DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris & Arctika

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 6, Capítulo 26.

PARTE 6: A PRIMEIRA LUTA FATAL DE PAN!

Capítulo 26

Traduzido por Rafael


Cell saiu para retornar ao seu espaço na varanda do Universo 17. Uma vez que Daburá não seria capaz de retornar por conta própria para o seu universo, dois Namekuseijins foram enviados para carregá-lo. Ele estava obviamente inconsciente e sangrando muito pelo enorme buraco no meio de seu peito, mesmo assim ele ainda estava vivo para o espanto dos Namekuseijins. Eles correram com ele para a varanda do Universo 11 e o deitaram aos pés de Babidi e de Majin Buu.

"Não se preocupem," disse um dos Namekuseijins, "nós iremos tratar dele imediatamente".

"Não tão rápido!" gritou Babidi antes que os Namekuseijins pudessem começar a o curar. "Eu ainda não decidi se eu quero que ele seja curado!"

"Mas... ele está morrendo!" sobressaltou-se o Namekuseijin, atônito pela recusa de tratamento por Babidi.

"Esse é o castigo dele por ter perdido," continuou o feiticeiro, "nós não queremos a sua cura, vamos lidar com essa situação nós mesmos. Agora se puderem nos deixar...".

Os Namekuseijins olharam para ele incrédulos, a princípio incertos se ele deveriam fazer o que lhes foi dito, mas finalmente, relutantemente, eles se viraram e deixaram a varanda.

"Que... assim seja..." suspirou Daburá.

"Eu imagino por quanto tempo você irá agüentar sem receber tratamento!" guinchou Babidi com um sorriso sádico em seu rosto. Ele ficou entusiasmado com o joguinho que ele havia inventado para fazê-lo esquecer da derrota humilhante de seu subordinado.

Enquanto os Universos 16 e 18 estavam animadamente discutindo os poderes de luta dos lutadores anteriores, o apresentador se pronunciou pelos auto-falantes:

"Que luta incrível! Próxima será Pan do universo 16 enfrentando Bojack do universo 6!"

"Legal, é a minha vez!" pensou Pan, animada que ela iria finalmente ter a chance de lutar.

Ela olhou e viu sua contraparte do universo 18 que estava experimentando uma mistura de felicidade por ela e inveja porquê ela queria muito participar!

"Boa sorte!" gritou a Pan do Universo 18 com um sorriso em seu rosto.

"Obrigada! Eu vejo você depois que eu vencer!" Pan do Universo 16 gritou de volta com o mesmo sorriso.

Após receber encorajamento de sua contraparte do Universo 18, essa Pan passou por sua mão a qual a beijou antes dela seguir em direção ao ringue. Ela tinha um pé posto sobre o baixo muro da varanda quando o pai dela a parou:

"Pan?"

"Sim pai?"

Seu pai a levantou pelos ombros de forma que ela ficasse no mesmo nível de seus olhos e disse:

"Minha querida, eu conheço Bojack. Ele é incrivelmente mal, e muito mais forte do que você".

"Eu não vou desistir!" gritou a garota.

Ela sabia que era Bojack é claro, seu pai a havia contado as histórias sobre ele muitas vezes... mas ela se recusava a desistir sem uma luta, fazer isso seria baita de uma vergonha! Ela estava certa de que sua contraparte do Universo 18 sentiria-se da mesma forma.

"Eu não estou pedindo para você fazer isso," respondeu Gohan, "apenas... tenha cuidado!.

"Eu vou, não se preocupe!" ela disse mais calmamente, sorrindo para seu pai.

Com isso ela finalmente partiu em direção à arena, pronta para sua luta. Quando ela pousou, Bojack já estava parado lá, de braços cruzados.

"Pai..." disse a Pan do Universo 18 para seu pai, "você acha que ela tem alguma chance de vencer?"

Gohan não respondeu imediatamente. Goku, que estava junto deles, se virou e encontrou o olhar de sua neta. Ele não sorriu, mas ele não tinha um olhar de derrota também.

"Eu não sei Pan." Gohan finalmente respondeu. "Isso depende de quanto treino sua contraparte possa ter tido... Ela talvez possa estar no nível dele..."

"Mas... e quanto a mim?"

Gohan sabia o que ela estava perguntando. Após mais alguns poucos segundos ele se virou e encarou sua filha:

"Não, você não é forte o suficiente para derrotar Bojack."

De repente, Pan sentiu as suas pernas começarem a tremer. O que aconteceria com ela? Ela cruzou seus dedos e silenciosamente esperava que um dia ela pudesse ser tão forte quanto sua contraparte do Universo 16, isso significaria que ela teria uma chance de lutar.

"Os lutadores já estão prontos! A luta pode começar!" gritou um dos anunciadores.

"Isso vai terminar rápido." Disse o pirata espacial silenciosamente. Ele sabia que ele iria ser vitorioso em menos de um minuto.

Pan atacou imediatamente. Ela rapidamente acelerou para frente de seu oponente e o golpeou violentamente na barriga... mas isso não teve efeito! Pareceu que ela havia socado um pedaço de metal, ele parecia inquebrável, e seus gomos abdominais absorveram o choque do ataque sem titubear. A neta de Vegetto recuou rapidamente, mas Bojack a perseguiu instantaneamente com um grito.

Pan viu claramente o soco vindo, e fora capaz de desviar dele quando saltou para o céu. O punho do pirata colidiu contra o ringue criando um terremoto que desfigurou a pequena esfera cinza. Seu poder bruto pegou a pequena garota de surpresa.

"Meu pai estava certo, ele é muito forte. Eu tenho que dar tudo de mim desde o começo."

"Você é pequena, e rápida" cumprimentou Bojack enquanto olhava para cima para Pan.

Em resposta a garota cerrou seus punhos enquanto concentrava a sua energia. Trincando seus dentes ela deixou o poder a consumir. Seu cabelo se elevou, lentamente tomando uma coloração dourada. Seu ki se multiplicou rapidamente assim que uma luz brilhante envolveu-a. Seus olhos foram de pretos profundos para um vibrante azul esverdeado. Quando seus músculos se expandiram bem além das proporções normais ela terminou sua transformação com um grito.

Os lutadores e espectadores do universo 18 ficaram claramente impressionados. Uub instantaneamente imaginou se a Pan de seu universo estava escondendo o mesmo tipo de poder, enquanto Pan, a qual definitivamente não conseguia se transformar ainda se perguntara como sua contraparte havia conseguido. Goku, que tinha estado a sorrir durante toda a transformação sabia que sua própria Pan não estava muito longe da mesma transformação, ela apenas tinha que forçar um pouco mais.

Pan do Universo 18 era claramente a mais horrorizada do grupo. Ela mal podia se mover porquê ela estava tão aturdida. Sua contraparte era obviamente tão mais forte do que ela... uma super saiyajin! Ela havia sempre sonhado como seria se transformar, mas ver a sua contraparte fazer isso realmente... Ela olhou para baixo para suas mãos. Ela percebeu então que seu avô estava certo, esse poder estava dormente dentro dela também! Ela não precisava do kaioken, ela iria se transformar um dia... e surpreender a todos!

Bojack também ficou surpreso. Ela conhecia essa transformação... ele havia a visto antes em algum lugar... mas onde? Ele não conseguia se lembrar, mas ele podia sentir que o poder da garota havia definitivamente se elevado.

Acima de sua cabeça flutuava Pan do Universo 16. Ela se recordou da primeira vez em que se transformou em um Super Saiyajin, como ela poderia esquecer? O entusiasmo daquele momento fora sem paralelos. Mas ela não tinha tempo para memórias agradáveis, seu oponente era forte, ela tinha que se focar!

"Aqui vamos nós!" gritou Pan assim que ela mergulhou em direção aos seu oponente com sua nova velocidade.

Ela lançou um soco, o qual Bojack conseguiu bloquear com seu antebraço direito. Ele ficou novamente surpreso pela velocidade de sua oponente, uma vez que ela havia se tornado muito mais rápida assim que obteve aquela aura dourada. Pan continuou a sua investida, lançando socos e chutes no rosto e no corpo de Bojack. Seu tamanho pequeno era uma vantagem, uma que ela sabia muito bem como usar contra seu oponente maior e mais volumoso.

Pan conseguia acertar com pequenos golpes de vez em quando, especialmente após bloquear um dos golpes de Bojack. Ela bloqueou um chute de seu oponente com uma perna, rapidamente revidando com seu outro pé e conectando-o com a cara de Bojack.

Apesar de sua flexibilidade e responsividade, os golpes de Pan simplesmente não tinha poder o suficiente por detrás deles para causar muito dano. Embora Bojack mal sentisse seus ataques, ele estava começando a ficar cada vez mais aborrecido com eles. Ela era como um mosquito no qual ele simplesmente não conseguia esmagar.

Na varanda do universo 16, Gohan estava começando a ficar preocupado. Ele tinha fé em sua filha, mas ele também era inteligente o bastante para perceber que os golpes dela estavam tendo muito pouco efeito. Pan era forte, especialmente para a sua idade, mas ela simplesmente não estava na mesma liga de poder que Bojack. Ele esperava que Pan fosse capaz de o desgastar...

Bojack tentou lançar um outro soco na cabeça de sua irritante oponente, apenas para tê-lo se encontrando com o antebraço de Pan. Dessa vez no entanto, Pan usou um pouco mais de força em seu contra-ataque, acertando um violento golpe na bochecha do pirata. A força do ataque o fez cambalear para trás um pouco. Ele estremeceu ligeiramente enquanto encarava a adolescente, que notou que mesmo a força desse ataque surtira muito pouco dano. Nesse ritmo levaria horas para o derrotar... ela estaria exausta até lá!

Ela sabia que ela tinha que acelerar a luta. Ela tinha uma tecnica muito efetiva a sua disposição, mas seria esse o momento certo? Ela decidiu que esse era o único jeito, então ela armou sua armadilha. Ela esperou que Bojack mandasse um soco. Usando seu braço demasiadamente estendido ela saltou sobre a cabeça dele, encarando suas costas enquanto suspendia-se de cabeça para baixo em meio ao ar.

"Kamehame... Ha!"

Ela liberou seu kamehameha com força total à queima-roupa nas costas desprotegidas de Bojack. A proximidade do ataque aumentando a eficiência do mesmo dramaticamente. Um grande exemplo disso fora durante o Torneio de Cell há 27 anos atrás. Goku concentrou seu kamehameha com força total antes de se teletransportar para frente de Cell, explodindo completamente a parte superior de seu corpo! Em contraste a mesma técnica havia sido inútil contra Broly... O quão efetiva ela seria contra Bojack?

Assim que Bojack fora acertado pelo ataque azulado houve uma enorme explosão, seguida por Bojack despencando para o chão. Ainda levitando, Pan lentamente reorientou-se para o ringue. Após o desgastante kamehameha levou para ela um pouco para recuperar seu fôlego. Gotas de suor escorrendo por sua pequena testa abaixo.

Nos Universos 16 e 18, ambas as Videis continuaram a gritar palavras de encorajamento para a filha delas. Ambos os Gohans, por outro lado, estavam trincando os seus dentes. Seria muito surpreendente para Bojack não sobreviver a esse ataque e ambos sabiam disso. Eles resistiram ao impulso de gritar para Pan, para dizer para ela parar de lutar. De algum modo, isso subconscientemente os lembrava da luta de Videl contra Spopovich há vinte anos atrás. Teria Pan herdado a lendária teimosia de Videl? Isso faltava ser visto...

Por hora, Bojack permanecera no chão, imóvel, coberto em poeira e detritos. Era impossível saber se ele estava nocauteado ou se ele estava simplesmente fingindo. Pan, que estava bastante satisfeita com o poder de seu último ataque, aterrissou suavemente; não muito longe dele. Sua mãe estava extática e torcendo da varanda do Universo 16:

“Bravo Pan! Você venceu!”

“Não...” disse Gohan discretamente. “A verdadeira luta está prestes a começar.”

Videl começou a entrar em pânico. “O quê ele está dizendo?” ela se perguntou. Ela se virou para olhar para seu marido; em sua face não havia nada a não ser medo.

“Gohan! O quê é isso... você está me assustando!”

Após alguns segundos ele respondeu:

“Bojack ainda não mostrou seu poder total. Não há muito mais que ela possa fazer... se ele se transformar... está acabado. Ela deveria desistir agora!”

Videl, mais em pânico do que nunca, virou-se de volta para o ringue. Ela tinha encorajado Pan até esse ponto, mas agora ela apenas queria que sua filha desistisse e voltasse para a sua segurança.

No ringue, Bojack havia começado a se mover novamente. Ele golpeou o seu punho fortemente contra o chão. Ele segurou um pedaço quebrado do ringue e o destruiu em um excesso de raiva. Seus olhos estavam severos. Ele estava claramente com raiva, e em seus olhos Pan viu o que somente poderia ser descrito como um súbito desejo de matar... e ela era o alvo!

Na varanda do Universo 6 Zangya e Bujin, os acólitos de Bojack, ficaram lá gargalhando, enquanto Kat e sua gangue não estavam muito longe os assistindo. Elas finalmente estavam começando a temer pela pequenina. Ela era só uma criança, e ver os comparsas de Bojack gargalhando como ele estavam não predizia nada de bom.

“Essa pequenina vai experimentar a fúria de Bojack!” gritou Zangya com uma alegria maquiavélica.

“A pobre garotinha, eu não queria estar no lugar dela!” adicionou Bujin com um sorriso.

“Que idéia estúpida de incluir uma garota tão nova. Eles vão se arrepender dessa decisão em breve.”

“É realmente uma boa coisa, o grupo inteiro deles será desmoralizado, tornando-os fáceis de se derrotar! Todo o universo 16 vai sofrer pela perda, ha ha ha!”

No meio do ringue, Bojack parecia explodir. Enquanto ele permanecia lá gritando, sua força começou a disparar. Sua cor de pele mudou de azul para verde, e sua massa muscular aumentou significantemente, tanto que sua jaqueta foi reduzida a apenas a farrapos de pano e ela fora feita em pedaços pela sua estrutura volumosa. Uma enorme aura verde envolveu o seu corpo, e o vento vindo de sua energia mandou Pan voando. O pequenino planeta que servia como arena começou a tremer antes de subitamente se despedaçar em três pedaços diferentes!

Pan rapidamente recuperou seu equilíbrio em um dos enormes pedaços do ringue, e então permaneceu lá começando a tremer. “O poder dele aumentou!” ela pensou. “É enorme! Mesmo o kamehameha foi incapaz de machucá-lo... o que eu devo fazer papai?”

Enquanto ela indagava-se isso, Bojack subitamente deixou seus pés, acelerando a velocidade máxima diretamente para a confusa e assustada garota.

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu