DB Multiverse

Notícias Ler Minicomic Fanarts Autores FAQ Rss Feed Bônus Eventos Promos Parceiros Ajuda Torneio Ajuda Universo
                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                                               

Dragon Ball Multiverse, o romance

Escrito por Loïc Solaris

Adaptado por Rafael

Tradução da fanfic francesa de DBM para o português

Intro

Parte 0 :0
Parte 1 :12345

Round 1-1

Parte 2 :678910
Parte 3 :1112131415
Parte 4 :1617181920
Parte 5 :2122232425
Parte 6 :2627282930

Lunch

Parte 7 :3132333435

Round 1-2

Parte 8 :3637383940
Parte 9 :4142434445
Parte 10 :46
[Chapter Cover]
Parte 4, Capítulo 18.

PARTE 4: DOIS UNIVERSOS EM MÁ SORTE

Capítulo 18

Traduzido por Rafael


Vegeta caminhou calmamente. Não havia dúvidas de que o Trunks do futuro – aquele do Universo 12 – era mais forte do que sua prole em seu universo. Isso o enervava um pouco...

Ele chegou próximo dos arredores da ala do Universo 12 enquanto Trunks estava violentamente abatendo Coola próximo ao fim. #16, próximo, não removia seu olhar do Príncipe Saiyajin. O Andróide vinha observando silenciosamente Príncipe Vegeta do Universo 13 da mesma forma. Houve um silêncio entre o homem e a máquina... Nenhum deles era do tipo de quebrar o silêncio... Excepcionalmente, Vegeta quebrou o silêncio.

"Você está em melhor forma do que você está em meu mundo agora," ele disse sarcasticamente, virando suas costas para se apoiar contra o muro baixo.

"Você também," respondeu simplesmente o Andróide, sorrindo por dentro.

Vegeta engasgou por um segundo. Esse robô maldito! Desde quando Andróides entendiam de sarcasmo? Especialmente, esse daí, dos três? E em duas palavras ele havia respondido tão secamente! Vegeta pensou que ele estava sendo esperto ao levantar a destruição do Andróide em seu universo, mas esquecera que ele próprio, havia morrido no Universo 12... Esse robô tinha sorte por-...

"Pai?"

Trunks havia acabado de chegar. Ele estava bastante surpreso por ver seu pai o esperando lá em frente ao seu mundo.

"Olá Trunks."

"Uh... olá," disse simplesmente seu filho, um pouco tímido e envergonhado. Ele tinha tanto o que falar, mas agora Vegeta estava em frente a ele... por onde começar?

"Como você está indo agora?" Vegeta perguntou, genuinamente interessado em seu filho.

"Bem... muito bem," respondeu o semi-Saiyajin, não se atrevendo a fazer contato visual com seu pai, mesmo assim, ainda sorrindo.

"Como está a sua mãe?"

"Muito bem! Se eu soubesse... eu teria pedido a ela para vir... daria a ela tanta alegria em te ver novamente..."

"E sua namorada?"

"O quê? Uh, como você... Eu... humm..." Trunks ficou vermelho.

"Trunks, em meu universo, você não para de arrumar namoradas. Eu sei que você é mais sério que meu filho mas eu ouvi que você tinha alguém."

"Mas, eu nunca mencionei isso... não!"

"Sim, Gohan me disse."

Brilhando vermelho, Trunks disse, "Impossível!"

"Eu confesso, eu menti," Vegeta disse sorrindo, "Ele não me disse nada, mas você acabou de revelar isso."

Trunks ficou em silêncio, mais envergonhado do que antes... Vegeta riu... e isso surpreendeu seu filho, que nunca tinha visto-o fazendo isso. Ele perdeu todo seu desconforto, sorriu de volta, e finalmente riu antes de agregar mais informações.

"Ela está bem. Nós estamos juntos a quase dois anos, agora. Nós já conversamos sobre o futuro e tudo mais..."

"Entendo... Parece que eu tenho melhores chances de ser avô com você do que com aquele outro rebento," Vegeta estava olhando seu próprio filho no espaço 18. o adolescente ainda estava conversando com seu amigo... Son Goten. Na verdade, era o filho de Son Goku que estava dando uma má influencia sobre seu filho!

"Eu conversei com ele antes. É impressionante. Eu sabia que haveriam diferenças, mesmo assim..."

"Sim, eu percebi que você ainda continua treinando, não é?"

"Isso mesmo. Em meu caminho para casa, em meu presente, ou então o seu futuro, eu pensei sobre a luta de Gohan contra Cell, e o nível que ele havia alcançado. Eu treinei para um dia alcançar aquele nível também."

"E você conseguiu?" Vegeta perguntou, muito interessado.

Trunks não respondeu...

"Você pode me contar, nós não estamos mais enfrentando Cell. Eu não vou levar a mal se você for mais forte do que eu. Mas saiba que eu já alcancei esse nível a duas décadas atrás.

"Já?"

Vegeta sorriu. Trunks também o fez. O pai quebrou o silêncio novamente.

"Eu vou seguir de volta para minha ala, parece que minha luta irá começar logo," ele disse quando ele notou que o ringue estava quase que completamente consertado.

"Vejo você mais tarde, boa sorte em sua luta Pai."

"Eu não preciso de sorte... Esses caras são peixes pequenos para mim..."

E ele foi embora, deixando Trunks com um sorriso. Ele ficou realmente feliz ao descobrir isso ...E ele mal podia esperar para chegar em casa e contar tudo isso para sua mãe!

"Aquele cara?" Trunks pensou de repente. Mas... não é ele mesmo? Trunks colocou em mente de que ele iria descobrir mais sobre seu pai durante essa luta. Ademais, essa luta... Uma vez que seu pai vencesse, na segunda rodada... Contando e agrupando-os por pares prévios... Sim! Na segunda rodada, ele deverá lutar contra seu pai!

Enquanto Vegeta voltava para o espaço do Universo 18, ele colocou dois dedos em seu queixo e pareceu pensativo. Gohan e Trunks voltaram, e o primeiro perguntou, "Você se importa de lutar contra seu pai?"

Trunks, que pela primeira vez tinha algo delicadamente melhor preparado do que Gohan, aventurou-se em corrigi-lo com um sorriso:

"É ele mesmo, não o seu pai."

"É mesmo?" retrucou Gohan.

"Mas eu não me importo com ele," repentinamente declarou Vegeta. "Eu estou tentando calcular quando eu vou finalmente ser capaz de confrontar aquele palhaço do Goku!"

De novo, Gohan ficou surpreso ao escutar "Goku" vindo da boca de Vegeta, ele que continuava dizendo "Kakarotto" no decorrer de todos esses anos, mesmo quando eles não eram mais inimigos, e sim rivais. Ele sempre o chamava assim quando estava irritado. Mas por vinte anos, depois da luta contra Buu, ele começou a chamá-lo de Goku com uma crescente freqüência. Além da primeira vez em que ele havia dito isso, todos ficaram praticamente chocados.

Recordando, Gohan estava em uma pequena festa com amigos para celebrar suas vitórias sobre Majin Buu quando isso foi notado pela primeira vez! Durante as festividades todos pararam para olhar para Vegeta, que ficou bem vermelho. Bulma até mesmo perguntou para ele se ele havia levado alguma pancada na cabeça.

Desde então, Vegeta havia se tornando muito mais calado, mais agradável na verdade. Mas para Gohan, Piccolo, e até mesmo Kuririn, que haviam escutado por um bom tempo, "Kakarotto", isso ainda era estranho.

"Tudo pronto," o anfitrião finalmente disse, "Os dois competidores estão preparando-se!"

Vegeta voou para o ringue imediatamente. Ele não tinha terminado de calcular a hora em que ele iria encontrar com Goku de seu universo ... Uma pena que ele iria acabar com essa luta rapidamente e voltar para pensar sobre isso logo após.

Ambos Vegetas vieram para o ringue exatamente no mesmo momento, com os mesmos movimentos com seus braços cruzados em frente ao seu oponente. O Vegeta do Universo 18 encarou o seu outro eu. Primeiro, ele tinha uma barbicha... isso fazia dele menos credível. E suas roupas pareciam ... meio que gastas, muito simples, muito amarronzadas. Finalmente, o último detalhe, Rei Vegeta tinha sua cauda saiyajin.

"O que você fez com o seu título?" finalmente o rei disse, apontando fixamente.

"Sabe, em meu lar eu não tenho ninguém para governar sobre."

"Ninguém ... ?

Rei Vegeta tinha escutado que seu povo havia sido massacrado em outros universos. Eles eram muito fracos! "Mas e quanto ao verdadeiro?" ele se perguntou.

O rei decidiu atacar, sem parar com a discussão. Havia algo que ele queria checar.

Atacando com seus punhos, o outro Vegeta evitou seus golpes sem se cansar. Ele perguntou:

"O que aconteceu com o seu povo?"

"Meu povo?"

"Você não tem súditos para reinar sobre?" novamente perguntou o rei com barba, enquanto seu oponente tinha de bloquear seus socos.

"Agora eu governo ... não, eu divido minha vida ... simples. E não com súditos ou vassalos, mas algo muito melhor ... algo chamado família."

Vegeta do Universo 18 atingiu-o uma vez em sua direita, lançando sua contraparte. O último se levantou, cuspindo um pouco de sangue, e começou a espumar palavras a fora, raivosamente, acusatoriamente.

Enquanto voava em direção ao seu oponente em alta velocidade, ele disse:

"Família? Ho! Foi o seu pirralho quem me insultou ainda agora?"

Bam, Vegeta do Universo 18 o parou com uma mão agarrando os seus cabelos e, girando, lançou sua contraparte um pouco mais, finalmente caindo ao chão.

"Foi a mãe dele quem o educou mal," ele respondeu.

Se levantando, uma mão em seu cabelo, Rei Vegeta continuou com suas perguntas:

"Você trocou o seu povo por uma família, foi o que disse?

Quase enlouquecido em raiva, Vegeta pensou para si, "esse vira-casaca..!", atacando seu inimigo como antes. Mas o outro o parou facilmente, colocando-o abaixo rapidamente e prendendo-o no chão com seu pé.

"Tão fraco... eu tenho que agradecer a Freeza. Nada, você não é nada mais que um fantasma do que eu teria me tornado se eu tivesse continuado em um planeta insignificante nomeado em minha homenagem."

Rei Vegeta sentiu raiva crescendo dentro de si. "Como ele pode zombar dizendo um 'planeta insignificante' nomeado em sua homenagem? Esse era o seu nome, o qual fora escolhido para ser aquele de seu mundo! Ele realmente rejeitava seu título como Rei dos Saiyajins?!"

"Como aquele outro universo lá embaixo,"disse Vegeta, "Você é o que eu teria me tornado se eu não tivesse encontrado a paz na Terra."

"Ei Vegeta", Raditz do Universo 13 disse, "parece que seu eu do Universo 18 está olhando para você."

"O que você diria se pudesse falar com seu outro eu?" Nappa perguntou.

"Certamente que eles me acham bem mais nobre em minha nova armadura," Vegeta do Universo 13 sorriu, "e vocês tem de admitir, aquele lá não é muito bonito com uma barba."

"Eu sabia que usar uma barba como meu pai iria ser ridículo," Vegeta do Universo 18 continuou ao deixar o 'rei', como se ele tivesse escutado o que os membros do Universo 13 haviam acabado de falar. "Você confirma isso. Mas aparências físicas não são tudo." Finalmente, ele deixou o homem barbado ter uma pausa. Vegeta do Universo 10 sabia, ainda que ele não tenha feito isso em muitos anos, que ele tinha somente uma pequena chance de vitória.

"O Galick Gun, é?" Vegeta do Universo 18 disse. "Vá em frente, tente balancear essa luta com isso, se você insiste."

"Me diga, qual é o seu objetivo se você não reina?"

"Ultrapassar os meus limites... e.... lutar com um velho amigo."

Rei Vegeta, insatisfeito com a resposta ficou enraivecido. Depois de alguns segundos de concentração de sua força, ele gritou o nome da técnica e executou o seu ataque. No lado oposto dele, Vegeta parou o com uma mão sem nem ao menos se mexer. Mesmo sua mão não refletia qualquer tipo de dano, nem arranhões, nem nada.

"Isso é tudo? Você é realmente patético..."

"Você fala demais, e você não tem uma cauda! Aha!"

O Rei conjurou uma bola de energia luminosa acima de sua mão esquerda conforme o Galick Gun começava a desvanecer.

"Fechem seus olhos," gritou o velho Rei Vegeta para seu povo no espaço 10 quando eles viram a técnica. "Ninguém olhe para céu! Senão nós não vamos caber nessa arena!"

"Transforme-se em lua cheia!" gritou o rei atual por sua vez, lançando a bola de energia alto no céu noturno.

"Nappa, Raditz ..." Vegeta estava calmamente vigiando aos seus acólitos do Universo 13.

"Nós sabemos," respondeu o Saiyajin de cabelo comprido, tampando seus olhos com uma mão.

Gargalhando, Vegeta do Universo 10 se transformou. Seu oponente não se importou. Ele parecia como sempre: frio, calmo. O rei começou a crescer rapidamente, seu cabelo e nariz distorcendo, e sua boca, a qual se tornara um focinho, se alongou, e suas roupas foram rapidamente rasgadas. Curiosamente, sua barba desapareceu. Uma vez em seu tamanho máximo, o Oozaru que ele se tornou soltou um rugido. Era estranho, porque vendo de longe, parecia como um enorme macaco de circo em uma bola...

"Ninguém pode derrotar o rei dos Saiyajins!" Oozaru Vegeta gritou enquanto batia seus punhos contra seu peitoral.

Ele atacou com um chute, como se fosse a brincar com a bola que era o ringue. Mas Vegeta do Universo 18 esquivou-se com um pulo para o lado. Os ataques continuaram, o Oozaru pisando e esmagando, mas ele não conseguia encostar em seu pequeno inimigo. Ele tentou o esmagar e então... Mas seu oponente, apenas esticando seu braço acima de sua cabeça, escapou ileso.

"O qu-?! ... Como você pode me levantar tão facilmente?!"

Vegeta do Universo 18 deu um pequeno impulso ... Isso foi o suficiente para projetar o macaco gigante que tombou para o fundo, visto que a gravidade do ringue não era suficiente para atrair um corpo tão pesado quanto o de um Oozaru.

Tendo achado sua luta mais dificil, Rei Vegeta pulou a uma altura incrível para se encontrar no ringue novamente ... Mas os outro Vegeta, ainda de braços cruzados, imediatamente atacou com um chute na barriga do Oozaru, que cuspiu em dor, ofengando.

"A brincadeira já foi longe demais," vendo que o Vegeta que era seu oponente não podia realmente fazer nada demais...

Mas, ainda sim, ele era ainda um pouco surpreendente: o Oozaru pulou novamente, facilmente surgindo, e lançou em frente de sua boca uma espessa linha de energia que jorrou sobre ringue e em Vegeta. Ele simplesmente levantou um braço em frente a ele, e soltou sua própria rajada de energia. As duas se colidiram, houve uma explosão, e então o raio do Vegeta do Universo 18 continuou seu trajeto como se nada tivesse acontecido, correndo em direção ao Oozaru. Ele conseguiu arrastar o macaco até a lua artificial, perfurando-a. Sua trajetória terminou com uma pequena explosão.

Vegeta do Universo 18 voou para recuperar o corpo de seu, agora humanóide, oponente, a fim de trazê-lo de volta ao Universo 10, aonde todos os Saiyajins ainda mantinham seus olhos fechados.

"Vocês podem abrir os seus olhos," Vegeta do Universo 18 disse para seu pai de um outro universo.

O velho rei então abriu seus olhos e encontrou seu filho pelado no muro, e seu outro filho de um outro universo o encarando, ainda de braços cruzados, que manteve seu olhar por alguns segundos antes de se virar e partir. Com isso, Vegeta havia verdadeiramente, e permanentemente destruído seu antigo eu...

"Vegeta do Universo 18 - é o vencedor dessa luta!" gritou o líder no microfone enquanto o rival de Goku começava a pensar sobre quando ele iria encontrar Kakarotto...

Comentários sobre esta página:

Carregando os comentários...
[pt_BR]
EnglishFrançais日本語中文EspañolItalianoPortuguêsDeutschPolskiNederlandsTurcPortuguês Brasileiro
MagyarGalegoCatalàNorskРусскийRomâniaCroatianEuskeraLietuviškaiKoreanБългарскиעִבְרִית
SvenskaΕλληνικάSuomeksiEspañol Latinoاللغة العربيةFilipinoLatineDanskCorsu