DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 1, Capítulo 3.

PARTE 1: UM TORNEIO MUITO ESTRANHO!

Capítulo 3

Traduzido por Rafael


Nove anos atrás, no Templo de Kami-sama...

Enquanto Piccolo e Dende estavam conversando eles de repente sentiram três Kis se aproximando do templo. Eram ninguém menos que Goku e Uub, como de costume, e a neta de Goku, Pan. Após sua chegada, Pan estava visivelmente alegre por viajar com seu avô. Quanto a Uub, se encontrar em um lugar tão sagrado o fazia se sentir desconfortável. Goku se virou para os dois Namekuseijins.

"Vegeta não chegou ainda?

"Não, vocês são os primeiros," respondeu Piccolo com um sorriso no rosto. "Você pensa em lutar contra ele novamente?"

"Eu espero que sim..." disse Goku com um brilho em seus olhos.

"Olá!" exclamou Pan, enquanto aterrisava em direção aos dois Namekuseijins.

Piccolo e Dende, surpresos pela ótima educação da criança, responderam quase que timidamente. Uub os cumprimentou com uma voz suave e respeitosa.

"Olá Kami-sama... Olá, Senhor Piccolo." Uub disse timidamente.

A nova geração parecia demonstrar grande respeito para com os mais velhos... O que estava longe de ser o caso de Goku. Amigos nunca estavam tão distantes, e viam um aos com freqüência. Goku não tinha tempo para saudações triviais! Dende observou os dois aspirantes a guerreiros.

"Vocês dois também irão lutar?" Ele perguntou.

"N-não!" respondeu Uub apressadamente com uma certa indicação de pânico em sua voz. "Eu estou aqui apenas para assistir."

"Eu também!" Disse Pan com um pulinho de animação. "Estou muita ansiosa por isso!"

Uma figura subitamente apareceu dos céus... Vegeta pousou no palácio e seguiu imediatamente em direção a Goku.

"Você está pronto para perder?" zombou Vegeta.

"Sim, claro! Isso seria uma grande surpresa!" respondeu Goku. "Vamos começar?"

"Não," respondeu Vegeta. "Eu prefiro que seu filho esteja aqui."

"Meu filho? Você diz Gohan?"

"Obviamente, Kakarotto!" Vegeta resmungou irritadamente.

"Mas por que?"

"NÃO discuta! Teletransporte-se até ele e o traga até aqui, agora!"

"Um... Certo." Respondeu Goku. "Eu verei o que posso fazer..."

Goku então colocou dois dedos em sua testa e desapareceu... Retornando alguns minutos depois acompanhado de Gohan, que estava vestido com suas roupas de trabalho.

"Papai!" exclamou Pan, que estava satisfeita em ver o seu pai.

"Pan?" Disse Gohan, que estava surpreso ao ver sua filha no templo. "Você está aqui também?"

"A sala do templo talvez não funcione corretamente com cinco pessoas," notou Piccolo.

"Nós sabemos, mas não se preocupe sobre isso." Respondeu Goku.

"Sem hesitação, Vegeta caminhou rapidamente passando pelo grupo em direção ao interior do palácio, muito para preocupação de Gohan.

"O que? Vegeta? Por que você está aqui?!" Exclamou Gohan.

"Eu prefiro quando eles não têm platéia," disse Dende. "Quando eles lutam dentro da Sala do Templo suas lutas duram apenas alguns segundos para nós."

Piccolo ficou surpreso por esta observação. "Que diferença isso faz? Ele perguntou.

"Seus poderes são tão imensos que eu sempre temo que eles vão destruir a sala."

"Estou certo de que podemos confiar neles." Disse Piccolo. "Além do mais, Gohan está junto deles dessa vez. Estou certo de que ele não irá deixar nada como isso acontecer."

Uub e Pan, 11 e 5 anos de idade respectivamente, estavam maravilhados com o que estava ocorrendo diante deles. Dois dos maiores guerreiros do universo, Goku e Vegeta, lutando em frente aos seus olhos no nível de Super Saiyajin 2. Uub sabia que Goku era poderoso desde a primeira vez que lutou contra ele no Budokai, mas ele nunca tinha visto ele mostrar esse nível de poder.

"Como é que Goku-Sensei espera que eu me torne o seu sucessor?" Ele pensou para si.

Ao lado dele, Pan estava muitissimo animada. Ela já gostava de lutas, e geralmente se recordava de sua primeira vez no Budokai.

As auras douradas, as bolas de fogo, e os barulhos dos ataques a divertiam imensamente. Ela balançava seus punhos e pulava muitas vezes, encorajando seu avô a fazer o seu melhor. Gohan, o último dos espectadores, sentava quieto nas escadas da entrada assistindo a luta. Ele agora entendia o porquê de Goku e Vegeta terem pedido para a Sala do Templo ser melhorada. Era porque a Terra havia sofrido grandes danos pela luta de Goku e Vegeta anos atrás.

"Eles melhoraram muito." Gohan pensou para si. "Realmente impressionante."

A luta durou por um longo tempo. Depois de um tempo, Vegeta começou a ganhar a dianteira, e aplicava mais golpes do que levava. Goku estava perdendo energia, e Vegeta bloqueou uma kikoha de Goku sem nem ao menos vacilar.

"Vegeta está transbordando de energia." Disse Gohan. "Mas se meu pai perder será somente por..."

Vegeta retornou ao nível Super Saiyajin e encarou Goku diretamente em seus olhos. "Pare de pegar leve comigo, Kakarotto! Você está obviamente se contendo!"

"Eu poderia usar o Super Saiyajin 3, eu suponho," respondeu Goku, "Mas a última vez que eu fiz isso a luta acabou muito rápido. Isso não foi nem um pouco interessante e divertido. Além do mais, depois de todo esse tempo você não deveria ser capaz de se transformar em um Super Saiyajin 3 também?"

Vegeta, que estava com suas roupas rasgadas pela batalha, dobrou seus braços através de seu peitoral. "O nível 3 é inútil. Eu pretendo fazer muito melhor. Mas se você ficar se segurando, eu não serei capaz disso."

"O que poderia ser melhor do que ter cabelos longos e não ter sobrancelhas?" Goku perguntou de forma humorada.

"Essa transformação usa muita energia." Disse Vegeta. "Ela é poderosa, mas é muito limitada. Nós devemos achar uma solução melhor."

"Mas para superar o nível três você não teria que o dominar primeiro? perguntou Goku ceticamente.

"Talvez." Disse Vegeta. "Mas é fato de que há uma pessoa aqui mesmo nessa sala que é mais poderosa do que o nível três... E sem nem ao menos uma única transformação.

"Um silêncio então ocorreu, e os dois guerreiros viraram-se para Gohan. Uub e Pan, que estavam ao lado de Gohan, começaram a olhá-lo também. Isso fez Gohan se sentir um pouco desconfortável, e ele subitamente começou a se sentir muito pressionado.

"Aquela porta é a nossa única saída daqui, Gohan." disse Vegeta de forma súbita, apontado seu braço em direção a Gohan. "É melhor você protegê-la."

"Vegeta, o que você está fazendo!?" perguntou Goku enquanto Vegeta continuava a acumular mais energia.

Vegeta ascendeu ao nível Super Saiyajin 2 e uma esfera de energia começou a se formar em sua mão.

"Pan!" Gritou Gohan. "Saia do caminho, rápido!"

Pela primeira vez Pan viu uma seriedade em seu pai que nunca havia testemunhado antes.

"O Ataque... do..." Vegeta começou.

"Gohan!" Goku gritou.

"Big... Bang...!" Vegeta terminou.

A energia colidiu nas mãos de Gohan, que gritou enquanto ela o atingia, o cercando com uma quase transluzente aura branca.

Gohan deveria ter sido arremessado pelo poder absoluto da rajada de energia, mas seu apoio não estava em seus pés, e ele começou a levitar para se manter no lugar. Seus óculos se despedaçaram e sua camisa rasgou-se ao redor de seu corpo.

O chão tremia enquanto a onde de choque gerada pela energia fez duas viagens ao redor da sala, e uma explosão de luz encobriu a área. Apesar da quantidade de poder, Gohan parou efetivamente o ataque. Fora dois metros de destroços deixados no rastro do ataque, não houve dano, e uma fumaça subia para fora das mãos ilesas de Gohan. Gohan não havia sido ferido de forma alguma pelo ataque; não havia sangue, nem sequer um único arranhão.

"Viu só, Kakarotto? Esse é o tipo de poder do qual estou falando," disse um exausto Vegeta, o qual o cabelo retornava lentamente ao preto.

"Vegeta! Você... Você..." Gohan não conseguia achara as palavras certas para dizer. Ele hesitava entre pura raiva e espanto por conta das ações de Vegeta. "Esse foi o motivo pelo qual você me chamou até aqui!?” ele disse.

"Pare de agir feito um bebezinho." Respondeu Vegeta, ignorando a pergunta. "Piccolo será capaz de reparar suas roupas quando retornarmos." Vegeta aproximou-se e colocou a mão no ombro de Gohan, muito para a surpresa do mesmo. "Por mais de dez anos eu vinha sonhando com a chance de fazer isso!" Disse Vegeta. "Não fique zangado comigo."

"Mas Gohan tem o poder dos Deuses dentro dele." Disse Goku enquanto caminhava em direção aos dois. "Sua força não tem relação alguma com trei-"

"Vamos encerrar com as lutas." Disse Vegeta, cortando Goku. "Eu nunca irei encontrar um oponente mais forte, então eu irei achar as respostas por mim mesmo.

Assim que eles retornaram ao templo, Vegeta estava pronto para sair voando quando Gohan correu passando por Piccolo e Dende atrás dele, que ficaram surpresos ao ver Gohan aos trapos.

"Espere, Vegeta!" Gohan gritou, "Por que você fez isso? Às vezes eu me pergunto o que se passa na sua cabeça!"

Vegeta virou-se e olhou para Gohan como se a resposta fosse óbvia.

"Você trabalha para expandir sua mente, para descobrir porque átomos se tornam bling e blong e o que não," respondeu Vegeta. "Eu trabalho para forçar os limites do guerreiro Saiyajin.

Vegeta virou-se para partir quando Gohan o parou ao agarrar seu ombro com uma mão, impressionando o príncipe. Vegeta retornou o olhar para Gohan, o qual a expressão tinha subitamente se tornado muito mais séria.

"Vegeta." Disse Gohan. "Se você fizer aquilo com minha filha por perto novamente... Eu juro que irei te matar..."

"Combinado," respondeu o príncipe com um sorriso.

Vegeta então voou para longe e rapidamente desapareceu de vista. Gohan assistiu-o desaparecer, acalmando a si, e virando-se. "Bling... e blong?" Ele murmurou para si em meio ao seus pensamentos.

"Papai!" Disse Pan, aparecendo atrás de seu pai e agarrando seu braço. "Eu não sabia que você era tão forte!"

"Pan... Você não está ferida, está? perguntou Gohan com óbvia preocupação.

"Não mesmo!" Ela respondeu. "Você parou todo o ataque! Eu to bem!"

Pan estava realmente orgulhosa de seu pai naquele momento. Seu largo sorriso e olhares de admiração falavam muito sobre o que ela pensava sobre ele. Goku e Uub então chegaram no exterior do palácio e se juntaram à Gohan e Pan.

"Son Gohan... Que poder!" Exclamou Uub. "Eu nunca tinha visto você em um combate antes!"

"Sim, Gohan não gosta de lutas." Disse Goku. "Tenho orgulho do quão forte ele é, mas ele realmente não tem treinado desde a luta contra Cell... Isso é um pouco desapontador."

"Ele é... mais forte que você?" Uub perguntou.

"Ele tem sido há dez anos." Respondeu Goku. "Desde então, Vegeta e eu estivemos treinando extensivamente todos os dias. Uub, você ainda não viu o meu verdadeiro poder, nem o de Gohan... Mas eu posso ver você se tornando tão forte quanto ele um dia!"

"Mas..." Uub começou. "Quando eu vejo o quão forte vocês três são, eu realmente não consigo imaginar como eu-"

"Você precisa ter confiança em seu poder, Uub." Disse Goku. "Em dez anos você poderá se tornar mais forte do que todos nós!"

Uub não tinha muita confiança em si mesmo como seu sensei tinha, mas ele jurou tentar seu melhor para se tornar poderoso.

"Venha, Gohan," disse Piccolo. "Eu irei reparar suas roupas."

"Obrigado, Piccolo." Respondeu Gohan.

"Gohan..." disse Goku enquanto se aproximava de Gohan, "Não fique com raiva de Vegeta."

"Eu vou tentar, pai. É que me aborrece o fato dele ter colocado a Pan em perigo."

"Vamos lá!" respondeu Goku. "Foi divertido e ninguém se machucou!"

"Vovô está certo!" disse Pan.

"Você foi realmente incrível, Senhor Gohan!" disse Uub em incentivo.

"Certo..." Disse Gohan. "Vamos esquecer sobre isso então."

Gohan voou do palácio calmamente, mas a imagem de Pan em perigo ainda persistia em sua mente. "Maldição Vegeta..." ele murmurou entre sua respiração.

Pan, que estava (pela primeira vez) mais interessada em seu pai do que em seu avô, voou atrás dele para voarem para casa juntos...

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu