DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris & Arctika

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 6, Capítulo 27.

PARTE 6: A PRIMEIRA LUTA FATAL DE PAN!

Capítulo 27

Traduzido por Rafael


Ba-dum ba-dum, ba-dum ba-dum, ba-dum ba-dum. O ritmo do coração de Pan estava acelerando rapidamente e batendo alto. Bojack estava caindo sobre ela e ela sentiu-se completamente derrotada, nada do que ela tinha feito funcionara! O medo que ela sentia fazendo-a entrar em pânico, tanto que ela fora incapaz de desviar do soco de seu violento agressor em sua barriga. pan voou à velocidade máxima em direção à platéia, incapaz de se mover ou de recuperar seu fôlego.

Ela colidiu contra o escudo de energia dos Vargas que estava protegendo o público. O choque do impacto dando-a alguma idéia de onde ela estava, e gradualmente ela fora capaz de recuperar seu fôlego. Segurando seu estômago, ela permaneceu suspensa, longe do ringue, e especificamente longe de Bojack.

Que golpe! Ela foi praticamente nocauteada em um único ataque... ele era tão poderoso, e tão rápido! Ela tinha que pensar rápido em uma solução!

De repente um estranho barulho fora escutado vindo do ringue, o qual agora consistia em cada pedaço girando ao redor dos outros de acordo com as leis da física governadas pela incrível tecnologia dos Vargas. Bojack ainda não havia acabado de demonstrar seu poder... ele tinha um grande sorriso em seu rosto, revelando seus enormes dentes brancos.

Pan conseguiu evitar o enorme soco seguinte lançado pelo seu oponente ao abaixar alguns metros abaixo dele. Seu ataque acertou o escudo, o qual vibrou violentamente por alguns segundos, fazendo os espectadores tremerem pelo impacto. Alguns espectadores estavam fugindo da arena após terem dado uma olhada de perto no lutador do Universo 6.

Pan arrancou para longe de seu oponente, ela inda tinha uma mão segurando seu estômago, fazendo-a se mover mais lentamente do que ela queria. Ela seguiu em direção ao ringue despedaçado, aonde ela esperava usar o ringue e sua agilidade para sua vantagem. Bojack a seguiu em perseguição.

A garota pequena se virou e lançou uma bola de energia que atingiu o seu alvo bem na cabeça, parando-o abruptamente. O ataque surpresa deu à garota o tempo para se esconder atrás de um pedaço do ringue. Ela rapidamente deixou sua aura se dispersar, reduzindo seu poder na esperança de que ele não fosse capaz de detectá-la.

A fumaça que estava envolvendo a cabeça de Bojack dissipou para revelar a sua face, completamente livre de ferimentos. Ele estava um pouco sujo, mas ainda sorrindo. Então ele começou a gargalhar. O estádio inteiro podia ouvir sua grande e insana gargalhada. Ele estava tão certo de sua vitória. Ele parou de repente, seu sorriso desvanecendo momentaneamente. Em sua mão direita apareceu uma pequena bola de energia. Com um estridente zunido ele arremessou-a para o ringue. A explosão destruiu outro pedaço do pequeno planeta, e fez com que Bojack começasse a gargalhar novamente.

A neta de Vegetto aproveitou a vantagem desse momento para se esconder atrás de um pedaço do ringue. Enquanto ela se escondia ela reuniu sua força e agradeceu a suas estrelas da sorte que ela não fora acertada pelo ataque de longo alcance de seu oponente.

"Apareça!" gritou o pirata antes de avançar para a pilha de detritos que sobrara do ringue.

Pan mudou seu posicionamento mas logo se viu cara a cara com um assassino e sádico Bojack. Soltando um pequeno grito de supresa, ela entrou em pânico e lançou um de seus ataques mais ineficazes. Ele não se comparava ao Kamehameha, mas era útil ao vezes. Rapidamente ela colocou suas mãos contra a sua testa, gritou o nome da técnica, e atirou o ataque em Bojack:

"Masenko!"

Era um ataque que ela havia herdado de seu pai, que havia aprendido com Piccolo quando ele tinha apenas cinco anos de idade. A técnica tinha um poder reduzido mas recompensava o usuário com um tempo para concentrá-la mais curto. Usando a explosão como uma distração, ela rapidamente voou para cima e parou sobre o maior pedaço do ringue.

Bojack emergiu do ataque completamente ileso e rapidamente parou no lado oposto do mesmo pedaço. Então ele começou a caminhar lentamente na direção da garota, que novamente começou a entrar em pânico. Ela podia claramente escutar os passos lentos porém firmes de seu oponente. Parecia como se nada do que ela fizesse iria o parar.

Mas ela tinha que fazer alguma coisa! Colocando de lado seu medo crescente, ela se colocou em posição:

"Kame..."

Bojack continuou a avançar, ele estava a apenas vinte metros de distância agora.

"Hame..."

O pirata sorriu e parou após dar mais alguns passos, examinando o ataque de sua oponente: uma brilhante luz azulada estava emanando entre as mãos da garota.

"Ha!"

Esticando seus braços em direção à Bojack, Pan liberou seu Kamehameha com poder total. O ataque súbito era poderoso e rápido ao mesmo tempo, rapidamente cruzando o espaço de 15 metros entre ela mesma e o humanóide verde. O último, sorrindo como sempre, esperou pacientemente pela técnica mais poderosa da garota: estendendo uma única mão, ele parou o Kamehameha! E Então, com um rápido movimento para cima de seu braço, ele forçou o ataque a se desviar de sua trajetória. O raio se colidiu inofensivamente no escudo atrás dele.

Pan se ajoelhou no solo, tremendo, suando, sua respiração superficial. Seu coração estava batendo forte. Ao contrário dela, Bojack ainda estava gargalhando. Ele sentiu uma leve pontada em sua mão mas era apenas isso. Ele estava simplesmente se divertindo com a criança.

O quê ela poderia fazer? Pan estava perturbada, até mesmo sua melhor técnica havia sido ridicularizada...ela pensou no pai dela, Gohan. O quê ele iria dizer se ela perdesse? Certamente não diria nada, ele iria apenas ficaria feliz que ela estava segura e sã. Vegetto? Ele iria ficar desapontado, mas ele entenderia. E quanto a sua contraparte do Universo 18? Elas tinham a mesma personalidade então ela também ficaria desapontada, mas ela perceberia o quão forte ele era. Mas Bra? Bar certamente iria fazer chacota dela! Ela sempre estava se gabando perto dela, ela iria lembrá-la de sua derrota por anos a fim! Não! Ela não podia deixar isso acontecer! Ela deve perseverar por qualquer meio!

Pan ficou de pé, um novo olhar em sua face: ela parecia determinada, forte, imbatível. Ela cerrou os seus punhos e sua aura dourada reapareceu. Sua força ainda mais alta do que antes, embora apenas ligeiramente. De todo modo, ela iria usar toda a sua força para vencer!

Com um grito ela investiu contra Bojack, que ainda estava sorrindo. Ela lançou um soco até ele, o qual Bojack bloqueou com sua braço. Ela lançou um segundo soco, o qual fora bloqueado novamente. Ela manteve o ritmo lançando chutes e socos mas todos foram bloqueados. Pior que isso: Bojack não estava nem mesmo sendo perturbado pelos ataques. Ele nem mesmo se movia, apenas permanecia lá bloqueando os ataques. Ele era um muro indestrutível que Pan simplesmente não podia atravessar. Pernas e mãos doloridas eram as únicas coisas das quais ela tinha para mostrar pelos seus esforços.

Ela redobrou os seus esforços, atacando-o constantemente, de novo e de novo. Mas ela estava perdendo velocidade e força, ficando mais e mais exausta. Subitamente, Bojack a agarrou em seus braços. Ele começou a espremê-la e a sacudi-la, forte. Pan gritou de dor, para o horror de sua mãe. Ela suportou a dor durante vários segundos.

"É hora de desistir pequenina." disse o agressor, finalmente a largando em seus pés.

Desistir...de repente as palavras soaram cativantes para os ouvidos de Pan. Desistir...seria tão simples, tão fácil...e a dor iria embora. Ela retornaria para o Universo 17 onde ela seria confortada pelos seus pais, e protegida pelo seu avô...

Protegida pelo seu avô...sempre...sempre?

Bojack gargalhou, mas fora subitamente parado abruptamente: a garota em seus pés, praticamente inerte, de repente voltou a vida. Sua aura dourada reapareceu. Sem dar a ele uma chance para mais ela se virou violentamente, e por um segundo ele se viu flutuando horizontalmente. Pan pulou com toda a sua força, cabeceando-o bem em sua barriga. Ela continuou a atacar com uma joelhada surpresa em sua barriga, e então um gancho. Ela se precipitou para longe e cerrou os seus punhos, a intensidade de sua aura aumentando.

Bojack voou alguns metros no ar e parou. Cansado depois de tomar alguns golpes, ele permaneceu levitando, olhando para a garota abaixo, Agora ela estava começando a se sair bem, ele deve matá-la rapidamente. Ele viu que a garota estava planejando um novo ataque. Ele esperou um pouquinho, apenas para ver.

Pan calmamente focou a sua energia, e então conjurou uma bola de energia na palma de cada uma de suas mãos que brilhavam amarelo. Segundos depois ela as lançou até Bojack. Ele facilmente as defletiu. Pan tentou novamente...e então novamente... o mesmo ataque, cada vez mais rápido a cada vez. Bojack defletiu os todas as vezes, e então ele percebeu que alguns dos raios estavam o errando. Então enquanto continuava a rebater os ataques, ele disse para sua oponente:

"Você é cega, ou está apenas muito cansada para mirar?"

Ele gargalhou novamente vendo que os ataques diretos delas haviam cessado. Finalmente ele parou de gargalhar, e entendeu: todos os ataques que ele havia rebatido, e todos aqueles que haviam o errado...era tudo calculado! Agora Bojack se encontrava cercado por centenas de esferas amarelas de energia.

"Filha da mãe! Eu vou esmagar você!"

Pan se permitiu um sorriso. E então, assim como Piccolo tinha muito recentemente a ensinado, controlou as bolas de energia com seus braços, rapidamente os trazendo em um abraço sobre seu peito. A primeira leva se colidiu com Bojack. A explosão fora enorme. Pan repetiu isso duas vezes, e cada vez cerca de cinquenta bolas se lançavam até o pirata antes de explodirem.

Na varanda do Universo 16, Vegetto olhou de relance para Piccolo, sorrindo. Ele estava encantado que ele havia ensinado à Pan a sua técnica. Mas ela havia a aprimorado ainda mais! Era impressionante.

Pan do Universo 18 ficou ainda mais impressionada. Ela sabia o masenko, mas essa nova técnica que sua contraparte usou, ela nunca tinha a visto antes. Ela esperava que isso fosse o suficiente para acabar com Bojack.

Pan, de volta ao ringue, caiu de joelhos. Enormes gotas de suor caiam de seu nariz para o chão. Elas estava completamente exausta, mas isso valeu a pena. Agora, Bojack estava certamente...vivo e sem nenhum ferimento sério visível?

"Impossível!" ela pensou quando viu seu oponente no ar, ileso mesmo depois desse ataque devastador... Pan sorriu, não por prazer, mas de si mesma, de sua fraqueza. Estava claramente acabado agora. Ela sabia disso. Todos sabiam disso. Então por quê ficar aqui e continuar sendo humilhada?

O pai dela estava certo, ela devia ter sido mais cautelosa. Esse cara era realmente poderoso. Como ela poderia o derrotar agora? Ela era tão nova...

Que fraqueza... que vergonha...

Pan ficou de pé. Sua pernas tremendo ligeiramente sob seu peso, apesar dela não pesar muito. Ela fechou seus olhos por um momento, um sorriso e seu rosto. Ah, se pelo menos ela tivesse enfrentado alguém do Universo 10 como sua contraparte! Agora era tarde demais.

"Agora...é hora de desistir..." Pan pensou finalmente enquanto começava a levantar seu braço direito.

Foi quando Bojack de repente pousou na frente dela! Pan parou abruptamente, seu sorriso sumindo de seu rosto e seus olhos se arregalando. Ele era tão grande que ela não podia vê-lo totalmente de uma vez só!

"Garotinha arrogante..."

Ele rapidamente a agarrou pelo pescoço. Um estranho barulho vindo da garganta dela, pan imediatamente percebeu sua incapacidade para respirar e seu sangue ficou frio. Gargalhando com vontade, Bojack suspendeu-a com seu braço esticado.

Pan tentou se libertar do agarrar dele. Ele golpeou a ponta de sua mão repetidamente no pulso de Bojack... sem sucesso. Ela gradualmente se enfraquecia, lágrimas correndo sua face abaixo. Sua língua, cercada de baba, parecia procurar pelo último gole de ar... seu cabelo se tornou preto novamente. Ela caiu em inconsciência...

Enquanto isso na varanda do Universo 16 Vegetto e Gohan mantinham suas posições querendo interferir mais do que tudo, e Bra estava tentando encorajar uma Videl em prantos ao lado dela. A Videl e a Pan do Universo 18 também estavam em prantos, segurando as mãos uma das outras.

Dando uma última investida, com sua última grama de coragem e força, Pan cerrou seus punhos. Seus cabelos de tornando dourados, e sua aura reaparecendo após alguns segundo. Em um curto período de tempo ela arremessou alguns chutes e socos no braço musculoso de Bojack. Na varanda do Universo 16, Bra e Videl subitamente esperaram que isso iria funcionar,

De repente, o tempo pareceu parar, juntamente com a gargalhada de Bojack. Ele eliminou a jovem adolescente antes mesmo dela ter a chance de se desistir. Um *crack* soou na arena. O cabelo dela se tornou preto, e da difícil respiração e da terrível dor em seu pescoço... ela fora eliminada... estava tudo acabado: Bojack havia espremido forte o bastante para quebrar o pescoço de Pan. Não satisfeito em apenas tê-la matado; ele atirou-a longe, como uma boneca de pano descartada. O corpo frágil e sem vida da jovem garota caiu...

A segunda morte do torneio envolveu uma adolescente...

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu