uma boa refeição. Seu primeiro filho estava esperando por ele.

“Sobre o que você conversaram?” Gohan perguntou curioso.

“Não muito,” o salvador da Terra respondeu.

“Por quê?”

“Hum, bem, ele não me reconheceu...”

“Sério?”

A pequena informação surpreendeu Gohan. Desde sua infância, especialmente quando viajou com Kuririn e Bulma para Namekusei, eles haviam conhecido uns aos outros. Goku havia o contado tudo sobre suas aventuras com Bulma, Yamcha, Tenshinhan, Oolong, e Piccolo. Sempre pareceu óbvio que a força que criou os Guerreiros Z foi o seu pai. Sem Goku, então eles não teriam ido até Namekusei, e Kuririn não teria tido seu potencial liberado pelo Grande Patriarca. Tenshinhan e Yamcha não teriam ficado tão fortes se eles não tivessem treinado com o Senhor Kaio, o qual eles conheceram através de Goku. Então, o que fez Kuririn ficar tão forte, até mesmo forte o bastante para derrotar Salza tão facilmente?

"Ele também conhecia Vegeta e Piccolo," apontou o Super Saiyajin.

Isso parecia ainda mais estranho para Gohan. Naquele tempo, Piccolo Daimao fora derrotado por Goku, e então ele lutou contra Nappa e Vegeta, e se um Saiyajin diferente foi enviado para Terra? Será que isso causou todas as mudanças? Será que Kuririn derrotou Piccolo Daimao então? Será que ele enfrentou Raditz? Gohan não teve mais tempo para pensar sobre esse assunto sem fim.

"Pronto! Nós finalmente preparamos as mesas. Vocês agora podem comer," disse o Varga responsável pelo universo deles.

De fato, atrás de Gohan havia uma larga mesa. Os Vargas estavam colocando os pratos, utensílios, e a comida, suficientes para o número exato de pessoas no Universo 18.

Gohan começou a olhar ao redor. Na primeira área, ele podia ver os Kaioshins. E então, os participantes do Universo 2 vieram para fora de sua porta, ou pelo menos a maior parte deles; Gohan não reconheceu nenhum deles, e nem Piccolo, mas Son Goku sim.

"Ei! É a Arale! Ela e eu nos conhecemos quando nós éramos crianças! Ela era mais forte do que eu naquela época. Mas por quê ela está lá?"

Além de Arale, havia um pequeno homem que tinha um estilo de cabelo igual ao de um Super Saiyajin, e uma vestimenta de batalha, mas a cor era muito diferente. Ele também tinha chifres em sua cabeça, os quais o faziam parecer como um diabinho. E então, uma terceira pessoa apareceu. Ele parecia-se como um gato, bem azul, com orelhas gigantes e um sorriso de orelha à orelha. Ele não parecia muito impressionante. Muitas outras pessoas também estavam lá: Um homem-raposa com uma cauda peluda, um homenzinho vestido como Super-homem, uma garota com cabelo multicolorido, um pequeno vampiro-lobisomen-coala, homenzinhos redondos que lembravam maças com antenas em suas cabeças com duas presas enorme salientando-se de suas bocas (Eles pareciam ser apenas um cabeça), outros animais que andavam sobre duas pernas, ou homens-animais... Eles tinham orelhas pontudas afinal. Além de Arale, não havia ninguém que nossos amigos foram capazes de reconhecer.

Gohan continuou. No Universo 3, os Guerreiros Z apenas reconheceram Tapion, mas também havia mais alguém, se esgueirando nas sombras. No Universo 4, estava Buu. O Universo 5 estava completamente vazio. O Universo 6 tinha uma parte para a Gangue do Bojack e outra para as "Garotas de Kat", a forma como elas passaram a serem conhecidas. No Universo 7 sentava o Super Namekuseijin. No Universo 8 estava lotado com a família de Freeza e seu pequeno bando de soldados. E então havia os humanos no Universo 9, porém os Vagas pareciam estar preparando a mesa grande o suficiente para apenas três pessoas. O resto dos universos permaneciam o mesmo...Sem lutadores novos...

Enquanto Uub, pan, Goten, Goku, Vegeta, Bra, Videl, Piccolo, e Trunks estavam escolhendo aonde sentar, um Varga roxo se aproximou deles.

"Eu vou anotar seus pedidos," anunciou a criatura que lembrava uma ave.

"Oh! Eu vou querer isso e isso aqui!!," gritou Goku enquanto olhava para as fotos no menu." Oh! E isso aqui também!"

"Qual o tamanho você gostaria, senhor? Nós temos pequeno, médio, grande e gigante. Nós sabemos que os lutadores aqui são grandes comedores, tanto que os tamanhos pequenos são bem decentes."

"Hum... Eu vou querer um... grande," pediu Goku.

"Não," disse Gohan. "Ele não quer um grande, ele quer um gigante."

"Hum... Eu acho que você não entendeu," respondeu o Varga. "Gigante, e até mesmo grande, é muita coisa. Nós criamos esse tamanho para participantes gigantes, como o Namekuseijin com quase 2 metros e meio ali. Eu tenho certeza que ele iria querer esse tamanho. Vocês parecem ser do tipo médio... Ah! Eu entendi! Você estão pedindo para a mesa inteira!"

"Não, não," disse Gohan. "Gigante para ele, para mim, e Vegeta. Alguns copos de água para Piccolo, e um gigante para Goten e Trunks também. Eu acho que Bra vai querer um grande, e um grande para Uub e Pan também, e um pequeno para Videl."

O pequeno pássaro ficou surpreso. Um grande para aquela garota magricela que mal era maior do que ele e um grande para uma garota ainda menor que era do seu tamanho! Para ele, a quantidade de comida que vinha em um pequeno seria o suficiente para o alimentar por 2 dias!

No final, o povo do Universo 18 escolheu o que eles queriam, porém os Vargas tinha que preparar tudo aquilo em tão pouco tempo, e na audiência, havia milhões de pessoas lá que eles teriam de alimentar também...

O Varga foi até seu centro de comando, e alguns minutos depois, toda a comida chegou. Piccolo se sentou no final da mesa (sua capa poderia atrapalhar...). Trunks e Goten sentaram-se próximos um do outro, mas geralmente davam risadinhas ou brigavam, então Vegeta os separou ao colocar Bra entre deles. Trunks se vira entre sua irmã e seu pai, e Goten estava se sentando entre a irmã de seu melhor amigo e Piccolo, que nunca brincava.

Uub e Pan se sentaram próximos um do outro, do outro lado de Trunks e Goten, e Gohan e Videl tomaram os últimos dois assentos.

No centro de controle, havia Vargas agitados em toda a parte atendendo aos lutadores e aos espectadores, sem mencionar todos os problemas com a gravidade artificial e mecânicos. Então, um líder Varga, um pouco maior do que os outros, recebera alguns relatórios. E então, um Namekuseijin viera o visitar.

"Tudo está indo sem problemas," disse o Namekuseijin.

"Eu sei, eu sei..." o chefe respondeu.

"Não houve nenhum embate entre os universos," disse o Varga, enquanto se levantava." Eles parecem estar seguindo as regras."

"E sobre os mortos e feridos?"

"Alguns deles se recusaram em receber nossos cuidados, como o participante do Universo 11, que está quase morrendo."

"Nós não podemos forçá-los..."

"Há três mortos até o momento, senhor."

"As esferas do dragão estão preparadas?"

"Sim, e elas estão seguras. Não deve haver problemas."

"Bom. Isso é tudo?"

Bem, há dois Namekuseijins nos Universos 16 e 18 - contrapartes - que vieram ao nosso encontro no Universo 10 para falarem sobre o participante congelado."

"É mesmo? Eles o conhecem? Ou eles são apenas curiosos?"

"Eles alegam terem lutado contra ele no passado. Apesar deles terem tentado esconder, eles pareciam um pouco assustados. Eles nos recomendaram a não descongelá-lo."

"Quais são os nomes deles?"

"Piccolo. O nome do homem congelado é Broly."

"Broly? Certo então, nós vamos usar esse nome na partida. Vá contar aos Kaioshins sobre isso."

O Namekuseijin deixou a sala e foi até os Kaioshins. Quando ele disse o nome 'Borly', todos os Kaioshins o reconheceram.

"Esse não era o nome daquele Lendário Super Saiyajin?" perguntou o deus mais novo.

"Sim, ele seria o ser mais poderoso que já existiu," respondeu o mais velho.

"Vocês o conhecem?" perguntou o Namekuseijin.

"Bem, digamos que nós já nos encontramos com ele uma vez," disse o único deus participante, enquanto olhava diretamente para o bloco de gelo que continha Broly.

Esse capítulo marca o final do primeiro romance impresso, o qual está disponível em convenções.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu